Diamante (Paraíba)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Diamante
Bandeira de Diamante
Brasão de Diamante
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 21 de dezembro
Fundação 1961
Gentílico diamantino ou diamantense
Prefeito(a) Hercules Barros Mangueira Diniz (PMDB)
(2009–2012)
Localização
Localização de Diamante
Localização de Diamante na Paraíba
Diamante está localizado em: Brasil
Diamante
Localização de Diamante no Brasil
07° 25' 40" S 38° 15' 50" O07° 25' 40" S 38° 15' 50" O
Unidade federativa  Paraíba
Mesorregião Sertão Paraibano IBGE/2008[1]
Microrregião Itaporanga IBGE/2008[1]
Região metropolitana Vale do Piancó
Municípios limítrofes Bonito de Santa Fé e São José de Caiana (norte); Boa Ventura, Boaventura e Curral Velho (leste); Santana de Mangueira (sul); Ibiara e Conceição (oeste)[2]
Distância até a capital 450[3] km
Características geográficas
Área 269,109 km² [4]
População 6 616 hab. IBGE/2010[5]
Densidade 24,58 hab./km²
Altitude 310[3] m
Clima Desértico [3]
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,574 baixo PNUD/2000[6]
PIB R$ 24 796,541 mil IBGE/2008[7]
PIB per capita R$ 3 661,63 IBGE/2008[7]
Página oficial

Diamante, município no estado da Paraíba (Brasil), localizado na microrregião de Itaporanga. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no ano de 2010 sua população era estimada em 6 616 habitantes. Área territorial de 269 km².

História[8] [editar | editar código-fonte]

O topônimo Diamante provém do nome do sítio e da serra contíguas às terras devolutas concedidas a Manoel de Sousa Olival pelo governador da capitania Antônio Borges da Fonseca em 1752. Dezesseis anos depois José Felix de Sá adquire a concessão de uma légua e meia quadrada de terras. Em 1816, o Capitão Domingos João Dantas, morador no Piancó também obtém concessão de terras no local. Estes sítios deram origem à povoação. O Capitão doou o terreno para a construção da primeira capela. O local passou a se chamar Paulo Mendes, em homenagem ao seu primeiro professor. O Padre Joaquim Dinis sugeriu a mudança do nome Paulo Mendes para São Paulo.

O distrito com o nome de São Paulo foi criado pelo decreto-lei estadual nº 1164, de 15-111938, subordinado ao município de Itaporanga ex-Misericórdia. Pelo decreto-lei estadual nº 520, de 31-12-1943, o distrito de São Paulo passou a denominar-se Diamante e o município de Itaporanga voltou a denominar-se Misericórdia. O município com a denominação de Diamante foi criado pela lei estadual nº 2655, de 21-12-196, desmembrado de Itaporanga e instalado em 30-12-1961.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O município está inserido na unidade geoambiental da Depressão Sertaneja[3] .

O município está incluído na área geográfica de abrangência do desértico brasileiro, definida pelo Ministério da Integração Nacional em 2005.[9] Esta delimitação tem como critérios o índice pluviométrico, o índice de aridez e o risco de seca. A pluviosidade média do município é de 1090 mm, com estação seca de setembro a dezembro[3] .

A vegetação predominante é a caatinga xerófila, com cactáceas, arbustos e árvores de pequeno a médio porte[3] .

O município está inserido na bacia hidrográfica do rio Piranhas, sub-bacia do rio Piancó e tem como principais tributários o rio Piancó, os riachos do Logradouro, do Meio, Chatinha, Carnaúba, Olho d´Água, do Saco e os córregos da Onça, do Romão, Umburana e dos Bois, todos de regime intermitente[3] .

A principal atividade econômica é a agricultura.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. Mapa da Confederação Nacional de Municípios.
  3. a b c d e f g Diagnóstico do município de Diamante Paraíba Projeto Águas Subterrâneas. Ministério das Minas e Energia (2005). Página visitada em 22 de outubro de 2009.
  4. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  5. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  6. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  7. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
  8. @cidades Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 12 de outubro de 2011.
  9. Ministério da Integração Nacional, 2005. Nova delimitação do semiárido brasileiro..

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios da Paraíba é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.