Taínos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Tainos)
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para a comuna italiana, veja Taino.
Tainos
Reconstrução de uma aldeia taína em Cuba.
População total

extinta

Regiões com população significativa
Antilhas
Línguas
língua taina
Religiões

Os taínos[1][2][3] ou tainos (do taino taíno, "homem")[4] foram indígenas pré-colombianos que habitavam as Bahamas, as Grandes Antilhas e as Pequenas Antilhas do Norte, no Caribe. Acredita-se que os tainos estivessem relacionados com os aruaques da América do Sul. O idioma [1][2] falado pelos taínos pertence à família linguística maipureana, que se desenvolveu em uma área que abrange o norte da América do Sul e todo o Caribe.[5]

História[editar | editar código-fonte]

Os ancestrais dos tainos chegaram ao Caribe vindos da América do Sul. Sua cultura é muito relacionada à da Mesoamérica.[6] Na época da chegada de Cristóvão Colombo à América, em 1492, os tainos se dividiam em três grandes gruposː tainos ocidentais (Jamaica, a maior parte de Cuba, e Bahamas), tainos clássicos (Porto Rico, Haiti e República Dominicana) e tainos orientais (norte das Pequenas Antilhas). Havia cinco reinos e territórios tainos na Ilha de São Domingos, a qual atualmente se divide nos países da República Dominicana e do Haiti.[7] Cada reino taino era liderado por um cacique, que recolhia tributos.

Ayiti, "terra das altas montanhas", era o nome taino para a ilha de Hispaniola, cuja porção ocidental manteve o nome através do francês Haïti. Cuba, a maior ilha das Antilhas, era originalmente dividida em 29 cacicados. Muitos destes se tornaram, posteriormente, cidades coloniais espanholas, preservando seus nomes originais, como Havana, Batabanó, Camagüey, Baracoa e Bayamo.[8] O topônimo Cuba também procede da língua taina, embora seu significado exato seja incerto. Ele pode ser traduzido como "onde terra fértil é abundante" (cubao) ou "grande lugar" (coabana). Porto Rico também era dividido em cacicados.

No tempo da chegada dos espanhóis, os maiores centros populacionais tainos podem ter abrigado mais de 3 000 pessoas.[9]

Os tainos estavam em conflito com os caribes, que habitavam o sul das Pequenas Antilhas e que também eram provenientes da América do Sul. No século XV, os tainos estavam sendo empurrados para o nordeste devido às frequentes incursões dos caribes, que costumavam raptar as mulheres tainas. Os espanhóis que chegaram a partir de 1492 também costumavam raptar e estuprar as mulheres tainas, gerando grande número de mestiços.

Com a colonização espanhola, os tainos praticamente se extinguiram em termos culturais, principalmente devido a doenças infecciosas trazidas pelos espanhóis, contra as quais eles não tinham imunidade. A primeira epidemia de varíola registrada na região ocorreu na ilha de Hispaniola em dezembro de 1518 ou janeiro de 1519.[10] A doença matou noventa por cento dos nativos que ainda não haviam sido mortos pelos espanhóis.[11] As guerras e a escravização por parte dos espanhóis também mataram grande parte da população. Em 1548, a população taina consistia em pouco mais de quinhentos indivíduos. A partir de 1840, houve tentativas de se recriar uma identidade cultural taina em áreas rurais de Cuba, República Dominicana e Porto Rico. No censo de 2010, 35 856 porto-riquenhos se declararam "nativos americanos".[12]

Um estudo publicado em 2018, a partir de dentes humanos encontrados nas Bahamas e datados dos séculos VIII a X, indica que continua a existir ascendência taina entre a atual população de Porto Rico.[13][14]

Terminologia[editar | editar código-fonte]

O termo "taino" era utilizado pelos indígenas da ilha de Hispaniola para indicar que eles eram homens "bons, nobres". A cultura taina foi classificada por algumas autoridades como pertencente aos aruaques, pois sua língua pertenceria à família linguística aruaque. O etno-historiador Daniel Garrison Brinton chamou-os de "aruaques das ilhas".[15] No entanto, acadêmicos contemporâneos acreditam que os tainos desenvolveram uma cultura e uma língua próprias.

