Banshee Prateada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox grammar.svg
Esta página ou secção precisa de correção ortográfico-gramatical.
Pode conter incorreções textuais, e ainda pode necessitar de melhoria em termos de vocabulário ou coesão, para atingir um nível de qualidade superior conforme o livro de estilo da Wikipédia. Se tem conhecimentos linguísticos, sinta-se à vontade para ajudar.
Banshee Prateada
Outro(s) nome(s) Siobhan McDougal
Afiliações Sociedade Secreta de Super-Vilões
Liga da Injustiça
Terra Natal Reino Unido
Criado por John Byrne
Primeira aparição Action Comics #595
(Dezembro de 1987)
Editora(s) DC Comics

Banshee Prateada (Silver Banshee em inglês) é uma personagem fictícia, pertencente à DC Comics e parte da galeria de vilões de Superman.

Histórico e biografia fictícia[editar | editar código-fonte]

Siobhan McDougal foi a primogênita de Garrett McDougal, patriarca de um clã da Gália, que ocupou uma ilha entre a Escócia e a Irlanda por gerações. Todos os primogênitos eram obrigados a passar por um ritual, para se provarem merecedores e capazes de liderar o clã pela próxima geração. Durante a sua juventude, Siobhan viajou pelo mundo, só retornando à sua terra natal ao saber do falecimento de seu pai. Seu tio, Seamus, não estava disposto à deixar uma mulher liderar o clã, e queria forçar Bevan, o irmão mais novo de Siobhan, como o novo líder. Mesmo contrariada, Siobhan deu prosseguimento, sozinha, ao ritual. Durante o ritual, ela deveria invocar forças sobrenaturais, que lhe concederiam o poder necessário. Bevan, entretanto, interrompeu a cerimônia, para desastroso resultado: Siobhan, ao ser distraída, acabou sendo tragada para um submundo infernal pelas forças que havia conjurado.

Uma entidade lhe concedeu poderes sobre-humanos e a capacidade de retornar à Terra como a Banshee Prateada. Em troca, Siobhan deveria pagá-la entregando um livro secreto, que pertencia ao seu pai. Ao descobrir que a coleção de livros de seu pai havia sido vendida para um comprador nos Estados Unidos, Banshee se dirigiu ao pai. Uma vez lá, sua busca lhe levou à cidade de Metrópolis, onde atraiu a atenção de Superman após sua busca começar a resultar nas mortes de qualquer pessoa que ficasse em seu caminho. Ao perceber que era incapaz de derrotá-lo, ela bateu em retirada, retornando à Metrópolis em duas oportunidades posteriores, sempre sem sucesso.

Batman, posteriormente, foi capaz de localizar o livro entre uma série de mercadorias roubadas em Gotham City, entregando-o a Superman, que levou o livro ao Castelo Broen, onde vivia a família McDougal. Após ser confrontado pela Banshee Prateada, a entidade que concedeu poderes a ela surgiu, e, após proferir um enigmático aviso a Superman, tragou para as profundezas infernais onde vivia tanto a Banshee Prateada quanto seu tio Seamus e seu irmão Bevan.

Quando o rio Styx desaguou sobre a cidade de Leesburg, Linda Lee, a Supergirl da época, resgatou a Banshee Prateada dos domínios de Satanus, um dos demônios fictícios que regem o inferno do Universo DC. Após um espanto inicial, Banshee eventualmente retornaria ao seu estado psicótico, possuindo Mattie, uma amiga de Supergirl, e perpetrando um feroz ataque contra a população da cidade. A personalidade de Mattie motivou a Banshee Prateada à perseguir Gerald McFee, responsável pela morte de seu irmão durante o evento Final Night. Supergirl foi bem sucedida em deter Banshee e separá-la de Mattie.

