Terry McGinnis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Banda desenhada.

Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição. Este artigo está para revisão desde dezembro de 2009.

Terry McGinnis
200px

Dados da publicação
Publicado por DC Comics
Primeira aparição Batman Beyond, "Rebirth, Parte 1" (ep. 1.01) (exibido em 10 de Janeiro de 1999)
Criado por Bruce Timm, Paul Dini
Características do personagem
Alter ego Terrence "Terry" McGinnis
Terra natal Gotham City
Afiliações Batman e Damian Wayne
Codinomes conhecidos Cavaleiro das Trevas do Amanhã
Habilidades Excelente forma física, mestre em artes marciais, exíminio estrategista e bom combatente corpo-a-corpo, disfarces e fugas, tecnologia de ponta.
Projecto Banda desenhada  · Portal da Banda desenhada

Terrence "Terry" McGinnis, um personagem de historias em quadrinhos, é o novo Batman de uma Gotham futurista que se passa 50 anos no futuro em relação ao Universo DC principal, sendo o sucessor de Bruce Wayne (o Batman original). Diferente do Batman original, ele utiliza uma armadura tecnológica que lhe confere super-força, poder de vôo, comunicação direta com a Bat-caverna (vigiada por Bruce Wayne) e outros poderes e habilidades. Ele conta com armas como as Bat-cordas, Bat-bumerangues, batmóvel futurista e etc.

História de publicação[editar | editar código-fonte]

McGinnis foi criado como o personagem principal da série de animação Batman Beyond, que serve como uma continuação do The New Batman Adventures, sendo um personagem original no Universo Animado DC. Por um longo tempo, não era considerado um personagem do Universo DC principal. Terra-12, um universo alternativo aparece com sua própria versão de Terry McGinnis e outros personagens do futuro em Contagem Regressiva. No entanto, em Batman # 700, Grant Morrison finalmente introduziu na continuidade do futuro de Batman em 2010, sendo um dos personagens transferidos da televisão para histórias em quadrinhos (juntamente com outros, como Harley Quinn e Mercy Graves). Nos quadrinhos, em um futuro alternativo, o mentor de Terry não é Bruce e sim Damian Wayne, que havia se tornado o Batman após Bruce Wayne e Dick Grayson.

Na história de 2010 da revista Superman / Batman Annual # 4 voltou a história do Terry do Universo Animado DC, como mais tarde fez em 2011 a mini-série Batman Beyond. A partir de 2012, DC começou a publicar três revistas relacionados com Terry: Batman Beyond e Justice League Beyond mais proeminente, apesar do personagem também aparecer em Superman Beyond. Terry entrou oficialmente na continuidade do Universo DC principal em 2014, na maxisérie dos Novos 52, The New 52: Futures End.

História[editar | editar código-fonte]

Terry McGinnis era um adolescente de 17 anos, que havia acabado de perder o pai. Após ser encontrado pelo idoso Bruce Wayne, este o levou para descansar na Mansão Wayne. Após descobrir por acidente que Wayne era o Batman original, McGinnis pede ajuda a ele, para encontrar os assassinos de seu pai. Os pais de McGinnis eram divorciados e ele morava com o pai. Após a morte deste, Terry foi morar com a mãe e o irmão caçula, Matthew (Matt). Quando Wayne se nega a ajudar McGinnis a encontrar os assassinos de seu pai, McGinnis rouba um protótipo de armadura futurista de Batman e vai atrás dos bandidos. Após observar as habilidades do garoto, Wayne decide fazer dele seu sucessor, o novo Batman. Como justificativa, ele contrata Terry para ser seu assessor nas Indústrias Wayne. Terry possui sua própria galeria de vilões:o empresário inescrupuloso Derek Powers que mais tarde se tornou o vilão Blight; a gangue de rua Jokerz; a mutante Inque; o psicólogo Spellbinder; a assassina Curare; Dr.Cuvier, cientista especialista em mutações; a Gangue Real; Grito, etc.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Terry nasceu em Gotham City, 33 anos no futuro em relação ao tempo presente no Universo DC principal, filho de Warren e Mary McGinnis, um cientista de pesquisa na Wayne-Powers e uma astrónoma no Astro-Tech, respectivamente. Por sua própria admissão, ele já foi um "bad boy". 

Na série de animação Batman Beyond, vinte anos depois de Batman ser visto pela última vez, Terry se vê na corrida dos Jokerz , uma gangue de rua, que se vestem igual e tem como ídolo o criminoso legendário morto há muito tempo, o Coringa . Terry foge em direção da Mansão Wayne , onde um septuagenário Bruce Wayne vem em sua defesa. A tensão da luta coloca estresse substancial no agora fraco coração de Bruce, então Terry ajuda Bruce e o leva até sua mansão mansão e lhe dar a sua medicação; Bruce começa a adormecer. Antes de sair, Terry percebe um morcego preso dentro de um relógio de pêndulo. Enquanto ele tenta libertá-lo, ele se depara com a entrada para a Batcaverna e percebe que o idoso já foi o heróico Cavaleiro das Trevas da cidade. Ele, então, é forçado a sair da mansão por um Bruce enfurecido.

