Universidade da Região da Campanha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Universidade da Região da Campanha
URCAMP
Fundação 16 de Fevereiro, 1989
Tipo de instituição Comunitária
Localização Bagé, RS (Sede)

Campus:
Alegrete, RS
Dom Pedrito, RS
Santana do Livramento, RS
São Gabriel, RS

Página oficial http://www.urcamp.edu.br

O Centro Universitário da Região da Campanha (URCAMP), anteriormente Universidade da Região da Campanha, é uma instituição multicampi e comunitária localizada na região Sudoeste do Rio Grande do Sul. Sua sede está localizada em Bagé[1][2][3][4][5] e está presente em mais quatro cidades das regiões da Fronteira Oeste e Campanha Gaúcha. Tem como Reitora a engenheira civil Lia Maria Herzer Quintana e como vice, Fábio Josende Paz.

História[editar | editar código-fonte]

Criada em 13 de janeiro de 1969 como Fundação Universidade de Bagé (FUnBa) por Attila Taborda, quando ocorreu a unificação dos cursos superiores das instituições: Faculdade Católica de Filosofia, Ciências e Letras, Faculdade de Ciências Econômicas, Faculdade de Belas Artes e da Faculdade de Direito.[6] Em 1972, foi criada a Faculdade de Educação Física e logo depois a Faculdade de Medicina Veterinária e Agronomia em 1976. Com o surgimento de mais cursos, a FUnBA tornou–se a Fundação Attila Taborda e em 16 de fevereiro de 1989, a instituição foi reconhecida como Universidade da Região da Campanha. Após a fundação da Urcamp foram criadas os campus de Dom Pedrito, Caçapava do Sul, São Gabriel, Santana do Livramento, São Borja, Alegrete e Itaqui.

Em 2017, reitoria e membros do conselho universitário, considerando a necessidade de readequação à realidade acadêmica, financeira e administrativa, e considerando que a instituição não cumpria com todos os requisitos para se manter na organização acadêmica do tipo Universidade (entre eles, a ausência de cursos de pós-graduação stricto sensu, mestrados e doutorados) optaram por solicitar o recredenciamento da instituição como Centro Universitário[7]. Em agosto de 2018, após a visita in loco relativa ao seu processo de recredenciamento, recebeu nota máxima do Ministério da Educação (MEC)[8]. Este recredenciamento, entretanto, alterou a organização acadêmica da instituição de Universidade para Centro Universitário, como solicitado e dado que a instituição não cumpria todos os critérios para ser enquadrada como universidade[9].

Campi[editar | editar código-fonte]

Os campus da Urcamp são os seguintes:

Ensino[editar | editar código-fonte]

A Urcamp oferece 20 cursos de graduação.[11] A partir de 2020, a instituição começou a oferecer a modalidade EAD (Educação à Distância), onde mais 22 cursos estão sendo oferecidos à distância em todos os campi, com aulas pela internet e semipresenciais.

Estrutura[editar | editar código-fonte]

A Urcamp faz parte da Fundação Atilla Taborda (FAT), que integra o Hospital Universitário[12] de Bagé, Casa da Menina, Museu da Gravura Brasileira[13] e Museu Dom Diogo de Souza.[14]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • FAGUNDES, Elizabeth. Inventário Cultural de Bagé. Porto Alegre. Ed: Praça da Matriz, 2012
  • MEDINA, Suzel. Urcamp Comunidade. Ed: Ediurcamp, 2002
  • TABORDA,Tarcísio. GARCIA, Élida Hernandes. Bagé de Ontem e de Hoje. Ed: Ediurcamp, 2015

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Vestibular de inverno da Urcamp reúne 700 candidatos em Bagé, RS». Portal G1. 15 de julho de 2012. Consultado em 18 de junho de 2016 
  2. «Urcamp oferece mais de 200 bolsas integrais». Portal Universia. 9 de fevereiro de 2010. Consultado em 18 de junho de 2016 
  3. «Proceso Seletivo Verão Urcamp 2015». Jornal Minuano. 4 de novembro de 2014. Consultado em 20 de junho de 2016 
  4. «EducaEdu Brasil». EduEduBrasil. Consultado em 20 de junho de 2016 
  5. «Faculdades > Rio Grande do Sul». 10 em Tudol. Consultado em 20 de junho de 2016 
  6. «A Universidade e sua formação». Jornal Minuano. 24 de março de 2015. Consultado em 18 de junho de 2016 
  7. «Urcamp pode se transformar em Centro Universitário». Farrapo. Consultado em 16 de janeiro de 2020 
  8. «Urcamp recebe nota máxima na avaliação do MEC». Jornal Minuano 
  9. Parecer CNE/CES Nº 734/2018. [1]
  10. «Universidade da Região da Campanha realiza Feira das Profissões». Jornal Zero Hora. 24 de março de 2015. Consultado em 18 de junho de 2016 
  11. «Direito da URCamp é recomendado pela OAB Nacional». Jornal A Plateia. 14 de novembro de 2014. Consultado em 18 de junho de 2016 
  12. «Folha do Hospital Universitário é paga na integralidade». Jornal Folha do Sul Gaúcho. 16 de julho de 2015. Consultado em 18 de junho de 2016 
  13. «Museu da Gravura Brasileira reinaugura com exposição de Sebastião Salgado». Jornal Folha do Sul. 6 de maio de 2014. Consultado em 18 de junho de 2016 
  14. «Museus do Brasil» (PDF). Instituto Brasileiro de Museus. 6 de maio de 2011. Consultado em 18 de junho de 2016