Posto Oceanográfico da Ilha da Trindade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Posto Oceânico da Ilha da Trindade (POIT) é uma Organização Militar da Marinha do Brasil sediada na Ilha da Trindade, ao largo do Brasil.

Encontra-se subordinado ao 1° Distrito Naval, sob a responsabilidade do Estado-Maior da Marinha. Instalado em 1957, encontra-se permanentemente guarnecido desde então por um destacamento cuja missão é:

  1. Manter a ilha da Trindade ocupada e garantir a posse dessa fração do Território Nacional;
  2. Realizar observações meteorológicas, maregráficas, e outras atividades de natureza técnica, segundo as normas e instruções emitidas pela Diretoria de Hidrografia e Navegação;
  3. Executar ação de vigilância, no que diz respeito ao movimento de navios e aeronaves nas proximidades da ilha;
  4. Cooperar no acompanhamento do tráfego marítimo;
  5. Preservar as características ecológicas da ilha e do ambiente marinho circundante, contribuindo para a proteção do meio-ambiente e combate a poluição em qualquer de suas formas; e
  6. Servir de base de apoio a grupos que realizem na área atividades autorizadas ou determinadas pelo Comando do 1° Distrito Naval.

História[editar | editar código-fonte]

Dentro das atividades desenvolvidas pelo Brasil em cumprimento ao programa do Ano Geofísico Internacional 1957-1958, a 11 de agosto de 1957 foi iniciada a reocupação da Ilha da Trindade pela Marinha, com um desembarque efetuado pela Corveta Solimões. A ilha fora anteriormente ocupada pela Marinha em três ocasiões: durante a Primeira Guerra Mundial, de 1924 a 1926, e durante a Segunda Guerra Mundial. A nova comissão, a cargo da Diretoria de Hidrografia e Navegação constituía-se na instalação de um Posto Oceanográfico, que se tornaria permanente ao terminar o "Ano Geofísico" para fins de cooperação geofísica internacional que depois se firmou.

A 10 de setembro desse mesmo ano iniciou-se a operação regular do Posto Oceanográfico da Ilha da Trindade, sob o comando do Capitão-de-Corveta Carlos Alberto de Carvalho Armando, com o início da observação meteorológica na praia do Príncipe e no pico do Desejado.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre a Marinha do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.