Terry volta para casa para encontrar seu pai assassinado, supostamente pelos Jokerz. Mais tarde, ele descobre que Derek Powers , que assumiu a liderança das Empresas Wayne e depois fundiu com sua própria empresa, criando a Wayne-Powers - havia ordenado a morte de Warren após o último ter descoberto os planos de Powers para a produção em massa de armas biológicas. O Braço direito de Powers, Mr. Fixx, lidera uma invasão na casa de McGinnis (e nos quadrinhos, ordena um de seus capangas, que é um sobrinho-neto de Joe Chill- o homem responsável pela morte dos pais de Bruce ) dispara em Warren McGinnis. [ 2 ] Terry então procura a ajuda de Bruce em trazer Powers para a justiça, mas não consegue convencer o idoso de infligir justiça rápida; Bruce ainda está abalado por uma situação 20 anos antes em que se viu forçado a contar com uma arma de fogo para sua auto-defesa, bem como os eventos retratados em Batman Beyond: Return of the Joker. Bruce sugere a Terry tomar a prova contra Powers ao comissário atual da polícia de Gotham, mas, depois de uma briga com Powers em que Derek foi capaz de recuperar a evidência, Terry leva o assunto em suas próprias mãos e rouba a última encarnação do traje de Batman. Apesar de alguma desconfiança inicial, suas origens semelhantes convencem Bruce a ajudar Terry. Terry arruina com sucesso o plano de Powers; no processo expôs Powers a seus próprios produtos químicos perigosos, resultando em sua mutação em Blight .

Convencidos de que ainda há uma necessidade de um Batman, Bruce contrata Terry como seu "assistente pessoal" e começa a treiná-lo secretamente para sua nova função como novo Cavaleiro das Trevas de Gotham. Além disso, auxilia Bruce Terry no campo, principalmente por manter em contato constante com ele a partir da Batcaverna. Além dos deveres de vigilantes como Batman, Terry também é o motorista de Bruce e fornece assistência para tarefas empresariais e pessoais diárias de Bruce em sua casa e escritório, apesar de Bruce falar muito pouco de sua vida pessoal para Terry (Bruce fala apenas o que acredita ser estritamente necessário sobre o seu passado). Com o tempo, a dupla desenvolve um vínculo e respeito, e confia um ao outro não apenas as suas missões de investimento, mas também as questões da vida, semelhantes como pai e filho. Bruce sequer deixa de acreditar nas palavras de Terry quando Barbara Gordon, manipulada pelo vilão Spellbinder, acusa Terry de ter cometido homicídio, em outras das ilusões criadas pelo vilão.

Depois da identidade criminosa de Powers ser revelada para o público e ele finalmente trazer o assassino de seu pai a justiça, Terry decide continuar seu papel como Batman para compensar seus últimos pecados, na esperança de que ela é a sua chance de redenção .

Relacionamentos [editar | editar código-fonte]

Bruce Wayne [editar | editar código-fonte]

Apesar de seu papel como o novo Batman, Terry leva uma vida muito diferente, muito menos privilegiada do que Bruce. Além de lidar com a morte de seu pai, Terry se esforça para manter sua vida dupla em segredo para sua mãe e irmão mais novo. Por causa de suas responsabilidades como Batman, ele não é concedido as mesmas licenças que os Robins apreciaram e é esperado para estar na chamada sempre que for necessário. Como resultado, Terry é apenas mal sucedido em equilibrar a sua vida dupla, em várias ocasiões, levando muitos a reconsiderar a confiabilidade de Terry.

Terry e Bruce desenvolvem um respeito um pelo outro, com Terry vendo Bruce como um pai substituto. Isso é demonstrado no episódio " Sneak Peek ", onde Terry paga repórter Ian Peek uma visita para pleitear em nome de Bruce:

Terry: "Eu não me importo com o que você faz para mim, mas ele não merece isso. Ele fez muito por esta cidade, para acabar no meio de um circo da mídia.".
Repórter: "Ele significa muito para você, não é?"
Terry: "Sim ... muito."

Mesmo que a atitude severa de Bruce com Terry é feito para garantir que ele empurra Terry emocionalmente e fisicamente, e mesmo que Bruce às vezes pode ser muito emocionalmente distante para o jovem Batman, também houve vezes em que ele mostrou preocupação genuína com Terry. Em um exemplo, ele defendeu Terry da Comissária Barbara Gordon quando Shriek fez Gotham refém em troca da vida de Batman:

Bruce: "O que você está dizendo Barbara. Que eu deveria apenas entregar Terry?"
Barbara: ". Não, entrega ele para mim. Tem algo que eu quero descobrir. Eu tive bons professores, lembra-se.?"
Bruce: "Lembro-me, mas você trabalha para um prefeito que iria vender o garoto por um chapéu."
Barbara: "Olha, se você tem um plano melhor ..."
Bruce: "Tudo o que sei agora é isto: Esse garoto fez muito por esta cidade, é hora da cidade fazer algo por ele."