Origens[editar | editar código-fonte]

Duas escolas de pensamento procuram explicar a origem dos povos indígenas do Caribeː

Referências

  1. a b S.A., Priberam Informática,. «Significado / definição de taíno no Dicionário Priberam da Língua Portuguesa». www.priberam.pt. Consultado em 9 de setembro de 2015 
  2. a b REC. «taino: Significado de "taino" no Dicionário Português Online: Moderno Dicionário da Língua Portuguesa - Michaelis - UOL». michaelis.uol.com.br. Consultado em 9 de setembro de 2015 
  3. «Taino | people». Encyclopedia Britannica 
  4. FERREIRA, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. 2ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 1 641.
  5. «taino». taino 
  6. Mounting evidence. Disponível em http://indigenouscaribbean.ning.com/group/archaeologyofthecircumcaribbean/forum/topics/mounting-evidence-of-mayataino. Acesso em 20 de abril de 2018.
  7. «What Became of the Taíno?». Smithsonian 
  8. Art and Archaeology of Pre-Columbian Cuba. Disponível em https://books.google.com.br/books?id=PEE9oipDYksC&pg=PA25&redir_esc=y. Acesso em 20 de abril de 2018.
  9. Taíno Museum. Disponível em http://tainomuseum.org/taino/. Acesso em 20 de abril de 2018.
  10. Alfred W. Crosby, The Columbian Exchange Westport, 1972, p. 47.
  11. Sugar: A Bitterweet History. Disponível em https://books.google.com.br/books?id=aaxc1WdKmwEC&redir_esc=y. Acesso em 20 de abril de 2018.
  12. Census 2010. Disponível em https://www.census.gov/population/www/cen2010/cph-t/cph-t-6.html. Acesso em 20 de abril de 2018.
  13. Dockrill, Peter (20 de fevereiro de 2018). «Ancient Skeleton Reveals 'Extinct' Caribbean Islanders Were Never Really Wiped Out». Science Alert (em inglês). Consultado em 27 de fevereiro de 2018 
  14. Schroeder, Hannes; Sikora, Martin; Gopalakrishnan, Shyam; Cassidy, Lara M.; Delser, Pierpaolo Maisano; Velasco, Marcela Sandoval; Schraiber, Joshua G.; Rasmussen, Simon; Homburger, Julian R.; Ávila-Arcos, María C.; Allentoft, Morten E.; Moreno-Mayar, J. Víctor; Renaud, Gabriel; Gómez-Carballa, Alberto; Laffoon, Jason E.; Hopkins, Rachel J. A.; Higham, Thomas F. G.; Carr, Robert S.; Schaffer, William C.; Day, Jane S.; Hoogland, Menno; Salas, Antonio; Bustamante, Carlos D.; Nielsen, Rasmus; Bradley, Daniel G.; Hofman, Corinne L.; Willerslev, Eske (20 de fevereiro de 2018). «Origins and genetic legacies of the Caribbean Taino». Proceedings of the National Academy of Sciences (em inglês). ISSN 1091-6490. PMID 29463742. doi:10.1073/pnas.1716839115. Consultado em 27 de fevereiro de 2018 
  15. The Arawak language. Disponível em https://archive.org/details/arawacklanguageo00brinrich. Acesso em 23 de abril de 2018.
  16. Rouse, Irving (1992). The Tainos: Rise and Decline of the People Who Greeted Columbus. Yale University Press. pp. 30-48.
  17. Martínez-Cruzado, JC; Toro-Labrador, G; Ho-Fung, V; et al. (Aug 2001). "Mitochondrial DNA analysis reveals substantial Native American ancestry in Puerto Rico". Hum Biol. 73 (4): 491–511.
  18. Lorena Madrigal, Madrigal (2006). Human biology of Afro-Caribbean populations. Cambridge University Press, 2006. p. 121.
  19. Rouse, Irving (1992). The Tainos: Rise and Decline of the People Who Greeted Columbus. Yale University Press. pp. 30-48.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Island Thresholds, Peabody Essex Museum’s interactive feature, mostra os trabalhos dos artistas Caribenhos e a sua exploração da cultura e da identidade.
  • The Jatibonicù Taino Tribal Nation of Boriken(Puerto Rico Tribal Government website)
  • United Confederation of Taíno People (International organization) [1]
  • Taino Diccionary, Um dicionário de palavras dos povos indígenas do Caribe a partir da enciclopédia "Clássicos de Porto Rico, segunda edição, editora, Ediciones Latinoamericanas. SA, 1972", compilada pelp historiador porto-riquenho Dr. Cayetano Coll y Toste da "Real Academia de Historia ". Fornecidos pelo Jatibonicu Taino Tribal Nation de Boriken (Porto Rico).
Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.