Hostiliano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde julho de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.


Hostiliano
Imperador romano
Governo
Reinado 251
Antecessor Décio
Sucessor Treboniano Galo
Vida
Nome completo Quintus Gaius Valens Hostilianus Messius

Hostiliano (em latim: Quintus Gaius Valens Hostilianus Messius; † 251) foi imperador romano por um curto período entre a morte de seu pai, Décio, e do seu irmão mais velho, Herênio Etrusco, e a sua própria em julho de 251.

História[editar | editar código-fonte]

Ninguém sabe a data de seu nascimento, provavelmente após 230. Filho do imperador Décio e sua esposa Herênia Etruscila, era o irmão mais novo do futuro imperador Herênio Etrusco.

Após a ascensão ao trono de seu pai, foi sempre tratado como um príncipe imperial, mas estava sempre na sombra de seu irmão Herênio, que gozava dos privilégios de primogênito e herdeiro. No início de 251, Herênio foi nomeado co-imperador e Hostiliano foi agraciado com o título iuventutis princeps ("príncipe da juventude").

Essas disposições foram feitas pois Décio se preparava para a campanha contra Cniva, Rei dos godos, para puni-lo por suas incursões na fronteira do Danúbio. Hostiliano permaneceu em Roma por causa de sua pouca experiência e Décio nomeou a esposa, Herênia, como imperatriz e a fez regente do império.

A campanha foi um desastre: o pai e o irmão morreram na Batalha de Abrito e Décio se tornou o primeiro imperador romano a morrer em batalha contra um exército estrangeiro. As tropas proclamaram Treboniano Galo imperador, mas Roma reconheceu os direitos de Hostiliano.

Como Treboniano era um general respeitado e havia o temor de uma nova guerra civil de sucessão, o senado romano decidiu respeitar a vontade do povo de Roma e reconheceu ambos como imperadores. Mas depois, no mesmo ano, a peste se espalhou por Roma e o jovem príncipe morreu na epidemia, o primeiro imperador em 40 anos a morrer de causas naturais. Sua morte - oportuna - abriu o caminho para Treboniano governar com seu filho Volusiano.


Precedido por
Décio
SPQRomani.svg
Imperador romano
251
Sucedido por
Treboniano Galo
Ícone de esboço Este artigo sobre Roma Antiga e o Império Romano é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.