Por sua vez, Bruce inicialmente trata Terry da mesma maneira que ele tratou Dick Grayson e Tim Drake. Com o tempo, Bruce começa a aceitá-lo como seu herdeiro do legado de Batman, demonstrando muita fé nele, apesar de seu passado criminal; no episódio " Eyewitness ", quando Terry foi acusado de assassinato, Bruce confiava nas reivindicações de Terry de inocência, mesmo depois de Barbara Gordon dizer a Bruce que tinha visto Terry matar um homem. (Mais tarde foi revelado ser uma ilusão criado por Spellbinder ). Com o tempo, o geralmente privado Bruce Wayne ainda disse a Terry sobre alguns de seus velhos inimigos e aventuras como Batman, como o seu antigo relacionamento com Selina Kyle (que possivelmente foi uma de suas ex-esposas), Terry também chegou a fazer sua própria investigação independente sobre os indivíduos, como Talia al Ghul, embora Bruce raramente falava sobre o Coringa, devido à natureza intensamente pessoal de seus confrontos com o vilão.

Nos quadrinhos, durante o retorno do Silêncio, Bruce apareceu brevemente preparado para substituir Terry com robôs Bat-Wraith, mas admite que quando Terry foi ferido em um confronto com Silêncio que Terry é um excelente Batman, com Bruce questionando seu desempenho decorrente simplesmente a partir de sua própria incapacidade de seguir em frente com o papel que ele tinha acreditado por muito tempo que só ele podia lidar.

Em Liga da Justiça Ilimitada, o episódio " Epílogo " revela que Terry é filho biológico de Bruce devido ao projeto de Amanda Waller "Batman Beyond". O projeto causou Warren McGinnis ter seu DNA re-escrito em uma cópia exata do DNA de Bruce, quando ele se vacinou para o que ele pensava ser uma vacina contra uma gripe; isso tornaria Bruce o pai biológico de Terry e seu irmão Matt McGinnis, apesar de que eles nasceram para Warren e Mary McGinnis . Isto parece ser prenunciado em episódios de "Batman Beyond", com referências a Bruce ser uma figura paterna são feitas ocasionalmente, tanto por Terry e outros personagens, bem como as semelhanças que os dois compartilham. Ambos os pais de Terry são mostrados como ter o cabelo ruivo em Batman Beyond, que normalmente é uma característica recessiva, o que tornaria extremamente incomum para eles ter filhos biológicos com cabelo preto. Além disso, na época de " Epílogo " Terry também tem crescido em um homem muito maior, mais próximo em tamanho e constituição física a Bruce Wayne em seu auge.

Família [editar | editar código-fonte]

Terry valoriza sua mãe, Mary McGinnis , e seu irmão mais novo, Matt , como a família mais próxima que ele tem. No momento da sua morte, Warren McGinnis estava divorciado de sua esposa e seus filhos divididos entre eles: Terry com seu pai, Matt com sua mãe. Após o divórcio, o relacionamento de Terry com seu pai é mostrado no episódio " Rebirth ". A última vez Terry falou com seu pai foi em uma discussão acalorada, algo que Terry nunca foi completamente capaz de perdoar a si mesmo. Após a morte de Warren, Terry volta a morar com a mãe.

Apesar de existir a faísca obrigatória de rivalidade entre entre ele e Matt, Terry estaria lá para levantar o ânimo de seu irmão mais novo quando ele estava se sentindo para baixo, em especial no episódio " Revenant ", quando Matt relembra o pai. Matt também é um fã obsessivo do Batman, o que é irônico, considerando que ele nunca percebe que seu irmão e o herói que ele idolatra são a mesma pessoa.

Para Mary e Matt, Terry é simplesmente o empregado de Bruce Wayne, a idéia de Terry ser o Batman soa absurda, ridicularizando-o, quando ele uma vez tentou revelar o seu segredo no episódio " Sneak Peek . "

No episódio "Epílogo", Terry diz a Bruce Wayne que ele nunca duvidou de que Warren McGinnis o amava de todo o coração, e teria ensinado Terry o certo e o errado se o jovem tivesse disposto a ouvir.

Max Gibson[editar | editar código-fonte]

Maxine "Max" Gibson , uma colega de Terry e mais tarde um de suas amigas mais próximas, é uma garota afro-americana com o cabelo tingido de rosa que frequenta Hamilton Hill High School com Terry. Seus pais são separados, e ela tem uma irmã mais velha, que muitas vezes trabalha até altas horas. Max é extremamente inteligente e talentosa, com programação de computadores , mesmo entre seus pares. É revelado no episódio " Babel "que os Gibsons possuiem um gato siamês .

Max fica curiosa sobre o Batman depois de seu "retorno" de Gotham City . Excepcionalmente habilidosa com computadores e eletrônica , ela cria um programa que é projetado para descobrir a identidade secreta do Batman para satisfazer essa curiosidade. Depois de desmascarar Terry (sequência de uma avaliação incorreta de ele ser um hooligan Jokerz), Max insiste em ser uma parte de sua vida secreta e ajuda-lo com tudo que sabe sobre pirataria informática para vir com desculpas para dar a sua namorada Dana. Ela ainda expressou o desejo de querer ser o próximo Robin em algum momento, mas Bruce Wayne se recusou a permitir essa possibilidade de se tornar real.

Importância de Max é semelhante ao de Barbara Gordon nos quadrinhos, por ser uma hacker gênio. Terry e Max permanecem próximos, mas a sua relação não é mostrada a exceder os limites de amizade, o que está em contraste com a relação entre Barbara e Bruce, que mais tarde se envolveram um com o outro. Max é, essencialmente, a versão de Terry de Alfred Pennyworth ; Terry mesmo brincando se referiu a ela como tal em uma ocasião.