Crise Infinita e aparições recentes[editar | editar código-fonte]

Após uma prolongada ausência, Banshee ressurgiu em duas importantes participações: como uma das vilões usadas na investida final contra Superman em Ending Battle[1] e como um dos vários vilões que tentaram capturar Superman, em busca da recompensa de um bilhão de dólares oferecida pelo então Presidente dos Estados Unidos, Lex Luthor, durante a história Public Enemies, publicada no título Superman/Batman[2]. Posteriormente, durante os eventos que precederam diretamente a minissérie Crise Infinita, Banshee ingressou na Sociedade Secreta de Super-Vilões, fundada por Alexander Luthor Junior.

O escritor Chuck Austen também chegou a usar a personagem[3] durante sua passagem pelo título Action Comics. Durante o arco Up, Up and Away!, os escritores Geoff Johns e Kurt Busiek também incluíram uma pequena participação da vilã.

Poderes e habilidades[editar | editar código-fonte]

Banshee Prateada é capaz de voar, também possui a força de dez homens, mas não a subestime, a supervilã já foi capaz de encarar e derrotar o homem de aço ( Superman ) em batalhas. É dotada de reflexos, agilidade, velocidade, força e outros sentidos sobre-humanos, também é muito resistente à diversos ataques físicos e possui a capacidade de se teletransportar. No entanto, seu mais perigoso e marcante poder é, com certeza, o uivo da Banshee, que permite atordoar ou em casos extremos matar no grito qualquer pessoa próxima que ela veja. Pessoas mortas por este poder tornam-se cadáveres dissecados. Superman foi afetado por este poder em seu primeiro confronto com Banshee, mas ficou num estado de semimorte. O mundo até mesmo chegou a lamentar a perda de seu maior herói (mesmos assuntos que foram melhor explorados e detalhados anos depois, quando Apocalipse matou Superman em A Morte do Superman: multidões no funeral, Luthor se maldizendo por não ter sido ele o assassino, etc.) Superman, no entanto, reviveu e foi no encalço de Banshee. Desta vez ele se disfarçou de Batman, e o poder não foi capaz de afetá-lo. Das duas uma: ou o poder não pode afetar uma mesma pessoa duas vezes, ou ele não afeta pessoas que não se saiba a verdadeira identidade.

Aparições em outras mídias[editar | editar código-fonte]

Fora dos quadrinhos, a Banshee Prateada participou de dois episódios da série animada Justice League Unlimited. No primeiro, Chaos At Earth's Core, ela aparece ao lado de Metallo em Skartaris, tendo como objetivo capturar uma pedra de kryptonita que se encontrava na ilha. No episódio, ela é derrotada pelo Lanterna Verde John Stewart.

No último episódio da série, Alive, a Banshee Prateada é mostrada como um dos membros da Sociedade Secreta de Super-Vilões. Em ambos os episódios, a dublagem da personagem foi creditada à Kim Maio Guest.

Participou de Smallville 9 Temporada no episódio número 15.

Participou da série Supergirl primeira temporada episódios 15/16/17/18.

Aparições notórias[editar | editar código-fonte]

  • Action Comics #595 (Dezembro de 1987)
  • Action Comics #662 (Fevereiro de 1991)
  • Superman: Man of Tomorrow #15 (Dezembro de 1999)
  • Superman/Batman #03 (Outubro de 2003)
  • Action Comics #820 (Dezembro de 2004)
  • Action Comics #839 (Julho de 2006)
  • Supergirl Vol. 6 #8 (Junho de 2012)
  • Supergirl Vol. 6 #9 (Julho de 2012)
  • Supergirl Vol. 6 #10 (Agosto de 2012)
  • Supergirl Vol. 6 #11 (Setembro de 2012)
  • Supergirl Vol. 6 #13 (Dezembro de 2012)
  • Supergirl Vol. 6 #14 (Janeiro de 2013)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. JOHNS, Geoff; FERRY, Pascual; FARMER, Mark. Superman #187. Publicado em Outubro de 2002.
  2. LOEB, Jeph; MCGUINESS, Ed; VINES, Dexter. Superman/Batman #3.
  3. AUSTEN, Chuck; D'ANDA, Carlos. Action Comics #820. Publicada em Dezembro de 2004.