Mariposa Assassina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mariposa Assassina
Mariposa Assassina.jpg
Outro(s) nome(s) - Cameron van Cleer
- Drury Walker
Família Kitten (filha)
Terra Natal Jump City
Criado por Bill Finger
Lew Schwartz
Primeira aparição Batman #63 (1951)
Causa da última aparição Foi assassinado pelo Vagalume por traição
Editora(s) DC Comics
Situação presente Morto

Mariposa Assassina é um personagem fictício, supervilão inimigo do Batman no Universo DC. Foi criado em 1951, sendo que originalmente vestia um traje extravagante composto por elastano listrado de verde e púrpura, capa laranja e máscara de mariposa.

Personalidade[editar | editar código-fonte]

Mariposa Assassina é descrito como inteligente, sério, frio, sarcástico, malvado e metido e sempre comete crimes usando mariposas mutantes. Mariposa Assassina tem uma maior inimizade com Robin do que com o Batman, pois enfrentou mais o Robin do que a maioria dos outros vilões. Mariposa Assassina sempre é fiel ás suas mariposas e toda vez que perde uma, ele vai tentar encontrar-la onde quer que ela esteja, mas já perdeu uma para sempre que agora é uma larva chamada Silkie por Estelar.

História[editar | editar código-fonte]

Cameron van Cleer[editar | editar código-fonte]

O Mariposa Assassina fez sua primeira aparição na revista Batman #63, em fevereiro de 1951. Era um prisioneiro identificado apenas pelo seu número da prisão: 234026.

Na prisão, leu um artigo do jornal sobre Batman e decidiu que seria um rival de Batman. Ele foge da prisão e constrói uma "mariposa-caverna" similar à Batcaverna que ele viu nas fotos do artigo do jornal. Estabelece então uma falsa identidade, um milionário filantropo chamado Cameron van Cleer. Com esta identidade, ele torna-se amigo de Bruce Wayne.

Enquanto isso, torna-se um criminoso em que atua em Gotham City e atende por Mariposa Assassina, lançando um "mariposa-sinal" infravermelho, similar ao "Bat-sinal", quando comete um crime. Em seu primeiro delito, resgata alguns criminosos das mãos da polícia e então usa o seu "mariposa-móvel" para derrotar Batman e Robin. A Dupla Dinâmica entram em batalha com o vilão na ponte de Gotham City e o confronto termina com Mariposa Assassina mergulhando no rio e desaparecendo.

Em sua segunda aparição, em Batman #64 (março de 1951), Mariposa Assassina rapta Bruce Wayne e descobre sua identidade secreta. Porém, é ferido por outros criminosos e a lesão crianial resultante causa-lhe amnésia. Aparece como um inimigo freqüente de Batman na Era de Prata da banda desenhada. Ficou famoso por ter sido o primeiro vilão enfrentado pela Batgirl em Detective Comics #359.

Drury Walker[editar | editar código-fonte]

Na década de 1990, dando continuidade a Crisis on Infinite Earths, a verdadeira identidade do Mariposa Assassina é revelada como sendo a de Drury Walker, um criminoso malsucedido que ninguém o leva a sério. Ele novamente adota a falsa identidade de Cameron van Cleer e o personagem Mariposa Assassina para confrontar Batman. Esta versão é mostrada em Batman: Shadow of the Bat #7 (dezembro de 1992) e mais detalhada em Batgirl: Year One (2003).

Em Shadow of the Bat, Mariposa Assassina entra para um grupo chamado "Os Desajustados", incluindo os vilões de segunda linha do Batman, como Homem-Gato e Homem-Calendário, para promover seqüestros tanto de Bruce Wayne quanto de outros cidadãos notáveis. Este grupo é malsucedido, voltando-se contra o próprio Mariposa Assassina quando ele designa aos demais que matem os reféns.

É o único dos vilões a vender a sua alma ao demônio Neron em Underworld Unleashed, exigindo ser transformado em algo assustador. Neron o transforma em um monstro-mariposa gigante e marrom chamado Charaxes. Ele consome humanos e os apreende dentro de um casulo. Em uma história posterior, Charaxes deposita centenas de ovos, originando vários clones seus ao chocarem. Em Infinite Crisis, Charaxes é morto e partido ao meio pelo Superboy Primordial durante uma batalha em Metrópolis.

Um novo Mariposa Assassina aparece em Batman #652, durante a história "Face the Face", na qual ele demonstra competência no combate corpo-a-corpo e capacidade de vôo enquanto enfrenta Robin. Posteriormente, aparece como um aliado de Vagalume na série limitada Gotham Underground. A identidade e origem deste novo Mariposa Assassina não foram reveladas.

Outras mídias[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Batman (seriado)[editar | editar código-fonte]

Na série dos anos 60 Batman, Mariposa Assassina aparece em um único episódio como inimigo de Batgirl, porém o episódio nunca foi exibido. Circulou apenas em cópias ilegais na internet e em convenções.

Teen Titans[editar | editar código-fonte]

No episódio "Date with Destiny", Mariposa Assassina (cuja voz é feita por Thomas Haden Church e, mais tarde, por Marc Worden) é introduzido como um criminoso que planeja usar mariposas geneticamente modificadas para dominar a cidade. Seu plano é frustrado por Robin, que acaba controlando as marioposas e mandando Mariposa Assassina para a prisão.

Mariposa Assassina retorna no episódio "Can I Keep Him?", onde ele transforma a larva de estimação de Estelar, chamada Silkie, em uma mariposa gigante para atacar os Titans. O plano é fracassado quando Silkie prefere Estelar a Mariposa Assassina.

Mariposa Assassina e sua filha Kitten tornam-se posteriormente membros da Fraternidade do Mal, no episódio "Calling All Titans", com objetivo de derrotar os Titans.

The Batman[editar | editar código-fonte]

Na série The Batman, aparece no episódio "Team Penguin" (com a voz feita por Jeff Bennett), fisicamente fraco e fazendo parte da gangue de Pinguim. Ganha superpoderes ao ser exposto a gases químicos durante um assalto com sua Pinguim, mas ainda continua sendo um pobre combatente (a despeito de sua força e seu tamanho). É apenas mencionado por Batman no episódio "Rumors", porém não aparece.

Teen Titans Go[editar | editar código-fonte]

O mariposa Assassina está confirmado em aparecer em Teen Titans Go! como vilão secundário. Sua filha Kitten também está confirmado em aparecer neste desenho.

Batman Bad Blood[editar | editar código-fonte]

O Mariposa Assassina aparece em Batman Bad Blood diferente das suas versões, ele usa uma armadura tecnológica, e é um dos capangas de Talia, assim como Vagalume ele tem utilidade em ataques aéreos, presumido como morto quando uma rocha cai em sua cabeça, mas seu destino é deixado incerto mas como não esteve com Vagalume na cúpula pode ser presumida sua morte.

Videogame[editar | editar código-fonte]

Mariposa Assassina aparece no final da primeira fase do jogo Batman, para NES, lançado em 1989. É um chefe no jogo Batman Beyond: Return of the Joker, para Nintendo 64. Também aparece no jogo Lego Batman: The Videogame, lançado em 2008 como um capanga de Coringa e em Batman: Arkham Asylum aparece morto (em forma de esqueleto) durante a fase Botanical Garden.Em Batman: Arkham Knight ele e mencionado por um dos capangas do mascara negra na dlc a historia do capuz vermelho como um easter egg o capanga menciona que o capuz vermelho matou o mariposa assassina mês passado

Ícone de esboço Este artigo sobre banda desenhada é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.