O show tem sido revisitado várias vezes desde seu fim, em Justice League e no filme Batman Beyond: Return of the Joker , mas Max não foi vista ou mencionada em nenhum destes. 

Dana Tan [editar | editar código-fonte]

Terry flerta com várias meninas durante todo o show, mas seu interesse amoroso principal sempre foi Dana Tan , sua namorada. No episódio " Big Time ", ela reconhece Charlie" Big Time "Bigelow por vista, sugerindo que Dana e Terry estavam juntos aos 14 anos desde a nona série, embora em" Rebirth ", a mãe de Terry observa que Dana, "amiga" de Terry, deixou o seu número, o que sugere que eles se tornaram namorados ao longo da série. Apesar de seu compromisso um com o outro, sua relação é tensa como Terry luta desde o início como Batman para equilibrar as suas obrigações duplas. Apesar de estarem perto de romper o relacionamento muitas vezes, Dana de alguma forma consegue perdoar Terry para suas ausências, acreditando que Terry vê Bruce Wayne como uma figura paterna e não quer decepcioná-lo. Os dois geralmente são mostrados em conjunto, muitas vezes através da série, incluindo o filme de cinema Batman Beyond: Return of the Joker .

No entanto, como o "episódio " Epílogo " de Liga da Justiça Sem Limiites, revela, em última análise, Terry cresce em aceitação plena de seu papel como Batman, e em algum lugar ao longodo tempo revela seu segredo para Dana. Apesar de saber o seu segredo, Dana mostra ter aceitado sua vida dupla e está disposta a ficar com ele, mesmo que a sua segurança esteja ameaçada. Ela também está frustrada com o fato de que eles estão namorando há anos e não terem se casado. Embora ele leva algum tempo para superar seus medos para sua segurança no caso em que sua identidade está sempre comprometida, o episódio termina com Terry planejando propor casamento a ela.

Melanie Walker / Ten [editar | editar código-fonte]

Em meio a um rompimento com Dana, Terry encontra Melanie Walker e os dois tornam-se atraídos um pelo outro; no entanto, Terry fica chocado quando ele descobre que ela também leva uma vida dupla: como Ten , o mais novo membro da mais recente encarnação Gangue Real . Ele descarta uma carta que Melanie tinha deixado para ele, optando por ficar com Dana de vez, deixando Melanie aparentemente inconsciente de que seu inimigo e seu amante são a mesma pessoa.

Terry tem encontros adicionais com Ten e Flush Gang Real; cada vez, ele aconselha-a a mudar de vida, mostrando que ele ainda se preocupa profundamente com ela.Seu relacionamento é algo reminiscente do que o Batman original teve com a Mulher-Gato , e Bruce ainda observa isso nessa situação. Melanie é posteriormente mostrada para ter abandonado a vida de uma criminosa para adotar uma normal.

Em uma série de quadrinhos baseada na continuidade da série animada, Melanie está agora matriculada na mesma faculdade de Dana e Terry, dando continuidade ao triângulo amoroso entre eles.

Comissária Barbara Gordon [editar | editar código-fonte]

Terry defende a tradição forjando uma aliança com a comissária de polícia de Gotham City, Barbara Gordon , ex- Batgirl e a filha de James Gordon. A aliança começa com uma nota amarga, como Barbara nunca deixando de ter o registro de menores infratores de Terry em conta e acredita que ele é muito imprudente para o papel de Batman. O fato de que Terry ocasionalmente arruinou operações policiais intervindo sem avaliar completamente a situação, por vezes, piora a situação.

Barbara está relutante em ajudar o novo Batman e ter um adolescente como novo protetor de Gotham. O filme Batman Beyond: Return of the Joker revelou que Barbara continua assombrado pela tortura que Tim Drake há muito tempo sofreu nas mãos do Coringa . Ela aconselha Terry para desistir de ser Batman, e uma vez tenta prendê-lo depois que ele é acusado de assassinato por Spellbinder ; no entanto, quando a verdade vem à tona, Barbara premia Terry com um prêmio de serviço cívico como um pedido de desculpas. Barbara finalmente cede, no entanto, ao perceber que ela não poderia impedi-lo mais do que ela poderia ter sido impedida de ser Batgirl.

Barbara eventualmente aquece para Terry, ajudando-o quando Bruce é posto fora de ação por um Coringa revivido. Ela afirma que ela espera que Terry evite a existência solitária que Bruce leva. No entanto, a atitude de Barbara é diferente de Jim Gordon, e ela observa, uma vez que ela não é "seu pai", nunca trabalhando em estreita colaboração com Terry como seu pai fez com Bruce. (Ou seja, usando um Bat-Sinal , dando-lhe diretamente os casos, etc.)

Charlie Bigelow [editar | editar código-fonte]

Charlie "Big Time" Bigelow é um vigarista que arrastou Terry para uma vida de crime. No episódio " Big Time ", Terry revela seu fundo com Charlie para Max, explicando que o mesmo crime que ele desembarcou no reformatório por três meses teve Charlie guardar por três anos. Sentimento de culpa, Terry iria enviar um e-mail periodicamente para Charlie, enquanto ele estava na prisão. Quando Charlie é finalmente libertado, Terry convence Bruce a dar-lhe um emprego na Wayne-Powers. Este acaba por ser uma manobra de Charlie para ajudar em um esquema de espionagem empresarial, em que Charlie está exposto a um composto experimental de crescimento e se transformou em uma criatura monstruosa desproporcional.

