Aérospatiale

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo.
Aérospatiale
Société Nationale Industrielle Aérospatiale
Indústria Aeroespacial
Fundação 1970
Encerramento 10 de Julho de 2000
Sede Paris, França
Produtos Aeronaves, Foguetes e Satélites
Sucessora(s) EADS

Aerospatiale (Pronúncia francesa: [aeʁɔspasjal]) foi uma indústria aeroespacial francesa que construiu aeronaves civis e militares, foguetes e satélites. Foi originalmente conhecida como Société Nationale Industrielle Aérospatiale (SNIAS). Sua sede era no 16º arrondissement de Paris.[1] [2]

As antigas posses da Aerospatiale passaram a fazer parte da EADS (que foi extinta em janeiro de 2014), exceto as atividades de satélites, que foram fundidas com a Alcatel e se tornou Alcatel Space, em 1999, que se chama agora Thales Alenia Space.[carece de fontes?]

História[editar | editar código-fonte]

A companhia foi criada em 1970 das estatais Sud Aviation, Nord Aviation e Société d'études et de réalisation d'engins balistiques (SÉREB). Suas operações se iniciaram em 1971 e seu diretor era Henri Ziegler.

Em 1991 a empresa auxiliou no desenvolvimento do chassis revolucionário do carro esportivo Bugatti EB110. O chassis foi construído completamente de fibra de carbono, sendo extremamente leve.

Em 1992, a DaimlerBenz Aerospace AG (DASA) e a Aérospatiale uniram suas divisões responsáveis pelos helicópteros, formando o grupo Eurocopter.

Em 1999, a Aérospatiale, com exceção dos satélites, foi fundida com a Matra Haute Technologie, formando a Aérospatiale-Matra. Em 2001, a divisão de mísseis da Aérospatiale-Matra se uniu com a Matra BAe Dynamics e a divisão de mísseis da Alenia Marconi Systems para formar a MBDA. No governo de Lionel Jospin foi iniciada a privatização da Aerospatiale.

Finalmente, em 10 de julho de 2000, foi formada a EADS (The European Aeronautic Defence and Space Company), a partir da união da Aérospatiale-Matra, Construcciones Aeronáuticas SA (CASA), da Espanha e DaimlerChrysler Aerospace AG (DASA), da Alemanha. Em janeiro de 2014 houve uma reestruturação do Grupo Airbus e a EADS foi extinta.[3] [4]

Produtos[editar | editar código-fonte]

O Aerospatiale Corvette voou pela primeira vez em 1970, entrando em serviço no ano de 1974. Quarenta aeronaves deste tipo foram produzidas.

A Aérospatiale trabalhou em conjunto a companhia britânica Westland em três projetos, o Puma, o Gazelle e o Lynx.

Aeronaves de Asa Fixa[editar | editar código-fonte]

ATR-42
SA 330 Puma
Ariane 4

Helicópteros[editar | editar código-fonte]

Mísseis[editar | editar código-fonte]

Produtos Espaciais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Who owns whom: Continental Europe, Volume 1. Dun & Bradstreet., 1990. 555. Recuperada do Google Books em 31 de Agosto de 2011. "SA NATIONALE INDUSTRIELLE AÉROSPATIALE 372 1 . 3724 SA, 37 Boulevard de Montmorency, F-75016 Paris"
  2. "Escritórios e facilidades." Aerospatiale. Visualizado em 09 de Agosto de 2012. "HEADQUARTERS PARIS Aerospatiale 37, boulevard de Montmorency - 75781 Paris cedex 16"
  3. Airbus Group takes off into 2014 with joint brand (em inglês) Airbus group (2 de janeiro de 2014). Visitado em 23 de fevereiro de 2015.
  4. What we do (em inglês) Airbus group (2014). Visitado em 13 de fevereiro de 2014.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Aérospatiale