Rapina e Columba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rapina e Columba
Nome original Hawk and Dove
Personagens Holly Granger (Rapina)
Dawn Granger (Columba)
Hank Hall (Rapina)
Sasha Martens (Rapina)
Don Hall (Columba)
Wiley Wolverman (Columba)
Criado por Steve Ditko
Steve Skeates
Primeira aparição Showcase #75
Editora(s) DC Comics

Rapina e Columba (Hawk and Dove no original, que equivaleria a "Falcão e Pomba") é o nome de algumas duplas de heróis de revistas em quadrinhos da DC Comics.

1ª dupla: Don e Hank Hall[editar | editar código-fonte]

Dupla criada por Steve Ditko e Steve Skeates, teve sua primeira aparição nos Eua na revista Showcase nº 75;

Os irmãos Don e Hank, filhos de um juiz, ganharam seus poderes de uma voz misteriosa, passando a se tornar combatentes do crime. A marca da dupla é a oposição entre os dois membros, sendo Hank agressivo, radical, tendendo para o uso da força, justificando assim seu nome de super-herói Rapina, enquanto o pacífico Columba, Don, se mostrava mais confiante na racionalidade e na possibilidade de diálogo, mas sendo também inclinado para a indecisão; a atuação da dupla era desconhecida do pai, mais equilibrado que os filhos em sua visão mas contrário à idéia de intervenção por justiceiros.

O primeiro Columba morre na série Crise nas Infinitas Terras ao ser atacado pelas costas por Demônios das sombras sob o comando do Anti-Monitor enquanto salvava um garoto; seu irmão não pôde fazer nada para salvá-lo. É interessante porque na edição DC Especial n. 03 de fevereiro de 1991, é apresentada uma outra versão da morte do Columba: Na verdade, ele perde os poderes no momento em que um muro está caido sobre ele, quando a sra. Dawn é escolhida pelos Lordes da Ordem para ser a nova Columba. Como conseqüencia, Hank Hall, o Rapina, havia perdido quaisquer refreios em sua violência devido a morte do irmão, chegando mesmo a fornecer armas para dissidentes na Nicarágua.

2ª dupla: Dawn Granger e Hank Hall[editar | editar código-fonte]

Em 1988, uma nova Columba foi introduzida numa mini-serie escrita por Karl e Barbara Kesel. Esta série apresentou uma mulher chamada Dawn Granger, a segunda Columba. Ela recebeu esses poderes misteriosamente quando estava tentando salvar sua mãe das mãos de alguns terroristas. Nesta mini-série, eles souberam melhor os segredos de sua origem: A dupla foi criada devido a um acordo de paz entre os Lordes da Ordem (cujo maior agente é o Senhor Destino) e os Lordes do Caos (servidos, entre outros, por Kid Eternidade).

Tal como os citados Sr. Destino e Kid Eternidade, são agentes dos Lorde, humanos imbuídos de poder, mas estão dois níveis abaixo do primeiro e um nível abaixo do segundo. Rapina seria o campeão dos Lordes do Caos, e Columba, campeã dos Lordes da ordem. O Columba original foi visto como um "elo fraco" nessa união pelos Lordes, então eles resolveram desencadear eventos que o mataram.

Uma coincidência: a sra. Dawn salvou a mãe da morte em uma explosão provocada por terroristas que estava marcada para o seguinte horário: 9:11 da noite. Ou seja, esta estória, escrita em 1988, previu os atentados terroristas de onze de setembro, que ocorreriam 13 anos depois. Infelizmente, na vida real, o final não foi feliz.

Armageddon 2001[editar | editar código-fonte]

Por algum tempo, Columba apaziguou o coração de Rapina. Em Armageddon 2001, porém, o vilão conhecido como o Monarca retornou à época presente e matou Columba, em seguida revelando-se como uma versão futura de Rapina. O Rapina do presente imediatamente o matou, e tomou sua armadura, cumprindo assim seu destino. Rapina reuniu então os heróis da Terra numa cidade e anunciou ter um detonador duma arma nuclear que poderia matar a todos (incluindo Superman). Rapina/Monarca iria se salvar se teleportando no último segundo para quilômetros dali. O Capitão Átomo, porém, pôde absorver a explosão da bomba. Tamanha a energia, que o Capitão e Rapina/Monarca foram arremessados na era pré-histórica.

Armageddon: Alien agenda[editar | editar código-fonte]

Nesta edição especial que não saiu no Brasil, o Capitão Átomo e Hank Hall frustram uma invasão alienígena na pré-história.

Zero Hora[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Zero Hora (DC Comics)

Hank Hall absorve a alma de Columba e os poderes de Tempus e se torna o Extemporâneo, um ser com poderes cronais. OBS: Depois desses eventos, descobriu-se que Dawn e Hank tiveram um filho chamado Hector Hall (antes chamado Hector Sanders Hall -filho do Gavião Negro & Mulher Gavião da Terra Paralela, que se torna o herói Escaravelho de Prata, membro da Corporação Infinito ,uma equipe semelhante aos Novos Titãs). Isso se passa antes da Crise nas Infinitas Terras. Com a reformulação de Zero Hora, ele se torna o corpo físico do Lorde da Ordem Nabu e se tornam o novo Senhor Destino.

3ª dupla: Holly e Dawn Granger[editar | editar código-fonte]

Após a morte de Hank Hall, Holly (a irmã bastarda de Dawn Granger) ganhou os poderes do Rapina. As duas entraram para a equipe dos Titãs da costa leste. Esta dupla porém durou até a série "A noite mais densa", onde Holly tem o coração tomado pelo Hank ressucitado como Lanterna negro. Ela também se transforma em Lanterna negro após isso e ambos são destruidos por Dawn ao tentarem tomar o coração dela.

Poderes e habilidades[editar | editar código-fonte]

A dupla original conseguia ativar seus poderes e uniformes quando situações de injustiça estavam presentes; seus poderes se refletiam em níveis levemente sobre-humanos de força e agilidade, bem como recuperação rápida. A segunda Columba manifestou ainda alguns poderes de lógica (ela podia por exemplo, saber qual o peso exato duma cadeira meramente por vê-la). Pouco antes de sua "morte", Dawn Granger também descobriu que podia voar.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Banda desenhada da DC Comics é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.