Apesar da amizade de Terry com Bigelow e o pesar que o seu tempo na prisão não reformá-lo, os eventos subsequentes no episódio " traição "deixar claro que Bigelow viu Terry meramente como suporte para seu plano. Terry finalmente deixa de lado a sua culpa para Charlie e vê-lo para o monstro que ele realmente é. A amizade de Terry e Charlie é uma reminiscência de Bruce e Harvey Dent , dois melhores amigos que eventualmente se tornam inimigos, outra semelhança que Bruce observa.

Com outros super-heróis [editar | editar código-fonte]

Terry cresceu admirando outros super-heróis de sua época, a Liga da Justiça . Eventualmente, ele é recrutado por Superman para erradicar um traidor na equipe, o que acaba por ser o próprio Superman, sob o controle da criatura extraterrestre Starro . Embora o resto da equipe primeiro desconfia dele devido à sua inexperiência percebida, Terry ganha sua confiança, salvando suas vidas e libertando Superman partir do controle da mente do alien. No entanto, ele diz que prefere ser como seu mentor e apenas parcialmente servir a Liga da Justiça.

Quando Super Choque é enviado 40 anos para o futuro a partir do presente de Static Shock, ele é forçado a trabalhar com Terry para resgatar seu próprio eu do futuro da organização KOBRA. Enquanto Terry duvida de suas habilidades em primeiro lugar, ele finalmente desenvolve o respeito por Super Choque. Terry também vê a semelhança, tanto na versão adolescente e adulta.

Terry parece ter a reunir, como episódios posteriores de Justice League Unlimited mostrá-lo como um membro regular (e, possivelmente, líder). Na linha do tempo alternativa mostrada no episódio JLU "The Once and Future Thing, Part 2: Tempo Warped", Terry luta ao lado de Super Choque (da época) e Warhawk . Ele é morto no episódio, apesar de sua morte ser desfeita graças à viagem no tempo .

Projeto Batman Beyond [editar | editar código-fonte]

No  episódio " Epílogo " de Liga da Justiça Sem Limites, que ocorre 15 anos após Batman Beyond, Terry descobre a verdade chocante sobre a sua ascendência. Quando Bruce requer tecido para a clonagem de um rim para transplante, é verificada a compatibilidade de Terry. Para sua surpresa, o seu DNA é semelhante ao de Bruce. Depois de hesitar por um tempo, ele executa um teste de DNA e descobre que Bruce é seu pai biológico. Terry rastreia Amanda Waller , a única pessoa no mundo que acredita que pode responder às suas perguntas. Enquanto ele faz isso, ele imagina cenários onde ele deixa as pessoas importantes para si mesmo, porque ele acredita que sua vida era uma mentira.

Terry desabafa um pouco de sua frustração sobre Bruce e seus planos para Waller, apenas para ser surpreendida quando Waller revela que Bruce não era responsável pela maquiagem genética de Terry: ela era, sem o consentimento de Bruce.

Décadas antes, Waller foi o elo de ligação do governo para a Liga da Justiça e ela lentamente começou a perceber e crer que Batman era a pessoa mais capaz na Liga; apesar de não ter qualquer poder; sua força de vontade, a força do corpo e inteligência aguda fez dele o lutador mais equilibrado e confiável em todo a Liga. Devido a isso, Amanda Waller, lentamente, começou a respeitar e confiar em Bruce Wayne. Infelizmente, Amanda Waller notou algo com o passar dos anos: Batman era humano. Como tal, ele estava ficando mais velho e cada vez mais incapaz de lidar com as intensidades do dia-a-dia como um super-herói que combate o crime. Ela sabia que um dia Batman teria que se aposentar, ou haveria a chance de que ele seria morto por um de seus inimigos, eventualmente. Temendo o fato e acreditando que o mundo sempre precisou do Batman, ela decidiu criar um novo.

Waller, com ligações antigas para Cadmus (responsável por criar um clone do Superman chamado Conner Kent e do Projeto Galatea-Clone avançado da Supergirl), reuniram a tecnologia necessária para seu plano. Ela chamou esse movimento de "Projeto Batman Beyond". DNA de Bruce Wayne foi obtido a partir de uma missão onde ele se machucou - uma pequena amostra de sangue em um pedaço de gaze deixada no local da missão. Anos mais tarde, em Gotham, ela encontrou um casal que eram psicologicamente idênticos aos pais de Bruce. Warren McGinnis foi chamado para ser vacinado contra uma gripe, mas era na verdade uma solução de nanotecnologia do Projeto Cadmus que foi usado para reconstruir o seu DNA para coincidir com Bruce Wayne. Um pouco mais tarde - cerca de um ano - Mary McGinnis deu à luz a Terry, que foi uma combinação do DNA dela e do de Bruce.

