Casserengue

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Casserengue
Bandeira de Casserengue
Brasão desconhecido
Bandeira Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 29 de abrl
Fundação 29 de abril de 1994
Gentílico casserenguense
Prefeito(a) Genival Bento da Silva
(2009–2012)
Localização
Localização de Casserengue
Localização de Casserengue na Paraíba
Casserengue está localizado em: Brasil
Casserengue
Localização de Casserengue no Brasil
06° 46' 58" S 35° 49' 15" O06° 46' 58" S 35° 49' 15" O
Unidade federativa  Paraíba
Mesorregião Agreste Paraibano IBGE/2008 [1]
Microrregião Curimataú Oriental IBGE/2008 [1]
Região metropolitana Solânea
Municípios limítrofes Solânea, Arara (Paraíba), Barra de Santa Rosa, Damião e Algodão de Jandaíra
Distância até a capital 103 km
Características geográficas
Área 201,379 km² [2]
População 7 058 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 35,05 hab./km²
Clima semiárido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,513 baixo PNUD/2000 [4]
PIB R$ 28 405,417 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 4 086,52 IBGE/2008[5]
Página oficial

Casserengue, município no estado da Paraíba (Brasil), localizado na microrregião do Curimataú Oriental. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no ano de 2010 sua população era estimada em 7 058 habitantes. Área territorial de 201 km².

História[editar | editar código-fonte]

A colonização da área ocorreu no século XVII, quando as primeiras sesmarias foram concedidas a Domingos Vieira e Zacarias de Melo. A fundação aconteceu quando um dos descendentes dos colonizadores fixou moradia naquele planalto com fazenda de gado e engenho[6] .

Os primeiros habitantes a se instalar na região foram Raimundo Soares, Fernando Marcena, Severino Lopes, Berlamino Soares e Francisco Marculino dos Santos[carece de fontes?].

Logo que começou o povoamento, começou a migração de habitantes de outros municipios como a familia de José Homero Bananeiras,a familia de dona Elisa Cardoso Barra de Santa Rosa, a familia de seu Silvinha Arara (Paraíba), dentre varios outros moradores antigos[carece de fontes?].

O verdadeiro fundador de Casserengue foi o popular Chico Ventania, que era um dos proprietários de terra agrícola da região. Chico Ventania, receoso de que suas terras serem tomadas para as mãos de estranhos ele procurou seus vizinhos o Sr. Doval da Costa Lira, Raimundo Soares Camêra, Fernando Marcena e outros que juntos resolveram que dariam parte de suas terra para que fosse formado o povoado de Casserengue[carece de fontes?]. Após ter combinado em fundar o povoado Chico Ventania e Durval da costa Lira resolveram procurar o prefeito do Município de Solânea, o Sr. João Elicio da Rocha para tornarem legal a formação do povoado. As lideranças da região dariam o apoio à candidatura de Epifânio Plácido da Silva que se comprometia em torna legal o povoado de Casserengue. Em 28 de Julho de 1978 foi criada a Lei 38/78 passando Casserengue à categoria de distrito[carece de fontes?].

Em 15 de novembro de 1993 em todo Brasil foram realizado plebiscitos dos municípios onde existiam povoados vilas ou distritos que cumpriam os requisitos para ser tornarem novos municípios Casserengue foi um dos 51 municípios onde a população foi consultada a decidiu pelo desmembramento do município de Solânea, O Distrito de Casserengue, hoje cidade, alcançou sua independência e emancipação político- administrativa e social graças ao então deputado Ramalho Leite, que criou o projeto de lei[carece de fontes?]. O distrito administrativo e judiciário foi criado em 29 de abril de 1994. O governo do estado, através do então governador Cícero Lucena Filho, oficializou a escolha da população, criando a lei nº 5.922 que desmembrou o distrito de Casserengue do município de Solânea. A instalação do município se deu em 1 de janeiro de 1997 foi dada posse do primeiro prefeito de Casserengue Sr. Antonio Pereira de Sousa.

Em 15 de novembro de 1993 em todo Brasil foram realizado plebiscitos dos municípios onde existiam povoados vilas ou distritos que cumpriam os requisitos para ser tornarem novos municípios. Casserengue foi um dos 51 municípios onde a população foi consultada e decidiu pelo desmembramento do município de Solânea .

Topônimo[editar | editar código-fonte]

O nome Casserengue surgiu muito antes da formação do povoado; fala-se que viajantes de outras localidades da região, ao saírem em viagem, pernoitavam naquela localidade onde hoje é a cidade de Casserengue e durante a estadia naquele lugar percebiam as árvores que ficavam úmidas e que as folhas ficavam molhadas. Diante dessas observações, os viajantes comentavam o seguinte: este lugar demora, custa a chover mas, sempre à noite cai sereno, daí então surgiu o nome Casserengue[carece de fontes?].

Geografia[editar | editar código-fonte]

O município está incluído na área geográfica de abrangência do semiárido brasileiro, definida pelo Ministério da Integração Nacional em 2005.[7] Esta delimitação tem como critérios o índice pluviométrico, o índice de aridez e o risco de seca. O clima é quente, com chuvas de inverno, sendo o período chuvoso de fevereiro a agosto e a precipitação média anual da ordem de 750 mm[8] .

O município de Casserengue, está inserido na unidade geoambiental dos Serrotes, Inselbuergues e Maciços Residuais[8] . A vegetação é de Caatinga Hipoxerófila, com pequenas áreas de Florestas Caducifólia[8] .

O município de Casserengue encontra-se inserido nos domínios da bacia hidrográfica do Rio Curimataú. O principal curso d’ água é o Rio Curimataú. O principal corpo de acumulação é o açude Cacimba da Várzea[8] .

Seu Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0.513, segundo o Atlas de Desenvolvimento Humano/PNUD (2000).

São registrados 12 domicílios particulares permanentes com banheiro ligados à Rede Geral de Esgoto, 516 domicílios particulares permanentes com abastecimento ligado à Rede Geral de Água e 571 domicílios particulares permanentes têm lixo Coletado[8] . Existe 01 Estabelecimento de Saúde Prestadores de Serviços ao SUS, sem leitos. O Ensino Fundamental tem 2.046 Matrículas e o Ensino Médio 0(zero)[8] . Nas Articulações entre as Instituições encontra-se o Convênio de Cooperação com Entidades Públicas nas áreas de educação, saúde, habitação e desenvolvimento urbano, e o Apoio de Entidades Privadas ou da Comunidade na área de assistência e desenvolvimento social. Encontram-se Informatizados o Cadastro e/ou bancos de dados de saúde, Controle de execução orçamentária, Cadastro imobiliário (IPTU), Cadastro de funcionários, Contabilidade e Folha de pagamento[8] . Terceirizados estão Serviços de advocacia, Processamento de dados, Transporte escolar e Contabilidade[8] . Observa-se a existência de Programas ou Ações na Área de Geração de Trabalho e Renda e capacitação profissional. Verifica-se descentralização administrativa com a formação de Conselhos nas áreas de saúde, assistência social e Fundo municipal nas áreas de saúde e assistência social. Existem Atividades Sócio-Culturais como Clubes e associações recreativas e Banda de música[8] .

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
  6. IBGE. Casserengue. Documentação Territorial do Brasil, assessado em 29 de outubro de 2011.
  7. Ministério da Integração Nacional, 2005. Nova delimitação do semiárido brasileiro.
  8. a b c d e f g h i Ministério das Minas e Energia (2005). Diagnóstico do município de Casserengue. página do Ministério das Minas e Energia. Página visitada em 29 de novembro de 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios da Paraíba é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.