EPTV Campinas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de TV Campinas)
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde setembro de 2015). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
EPTV Campinas
Campinas
Emissoras Pioneiras de Televisão S.A.
EPTV Campinas
Campinas
Rua Regina Nogueira, 120
Jardim São Gabriel
Cidade de concessão Campinas, SP
Canais
12 analógico
42 digital
Outros canais 24 e 524 HD (Claro TV)
12 (Sky)
212 e 204 HD (Vivo TV)
19 e 512 HD (NET)
202 (GVT TV)
Ver mais
Slogan EPTV, a gente vive com você!
EPTV com a região, com você!
Rede Rede Globo
Fundador José Bonifácio Coutinho Nogueira
Fundação 1 de outubro de 1979 (36 anos)
CNPJ 46.242.004/0001-87[1]
Prefixo ZYB 859
Nome(s) anteriore(s) TV Campinas
Cobertura Mesorregião de Campinas e partes da Mesorregião de Piracicaba
Potência 13 kW (analógico)[2]
3 kW (digital)
Página oficial http://eptv.globo.com/

A EPTV Campinas é uma emissora de televisão brasileira com sede em Campinas, a 99 km da cidade de São Paulo, capital do estado homônimo. Retransmite a programação da Rede Globo e gera programas locais de boa audiência, tais como: Bom Dia Cidade, Jornal da EPTV, Caminhos da Roça e Terra da Gente. Opera nos canais 12 VHF analógico e 42 UHF digital.

É a cabeça-de-rede da EPTV, que transmite sua programação local para as outras três emissoras da rede: EPTV Ribeirão, EPTV Central e EPTV Sul de Minas.

Sua cobertura atual abrange 50 municípios, atingindo 1.114.589 domicílios com televisão e uma população de 3.914.399 habitantes[3] .

História[editar | editar código-fonte]

Fundada em 1979, foi a primeira emissora da rede de afiliadas da EPTV, posteriormente chegando às regiões de Ribeirão Preto (1980), Sul de Minas (1988) e São Carlos (1989). Inicialmente, a EPTV Campinas chamava-se TV Campinas[4] , transmitindo na época o noticiário local do Jornal Regional (JR) sob os nomes de Jornal Hoje (a 1ª edição regional era um bloco da edição nacional) e Jornal das Sete (a 2ª edição).

Em 24 de dezembro de 1986, durante a cobertura do incêndio ocorrido no Supermercado Eldorado em Campinas, o operador de VT da TV Campinas, Ronaldo Gomes, morreu soterrado após o desabamento de parte de uma parede lateral do prédio, sendo que seu corpo só foi achado três dias depois no meio dos escombros. O repórter cinematográfico da emissora, Renato Isidoro, também se feriu no desabamento, e foi levado para o hospital, onde foi constatado traumatismo craniano. Ele ficou em coma por 15 dias, e parte da sua face teve de ser reconstruída através de cirurgia plástica.[5]

A EPTV Campinas tem um longo histórico de investimentos na qualidade do sinal. Desde junho de 2007, a emissora já produzia o conteúdo do programa Terra da Gente em alta definição[6] . Na introdução da televisão digital no Brasil, em dezembro de 2007, a EPTV marcou seu lugar gravando as imagens em alta definição para o primeiro Globo Repórter da televisão digital com imagens gravadas em Queensland e na Grande Barreira de Corais, na Austrália. No ano seguinte, gravou também em alta definição a série Combate da Venda Grande, um episódio acontecido em Campinas durante a Revolução Liberal de 1842[7] .

Em 22 de outubro de 2008, a emissora campineira da EPTV iniciou a transmissão experimental em digital no canal 42 UHF. A transmissão definitiva começou em 3 de dezembro[8] , tornando a EPTV, a primeira afiliada de interior da Rede Globo a iniciar as transmissões digitais fora das capitais[9] . Sua cobertura com antena externa UHF inicialmente esteve limitada aos municípios mais próximos de Campinas, que recebem o sinal analógico da emissora no canal 12. A partir de 21 de setembro de 2009, a EPTV Campinas passou a apresentar todos os seus programas em alta definição[10] .

Programação[editar | editar código-fonte]

A EPTV possui uma programação fortemente voltada para a região de Campinas e parte do Leste de São Paulo:

Todos os programas gerados pela EPTV Campinas são exibidos em HD.

Apresentadores[editar | editar código-fonte]

Comentaristas[editar | editar código-fonte]

    • ESPORTE:
  • Osvaldo Luís
  • Gustavo Biano(eventual)
  • André Natale(eventual)
    • PREVISÃO DO TEMPO
  • Mônica Gimenez(JEPTV1 E BDC)
  • Bruna Luchini(JEPTV2)
  • Larissa Cuter(Eventual - Ribeirão)
  • Luara Gallacho(Eventual - Ribeirão)

Retransmitidos da Globo SP[editar | editar código-fonte]

Como programação com transmissão para todo o estado de São Paulo, a TV Globo São Paulo produz:

Equipe:
Narração: Cléber Machado
Comentaristas: Caio Ribeiro, Walter Casagrande Jr. e Leonardo Gaciba

Sinal[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «EPTV Campinas - canal 12 - sobre o veículo». Meio & mensagem. Consultado em 4 de setembro de 2014. 
  2. http://www.justicaeleitoral.jus.br/arquivos/tre-sp-lista-de-emissoras-de-tv-geradoras-de-sons-e-imagens
  3. «Cobertura - EPTV». ViaEPTV.com. Consultado em 4 de setembro de 2014. 
  4. CARMO-ROLDÃO, Ivete Cardoso do (19-21 de agosto de 2009). «TVs Regionais em Campinas: 30 anos de história» (PDF). VII Encontro Nacional de História da Mídia. Consultado em 4 de setembro de 2014. 
  5. Verzignasse, Rogério (25-12-2011, atualizado em 26-12-2011). «Incêndio do Supermercado Eldorado completa 25 anos». RAC.com.br. Consultado em 03-12-2014. 
  6. «EPTV Digital - Sinal digital EPTV. Você vê a diferença». ViaEPTV.com. Consultado em 4 de setembro de 2014. 
  7. Redação (Divulgação EPTV) (19 de maio de 2008). «Venda Grande tem lançamento. Professora do IFCH participa». UNICAMP. Consultado em 4 de setembro de 2014. 
  8. «ViaEPTV.com - Histórico». ViaEPTV.com. Consultado em 5 de setembro de 2014. 
  9. «Cerimônia na EPTV lança sinal digital em Campinas». EPCampinas (ViaEPTV.com). 3 de dezembro de 2008. Consultado em 5 de setembro de 2014. 
  10. «EPTV celebra 30 anos hoje». Lavras 24 Horas. 1 de outubro de 2009. Consultado em 5 de setembro de 2014. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]