Mas isso não foi o fim do plano de Waller. Quando Terry tinha oito anos, ele e seus pais foram a um cinema assistir a um filme de super-herói O Fantasma Cinzento Ataca (O Fantasma Cinzento foi o herói de infância de Bruce Wayne). Enquanto eles estavam indo para casa, eles não notaram alguém a segui-los. Foi, de fato, um assassino - Andrea Beaumont, um antigo amor de Bruce Wayne e também o enigmático Fantasma - contratado por Waller para matar os pais de Terry. O trauma de ver seus pais assassinados na frente dele faria com que Terry se tornasse um dia o Batman; no entanto, um problema surgiu quando Beaumont estava prestes a executar o plano, ela se recusou a assassinar os pais de Terry, dizendo que, apesar de "Batman era obsessivo e faria qualquer coisa para atingir seus objetivos, ele nunca recorreu a assassinato." Waller sabia que Beaumont estava certa, e se ela queria honrar Batman e seu legado, ela não podia encomendar o assassinato a sangue frio de duas pessoas inocentes. Isto levou ao cancelamento inevitável do projeto, resultando no irmão de Terry ter nascido mais tarde.

No entanto, nove anos mais tarde, o pai de Terry foi assassinado e o jovem encontrou Bruce, selando o destino de Terry.

Admissão de culpa e afirmação do destino de Terry, Waller permitiu a Terry a superar sua raiva e amargura. Terry, então, decidiu propor casamento a Dana.

Segundo o co-escritor Dwayne McDuffie , Bruce, como o maior detetive do mundo, torna-se consciente de que Terry e Matt são sua descendência genética em algum momento depois de Terry assumir o papel de Batman, e descobre as maquinações de Waller e o Projeto Cadmus; no entanto, ele nunca procurou desmascarar Waller até por respeito a Warren McGinnis, e porque ele queria que Terry criasse seu próprio destino.

Poderes, habilidades e equipamentos [editar | editar código-fonte]

Além do treinamento que ele recebe de Bruce, Terry aparece pelo menos ser um lutador de rua capaz. No episódio piloto " Rebirth ", ele é capaz de defender-se de uma série de Jokerz sem ajuda, e parece ser um dos melhores lutadores de wrestling em sua equipe escolar. Sob a tutela de Bruce, Terry afiou seu corpo para, pelo menos níveis olímpicos. Como esperado de Batman, ele se envolve, em rigoroso treinamento regular para minimizar sua dependência em relação à roupa do Batman .

Terry se envolveu em combate fora do traje de Batman em várias instâncias. Sua formação lhe concedeu reflexos excepcionais, permitindo-lhe fugir de tiros e fazer tentativas impressionantes dentro ou fora da roupa do Batman. Em um exemplo, sem a ajuda do traje, Terry sobrevive a uma queda de vários andares de altura saltando fora um pilar que está prestes a esmagá-lo e cai em seus pés. Terry ainda vence seu traje em um único combate, quando ele é controlado pela consciência computadorizada de um magnata falecido, armado apenas com o equipamento do antigo cinto de utilidades de Bruce. Quinze anos após o último episódio de Batman Beyond , como Terry atinge seus trinta anos, ele é capaz de passar pelos sistemas de segurança de Amanda Waller e dominar seus guardas, sem o auxílio de seu traje, sugerindo que suas habilidades estão rivalizando seu mentor, quando ele estava em seu auge.

Em " Epílogo ", Waller comenta que Terry herdou várias das qualidades de Bruce. Ele possui um alto intelecto , embora Waller observa que Bruce é o mais brilhante do par. No próprio episódio Terry é mostrado para ter herdado estatura física de Bruce e constituição física, embora na série Terry é muito mais magro do que Bruce era como Batman. Embora ele tende a contar com Bruce para os detalhes intelectuais quando em campo, Terry foi treinado por Bruce como um detetive , o que lhe permite realizar tais façanhas como rastrear Grito ou determinar uma ligação entre o Coringa e Tim Drake quando Bruce estava incapacitado. Apesar de sua formação de detetive, a ambição de Terry é ser um médico , e, de acordo com Bruce, ele aprende a criar curas, remédios e antídotos. Como um estudante, seus principais interesses são na área da saúde ou ciências médicas e história; no entanto, seu trabalho como Batman e menos-que-estelar hábitos de estudo têm causado problemas com suas notas, como visto em " A Eggbaby ", onde ele precisava para conseguir uma boa nota em uma Estudos da Família para passar a classe.

Como Batman, Terry emula um tom profundo de voz. Ele faz isso por sua própria vontade, para separar as entidades de Terry e Batman (Terry pode ser ouvido usando seu "voz de Batman" do lado de fora do traje do Batman nos episódios " Shriek " e " Future Shock "). Ator Will Friedle afirmou que, em sua opinião, a razão deTerry assumir uma voz de Batman não é apenas para infundir terror nos corações dos criminosos, mas também para disfarçar o fato de que ele é um adolescente.

Terry também é capaz de usar uma vez um convincente sotaque do Brooklyn quando disfarçado (" Guincho "," Ace in the Hole "). Terry também demonstrou considerável habilidade em lidar com um Batmóvel capaz de voar.

Terry Batsuit [editar | editar código-fonte]

O traje do Batman usado por Terry é a última encarnação criada por Bruce antes de sua aposentadoria. Embora a tecnologia seja datada de 20 anos, ainda é considerado de ponta. Além disso, depois de Terry torna-se o Batman, está implícito que o terno é atualizado várias vezes, e depois de ser destruído, ele e Wayne são vistos modificando-o e reconstruindo-o. Esta versão do traje tem uma máscara que cobre completamente o rosto, a única abertura sendo a boca. As lentes dos olhos transmitem dados visuais para o usuário, para permitir várias habilidades de digitalização, e permitir que Wayne monitore as atividades de Terry a partir da Batcaverna, ver e ouvir o que ele vê e ouve para aconselhar-lo. A capa foi eliminada, sendo substituído por planadores retráteis, asas sob os braços. Propulsores construídos nas botas permitem o novo Batman voar na ausência de vento. Quando plana pela cidade Terry lembra um morcego voando. Para o vôo de longo alcance, Terry tem acesso a um Batmóvel com capacidade de voar. O circuito do traje pode ser paralisado da Batcaverna, no caso do traje ser roubado.

