Gangue da Injustiça

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Gangue da Injustiça é um grupo de supervilões fictícios dos quadrinhos da DC Comics. Eles são conhecidos adversários da Liga da Justiça.

Primeira formação[editar | editar código-fonte]

Nos anos 70, a Liga da Justiça veio a enfrentar a primeira formação de vilões a se chamar de Gangue da Injustiça.

Libra (identidade desconhecida) apareceu a primeira vez em Justice League Of America #111, para formar a Gangue. Ele tinha um dos mais cobiçados artefatos da DC: Uma Libra capaz de roubar metade do nível dos poderes de qualquer superser. Ele usou a Libra para tomar metade do nível de poder de cada membro da Liga, e assumiu divindade. Tamanho poder foi demais para a mente e corpo de um ser humano comum, e ele acabou desincorporado. Até hoje é um mistério onde ele conseguiu artefato tão poderoso, bem como sua identidade. Os membros da Liga tiveram que reativar Amazo e usar a Libra nele a fim de recuperar seus poderes na totalidade.

Os membros da Gangue da Injustiça eram:

Formação recente[editar | editar código-fonte]

Há algum tempo nos quadrinhos da LJA, Lex Luthor formou mais duas encarnações da gangue da Injustiça a fim de enfrentar a Liga. A primeira formação consistiu de O Coringa, Circe, Mestre do Oceano, Mestre dos espelhos, Dr. Luz e Jemm, o filho de Saturno.

A segunda foi Prometeus, a Rainha Abelha original (não é a que governava Bialya) e o General (Wade Eiling, que havia transplantado sua mente para o corpo do Shaggy Man)

Liga da Justiça (desenho animado)[editar | editar código-fonte]

A Gangue foi fundada por Lex Luthor e Ultra-Humanóide no episódio "Injustiça para Todos" da Liga da Justiça. Também era formado por Safira Estrela, Cascavel, Cheetah (Mulher-Leopardo), O Penumbra, Coringa e Solomon Grundy.