Papa Bento XI

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Beato Bento XI, O.P.
194º papa
Brasão pontifical de Beato Bento XI, O.P.
Nome de nascimento Nicola Boccasini
Nascimento Treviso, Itália,
1240
Eleição 22 de outubro de 1303
Fim do pontificado 7 de julho de 1304 (8 meses)
Morte 7 de julho de 1304 (64 anos)
Antecessor Bonifácio VIII
Sucessor Clemente V
Listas dos papas: cronológica · alfabética

Bento XI OP, nascido Nicola ou Niccolò Boccasini (Treviso, 1240Perúsia, 7 de julho de 1304) foi Papa de 27 de outubro de 1303 até à data de sua morte.

Vida religiosa[editar | editar código-fonte]

Com 14 anos de idade entrou na Ordem dos Pregadores em 1256 em Treviso, seguindo para Veneza e terminando os seus estudos em Milão.

Foi eleito Provincial da Lombardia (1286-1289), cargo da qual dependia a Inquisição no norte de Itália. Como a cidade de Parma se havia sublevado contra o rigor de um frade dominicano anterior, a Ordem tinha abandonado a cidade e o convento local. Os bons esforços e capacidade diplomática de Fr. Nicolau Boccasini permitiram pacificar toda a região, regressando os frades a Parma em 1287.

Foi uma segunda vez provincial (1293-1296), até ter sido eleito (1296) Mestre-geral da sua Ordem, no Capítulo Geral de Estrasburgo.

Em contraste com a dureza do seu antecessor Munio de Zamora, o seu carácter conciliador levou-o a permitir que as igrejas da Ordem fossem ricamente ornamentadas, relaxando as regras originárias de rigorosa pobreza e simplicidade.

Estando a Ordem dos Pregadores sob ataque dos Fraticelli, preparou a defesa, com a nomeação de uma comissão encarregada de dar resposta a todas as críticas que eram apontadas aos dominicanos, quer no domínio religioso e político.

Tornou-se um colaborador próximo do Papa Bonifácio VIII, a quem sempre apoiou.

Nomeado Cardeal de Santa Sabina, em 1298, foi igualmente investido do arcebispado de Ostia e de Velletri.

Ainda que já cardeal, tenta que o seu sucessor na Ordem dos Pregadores seja Alberto de Chiavari. Solucionou a grave questão com o reino de França que enviou embaixadores a Roma para fazer as pazes com o Papa. Foi enviado em missão diplomática à Hungria.

Retornado a Roma, assiste à revolta da família Colonna, apoiada pelo rei de França, contra o Papa que foi preso e espancado, e que depois vem a falecer em 11 de outubro de 1303.

Papa[editar | editar código-fonte]

Depois desses trágicos acontecimentos, praticados a Bonifácio VIII, Niccola Boccasini foi eleito Papa, tomando o nome de Bento XI e desde logo procurou fazer a paz: retira a excomunhão à família Colona (o que incluía 2 cardeais), mas a oferta é recusada, originando vários tumultos populares, o que leva o Papa a abandonar Roma e a refugiar-se em Perugia.

A sua atividade diplomática foi intensa, tendo aceite a vassalagem da Sérvia, e alcançou-se, por sua intermediação, a paz entre a Dinamarca e Alemanha. Obteve um acordo com Aragão regulando a posse da Córsega, Sicília e Sardenha, bem como alcança a paz entre Pádua e Veneza. Pelo contrário, apesar de ter enviado o Cardeal Nicolas Albertini de Prato a Florença, não conseguiu a pacificação entre as correntes laicas de «brancos» e «negros», e que envolvia diretamente a Ordem dos Pregadores (dominicanos) e os Franciscanos.

Adoeceu repentinamente a 29 de junho de 1304 e faleceu 9 dias depois, a 7 de julho. Devido ao clima político da época e à rapidez da sua morte, alegou-se desde cedo a hipótese de ter sido envenenado.

O Papa Clemente XII declarou-o beato, em 1736, com festa litúrgica a 7 de julho.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Bonifácio VIII
Emblem of the Papacy SE.svg
Papa

194.º
Sucedido por
Clemente V


Ícone de esboço Este artigo sobre um papa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.