EPTV Campinas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de TV Campinas)
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde setembro de 2015). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
EPTV Campinas
Empresa Paulista de Televisão S.A.
Campinas, São Paulo
Brasil
Tipo Comercial
Canais Digital: 25 UHF
Virtual: 12 PSIP
Outros canais 12 (Sky)
19 e 512 HD (NET)
24 e 524 HD (Claro TV)
202 (Vivo TV)
212 e 204 HD (Vivo TV)
Analógico:
12 VHF (1979-2018)
Digital:
42 UHF (2008-2018)
Ver mais
Sede Campinas, SP
Rua Regina Nogueira, 120 - Jardim São Gabriel
Slogan A gente vive com você
Fundador José Bonifácio Coutinho Nogueira
Presidente Antonio Carlos Coutinho
José Bonifácio Coutinho Filho
Fundação 1 de outubro de 1979 (38 anos)
CNPJ 46.242.004/0001-87[1]
Prefixo ZYB 859
Nome(s) anteriore(s) TV Campinas
Cobertura Cobertura - EPTV Campinas.svg
Potência 3 kW
Página oficial redeglobo.globo.com/eptv

EPTV Campinas é uma emissora de televisão brasileira sediada em Campinas, no estado de São Paulo. Opera no canal 12 (25 UHF digital) e é afiliada à Rede Globo. É a cabeça-de-rede das Emissoras Pioneiras de Televisão, um complexo de emissoras que também controla as filiais de Ribeirão Preto e de São Carlos, além da filial mineira de Varginha, fundadas pelo político José Bonifácio Coutinho Nogueira.[2]

História[editar | editar código-fonte]

O Modelo na antiga câmera RCA TK760 da TV Campinas (afiliada da Rede Globo).

A então TV Campinas foi inaugurada no dia 1 de outubro de 1979 pelo político José Bonifácio Coutinho Nogueira, sendo a primeira emissora da EPTV, posteriormente chegando às regiões de Ribeirão Preto, Sul de Minas e São Carlos.[3] Na éransmitindo na época o noticiário local do Jornal Regional (JR) sob os nomes de Jornal Hoje (a 1ª edição regional era um bloco da edição nacional) e Jornal das Sete (a 2ª edição).

Em 24 de dezembro de 1986, durante a cobertura do incêndio ocorrido no Supermercado Eldorado em Campinas, o operador de VT da TV Campinas, Ronaldo Gomes, morreu soterrado após o desabamento de parte de uma parede lateral do prédio, sendo que seu corpo só foi achado três dias depois no meio dos escombros. O repórter cinematográfico da emissora, Renato Isidoro, também se feriu no desabamento, e foi levado para o hospital, onde foi constatado traumatismo craniano. Ele ficou em coma por 15 dias, e parte da sua face teve de ser reconstruída através de cirurgia plástica.[4]

A EPTV Campinas tem um longo histórico de investimentos na qualidade do sinal. Desde junho de 2007, a emissora já produzia o conteúdo do programa Terra da Gente em alta definição.[5] Na introdução da televisão digital no Brasil, em dezembro de 2007, a EPTV marcou seu lugar gravando as imagens em alta definição para o primeiro Globo Repórter da televisão digital com imagens gravadas em Queensland e na Grande Barreira de Corais, na Austrália. No ano seguinte, gravou também em alta definição a série Combate da Venda Grande, um episódio acontecido em Campinas durante a Revolução Liberal de 1842.[6]

Sinal digital[editar | editar código-fonte]

Canal virtual Canal digital Proporção de tela Programação
12.1 25 UHF 1080i Programação principal da EPTV Campinas / Globo

Em 22 de outubro de 2008, a emissora campineira da EPTV iniciou a transmissão experimental em digital no canal 42 UHF. A transmissão definitiva começou em 3 de dezembro.[7] Com isso, a EPTV foi a primeira afiliada de interior da Rede Globo a iniciar as transmissões digitais fora das capitais.[8] Sua cobertura com antena externa UHF inicialmente esteve limitada aos municípios mais próximos de Campinas, que recebem o sinal analógico da emissora no canal 12. A partir de 21 de setembro de 2009, a EPTV Campinas passou a apresentar todos os seus programas em alta definição.[9]

Transição para o sinal digital

Com base no decreto federal de transição das emissoras de TV brasileiras do sinal analógico para o digital, a EPTV Campinas, bem como as outras emissoras de Campinas, cessou suas transmissões pelo canal 12 VHF no dia 17 de janeiro de 2018[10], seguindo o cronograma oficial da ANATEL. O switch-off ocorreu às 23h59, durante um boletim ao vivo feito do controle-mestre da emissora.[11] Com o desligamento, a EPTV Campinas mudou seu canal físico, do 42 para o 25, exigindo uma nova busca de canais.[12]

Programação[editar | editar código-fonte]

Além de retransmitir a programação nacional da Rede Globo, a EPTV Campinas produz os seguintes programas:

Retransmitidos da TV Globo São Paulo

Sinal[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «EPTV Campinas - canal 12 - sobre o veículo». Meio & mensagem. Consultado em 4 de setembro de 2014 
  2. «Cobertura - EPTV». ViaEPTV.com. Consultado em 4 de setembro de 2014 
  3. CARMO-ROLDÃO, Ivete Cardoso do (19–21 de agosto de 2009). «TVs Regionais em Campinas: 30 anos de história» (PDF). VII Encontro Nacional de História da Mídia. Consultado em 4 de setembro de 2014 
  4. Verzignasse, Rogério (25 de dezembro de 2011). «Incêndio do Supermercado Eldorado completa 25 anos». RAC.com.br. Consultado em 3 de dezembro de 2014 
  5. «EPTV Digital - Sinal digital EPTV. Você vê a diferença». ViaEPTV.com. Consultado em 4 de setembro de 2014 
  6. Redação (Divulgação EPTV) (19 de maio de 2008). «Venda Grande tem lançamento. Professora do IFCH participa». UNICAMP. Consultado em 4 de setembro de 2014 
  7. «ViaEPTV.com - Histórico». ViaEPTV.com. Consultado em 5 de setembro de 2014 
  8. «Cerimônia na EPTV lança sinal digital em Campinas». EPCampinas (ViaEPTV.com). 3 de dezembro de 2008. Consultado em 5 de setembro de 2014 
  9. «EPTV celebra 30 anos hoje». Lavras 24 Horas. 1 de outubro de 2009. Consultado em 5 de setembro de 2014 
  10. «TV Digital: EPTV desliga o sinal analógico em cidades da região de Campinas e São Carlos». G1 Campinas e Região. 17 de janeiro de 2018. Consultado em 18 de janeiro de 2018 
  11. «Desligamento do sinal analógico em três regiões de SP começa amanhã (29/11)». ANATEL. 28 de novembro de 2017. Consultado em 28 de novembro de 2017 
  12. «Com o fim do sinal analógico, usuários da EPTV Campinas terão de fazer 'busca de canais'». G1 Campinas e Região. 8 de janeiro de 2018. Consultado em 18 de janeiro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]