Papa Sabiniano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o usurpador romano, veja Sabiniano (usurpador romano).
Sabiniano
65º papa
Nome de nascimento Sabinianus
Nascimento Tuscia, 530
Eleição 13 de Setembro de 604
Fim do pontificado 22 de fevereiro de 606 (76 anos)
Antecessor Gregório I
Sucessor Bonifácio III
Listas dos papas: cronológica · alfabética

O Papa Sabiniano foi o 65º papa. Foi eleito em 13 de Setembro de 604 e morreu em 22 de Fevereiro de 606. Sucedeu ao Papa Gregório I.

Filho de Bonus, nasceu em Blera (Bieda), perto de Viterbo. Em 593 foi enviado pelo Papa Gregório I com Núncio Apostólico a Constantinopla, mas parece não ter correspondido às expectativas do papa, por não ser suficientemente astuto para lidar com os Bizantinos.[1]

Voltou a Roma em 597 e foi escolhido para suceder a Gregório I, tendo de esperar meses pela confirmação imperial. As dificuldades do seu pontificado passaram pela ameaça dos Lombardos e pela fome. Passada a ameaça, abriu os celeiros da Igreja e vendeu os cereais a altos preços, em vez de os distrubuir gratuitamente, como fazia o seu antecessor e por isso ganhou fama de avarento.[2]

Regularizou o som dos sinos para indicar ao povo as horas canônicas, o recolhimento e a oração. Decretou que as igrejas deveriam ficar com as lâmpadas sempre acesas.

Foi sepultado na Basílica de S. Pedro.[3]

Referências


Precedido por
Gregório I
Emblem of the Papacy SE.svg
Papa

65.º
Sucedido por
Bonifácio III


Ícone de esboço Este artigo sobre um papa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.