A roupa do Batman está de acordo com o tamanho e físico de seu portador, podendo caber tanto o Bruce imponente fisicamente e o muito mais magro Terry. O material fornece quase nenhuma redução na flexibilidade, enquanto a tecnologia de aprimoramento muscular aumenta a força do usuário por um fator de dez, e também concede a agilidade a o usuário.

O material do traje é resistente às forças concussivas maciçqs (em particular, ele foi capaz de levar golpes do Superman ), fogo , lasers ,choques elétricos , pressão da água , a força do vento, balas , e mesmo níveis baixos de radiação . Depois de um episódio em que Terry quase se afoga, um respirador é adicionado para permitir que o usuário permaneça debaixo d'água por longos períodos ou respirar em outras áreas inóspitas.

A ação possui uma ligação de duas vias de áudio e visual com o computador da Batcaverna, permitindo Terry para se manter em contato com Bruce para o planejamento tático superior. O mesmo vale para o Batmóvel, que vai voar automaticamente para a localização do usuário, quando convocado. Os microfones direcionais nas pontas dos dedos permitem ao usuário ouvir e gravar áudio através de paredes ou a distância. Lentes do traje podem digitalizar um número de frequências no espectro eletromagnético , permitindo a visão noturna , entre outras coisas. No entanto, como as capacidades visuais do traje são inteiramente eletrônicas, o usuário fica efetivamente cego, se forem interrompidos (da mesma forma que ocorre com um morcego, caso seu sonar natural for desligado).

O traje tem várias capacidades defensivas. Um dispositivo no cinto pode eletricamente cobrir o traje para repelir os atacantes próximos, foi acrescentado depois dos encontros de Terry com a supervilã metamorfa Inque; este mesmo recurso pode ser limitado a apenas as mãos, transformando a tecnologia defensiva em ofensiva, em caso de necessidade. O traje também possui um dispositivo de camuflagem que pode tornar Terry invisível a olho nu, uma característica também presente no Batmóvel. Não se pode, no entanto, filtrar a luz ultravioleta . Pads nos pés podem ser magneticamente carregados, permitindo que o usuário se agarre a superfícies metálicas, mesmo quando de cabeça para baixo (igual um morcego).

Capacidades ofensivas do traje também são significativas. Ele carrega um grande número de ​​Batarangs que, quando inativos, são compactos o suficiente para serem invisíveis a olho nu. Estes Batarangs vêm com uma série de funções auxiliares, tais como a produção de choques elétricos ou explosões. No entanto, há um limite para a quantidade de Batarangs que o Batsuit pode dispensar; Batman os esgotou em pelo menos uma ocasião. Além disso, a roupa do Batman tem discos que podem ser disparados a partir do topo das mãos, armas branacas de combate nos antebraços, e rastreadores lançaveis. O cinto na roupa do Batman carrega granadas de luz, pastilhas de fumo, e uma serra circular na fivela. Garras retráteis nos dedos podem ser usados ​​para cortar objetos e superfícies sólidas de aderência.

Finalmente, a roupa do Batman possui uma série de outros dispositivos para auxiliar no trabalho de detetive. O dedo indicador direito possui um dispositivo de decodificação retrátil para fechaduras eletrônicas, e os dedos podem analisar a maioria das substâncias que estão mergulhados em. Outros dispositivos, menos utilizados, tais como scanners de freqüência, também fazem aparência.

O Exosuit [editar | editar código-fonte]

Visto apenas duas vezes na série, o Exosuit foi vestido por Bruce em um encontro com Inque, que havia seqüestrado Terry e estava segurando-o como refém. É uma armadura pesada com placas retráteis que aumenta a capacidade de sobrevivência do usuário, aumentando sua força física e capacidade de resistência a níveis sobre-humanos, em um nível maior do que o traje do Batman. Quando retraído, Bruce foi capaz de vestir um casaco por cima e não parece que ele teve um aumento considerável na massa corporal.

Bruce criou o Exosuit inicial devido a seus crescentes problemas de coração, como um possível substituto para o Batsuit. No entanto, durante os testes, usando a armadura quase teve um ataque do coração e ele foi forçado a abandonar essa opção. Compreensivelmente, Bruce só vai usar o Exosuit em circunstâncias terríveis.

É caracterizado no episódio " Disappearing Inque . "

Em outras mídias [editar | editar código-fonte]

Além de ter o seu próprio série de quadrinhos , o Cavaleiro das Trevas do Amamhã fez uma aparição em Superman Adventures # 64, perseguindo uma versão futurista de Brainiac .

