Ingá (Paraíba)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Ingá
Pedra do Ingá

Pedra do Ingá
Bandeira de Ingá
Brasão desconhecido
Bandeira Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 3 de novembro
Fundação 3 de novembro de 1840 (173 anos)
Gentílico ingaense
Prefeito(a) Manoel Batista Chaves Filho (Manoel da Lenha) (PSD)
(2013–2016)
Localização
Localização de Ingá
Localização de Ingá na Paraíba
Ingá está localizado em: Brasil
Ingá
Localização de Ingá no Brasil
07° 16' 04" S 35° 36' 46" O07° 16' 04" S 35° 36' 46" O
Unidade federativa  Paraíba
Mesorregião Agreste Paraibano IBGE/2008[1]
Microrregião Itabaiana IBGE/2008[1]
Região metropolitana Campina Grande/Itabaiana
Municípios limítrofes Norte: Juarez Távora e Serra Redonda;
Sul: Itatuba e Fagundes;
Leste: Mogeiro;
Oeste: Riachão do Bacamarte e Campina Grande[2]
Distância até a capital 95 6 km
Características geográficas
Área 287,969 km² [3]
População 18 234 hab. (PB: 39º) –  estimativa populacional - IBGE/2011[4]
Densidade 63,32 hab./km²
Altitude 163 m
Clima semiárido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,565 baixo PNUD/2000[5]
PIB R$ 68 189,815 mil (PB: 44º) – IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 3 651,00 IBGE/2008[6]
Página oficial

Ingá é um município brasileiro localizado na Região Metropolitana de Campina Grande, estado da Paraíba. Sua população em 2011 foi estimada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 18.234 habitantes,[4] distribuídos em 288 km² de área.

História[editar | editar código-fonte]

A denominação Ingá, segundo alguns historiadores, originou-se do tupi-guarani, e significa cheio d'água. Sua formação administrativa começa com a criação do distrito denominado Vila do Imperador, pela lei provincial nº 2 e depois, é elevada a vila com mesmo nome pela lei provincial nº 6 de 3 de novembro de 1840. Pela lei provincial nº 3, de 23 de maio de 1846, a Vila do Imperador passou a denominar-se Ingá. No ano de 1900, o município foi extinto e restaurado em 1904, por meio da lei nº 225 de 19 de novembro.

A comarca de Ingá foi criada em 10 de abril de 1940.

Geografia[editar | editar código-fonte]

De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no ano de 2009 sua população era estimada em 18.784 habitantes.

O município de Ingá é conhecido por suas itacoatiaras, inscrições rupestres feitas em pedras, provavelmente, pelos indígenas, muito antes dos europeus chegarem ao continente americano. Não se conseguiu ainda decifrar o significado de tais inscrições.

Em Ingá, se encontra aproximadamente a 95,6 km de João Pessoa, são famosas as pedras que relembram a pré-história.

Limita-se com os municípios de Mogeiro, Itatuba, Fagundes, Riachão do Bacamarte, Serra Redonda, Juarez Távora e Campina Grande.

O município está incluído na área geográfica de abrangência do semiárido brasileiro, definida pelo Ministério da Integração Nacional em 2005.[7] Esta delimitação tem como critérios o índice pluviométrico, o índice de aridez e o risco de seca.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. Título não preenchido, favor adicionar.
  3. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  4. a b Estimativa Populacional 2011. Estimativa Populacional 2011. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (01 de julho de 2011). Página visitada em 12 de agosto de 2012.
  5. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  6. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
  7. Ministério da Integração Nacional, 2005. Nova delimitação do semiárido brasileiro.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Baci-4s.jpg O município possui sítio arqueológico (arte rupestre brasileira) de interesse histórico e turístico!
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios da Paraíba é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.