O  conceito de Batman Beyond tornou-se canônico na DC Comics nas páginas de Superman / Batman 22 e 23, no qual Bizarro é transportado para uma realidade alternativa em algum lugar no hipertempo que lembrava a Gotham City futurista de Batman Beyond, com Batman do Futuro em ação com o traje preto e vermelho da animação de 1999 e o Batplane da série original de animação de 1992 (Batman: The Animated Series). Esta versão do personagem está em contato por rádio com Bruce Wayne, mas era conhecido como "Tim". O cameo do Batman do Futuro foi o suficiente para DC criar uma action figure do personagem pela primeira vez em anos, listado como "Tim Drake";

McGinnis fez uma aparição na série spin-off O Projeto Zeta . Ele também apareceu em Static Shock no episódio "Future Shock", que envolveu viagem no tempo e um Super Choque do futuro. McGinnis mais tarde aparece em três episódios de Justice League Unlimited ; "The Once and Future Thing, Part 1: Weird Tales ocidentais" (no final): "The Once and Future Thing, Part 2: Tempo Warped", ao lado de Super Choque e Warhawk . (Ele é aparentemente morto no episódio por Dee Dee usando seus chicotes de energia, apesar de sua morte ser desfeita mais tarde, como o enredo do episódio envolvia viagem no tempo). Após a linha do tempo ser concertada e a morte de Terry ser impedida, Terry aparece novamente 15 anos mais velho em um episódio de JLU " Epílogo ", que está centradO sobre ele e acontece em sua linha do tempo, servindo como o final da série de Batman Beyond .

Além disso, em Countdown to Final Crisis , o ex- Robin Jason Todd, ex- Moça Maravilha Donna Troy , Lanterna Verde Kyle Rayner , e Bob, o Monitor viajaM para a " Terra-12 ", que se assemelha Ao futuro do DC Animated Universe. Eles testemunham a partir dos telhados alguém em um traje de Batman do Futuro derrotando membros da quadrilha Jokerz (embora eles não sabem quem está sob a máscara do Batman do Futuro), Jason Todd conclui: "Huh Quanto mais as coisas mudam, mais elas permanecem as mesmas". O grupo especula que seja Tim Drake ou Dick Grayson quem esteja sob a máscara. No entanto, O Monitor confirma que aquele era realmente McGinnis. [ 3 ]

Dan DiDio anunciou em um recente segmento de perguntas com Newsarama que Terry McGinnis será exibido dentro da DC Comics novamente no futuro. [ 4 ]

A minissérie Batman Beyond começou em 16 de junho de 2010, se passando em 2039 em Neo-Gotham, que gira em torno dos assassinatos de pessoas que tivessem alguma coisa a ver com o Batman de Bruce Wayne, amigo ou inimigo. Dan DiDio afirmou que esta "mini-série do Terry McGinnis" é em resposta ao interesse manifestado pelos "fãs do personagem". Ela foi escrita por Adam Beechen, um não-escritor das séries animadas da DC para televisão. De acordo com Beechen, o arco de quadrinhos vai abrir a porta para o "lendário" DC Animated Universe para entrar no Universo DC tradicional (quadrinhos), combinando ambas as continuidades. A série terá lugar após McGinnis ter derrotado um Coringa renascido e começa onde Bruce Timm inicialmente parou, mas anos antes dele descobrir que Bruce Wayne é seu pai biológico .

Em 2010, Terry apareceu ao lado de Superman na edição de tamanho excesso de Superman / Batman Anual de 2010 , em que ele aparece depois de sua primeira reunião em conjunto que ocorreu no DCAU, e também combinando com o DCU.

Terry tornou-se oficialmente parte do cânone do Universo DC Principal  em Batman # 700, que retrata a vida dos muitos homens que vestiram o manto de Batman (começa retratando Bruce Wayne como Batman e Dick Grayson como Robin, após um salto temporal vemos Dick como Batman e Damian Wayne como Robin, após um segundo salto temporal vemos Damian Wayne como Batman mentorando um jovem Terry McGinnis e finalmente vemos Terry como o Batman após uma terceiro salto no tempo, após Terry pode se ver outras versões futuristas de Batman, porém de futuros distantes, respectivamente Batman 3000, Batman 3051 e Batman Um Milhão). Mostra-se que Terry tem uma história com Damian Wayne , que lhe resgata quando ele era uma criança de Duas-Caras-Dois como Batman, e mais tarde torna-se seu sucessor como Batman, com Damian orientando ele, em vez de Bruce. Em " The New 52 reboot " seguindo Flashpoint, Terry fará sua estréia na continuidade da DC Comics em 2014.

Em 6 de outubro de 2010, foi anunciado no New York Comic-Con que Batman Beyond começaria como uma série em curso em janeiro de 2011.  A série terminou com apenas oito questões em agosto. No entanto, uma nova série intitulada Batman Beyond Unlimited servirá como um retorno ao universo Beyond. O título contará com Superman Beyond , Justice League Beyond e Batman Beyond estrelado por McGinnis.

Equipamento avançado de Terry tem sido caracterizado como download ou conteúdo de bônus em Batman: Arkham City . Também está disponível em Injustice: Gods Among Us . O traje também está disponível para uso avatar no XBOX vivo .

McGinnis fará seu retorno à televisão desde "Epílogo" para a adaptação de Batman Beyond da DC Nation Shorts, durante a celebração do 75 º aniversário de Batman.

  • Batman Beyond
  • Batman Beyond: Return of the Joker
  • Batman Beyond (comics)

[editar | editar código-fonte]