Araruna (Paraíba)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde maio de 2013). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Município de Araruna
""Serra do Frio"
"Terra da Garoa""
Pedra da Boca de Araruna

Pedra da Boca de Araruna
Bandeira de Araruna
Brasão de Araruna
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 10 de julho
Fundação 1876 (137–138 anos)
Gentílico ararunense
Lema Voando mais Alto
Prefeito(a) Wilma Targino Maranhão (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Araruna
Localização de Araruna na Paraíba
Araruna está localizado em: Brasil
Araruna
Localização de Araruna no Brasil
06° 33' 28" S 35° 44' 31" O06° 33' 28" S 35° 44' 31" O
Unidade federativa  Paraíba
Mesorregião Agreste Paraibano IBGE/2008[1]
Microrregião Curimataú Oriental IBGE/2008[1]
Região metropolitana Araruna
Municípios limítrofes Cacimba de Dentro, Cuité, Campo de Santana, Dona Inês, Riachão, Solânea, Japi, Monte das Gameleiras, Serra de São Bento e Passa e Fica[2]
Distância até a capital 165 km
Características geográficas
Área 245,720 km² [3]
População 18 879 hab. IBGE/2010[4]
Densidade 76,83 hab./km²
Altitude 580 m
Clima semiárido[5]  BSh
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,546 baixo PNUD/2000[6]
PIB R$ 75 712,986 mil IBGE/2008[7]
PIB per capita R$ 3 841,74 IBGE/2008[7]
Página oficial

Araruna é um município brasileiro do estado da Paraíba localizado na microrregião do Curimataú Oriental. Está distante 165 quilômetros de João Pessoa, capital do estado da Paraíba, cerca de 110 km de Campina Grande e a 120 km de Natal, capital do Rio Grande do Norte. Sua fundação ocorreu aos 10 de julho de 1876.

Conhecida pelo seu clima ameno, o município possui uma das mais tradicionais Festas de São João da Paraíba, festejo popular realizado no final do mês de junho. Araruna é um dos principais municípios do Agreste Paraibano, devido sua polarização aos demais municípios do Curimataú da Paraíba e Seridó potiguar, fazendo limite territorial com quatro municípios do estado do Rio Grande do Norte.

História[editar | editar código-fonte]

O nome Araruna vem do tupi a´rara una e significa arara preta. Esta denominação decorre do fato de existirem nos primórdios do povoamento, muitas dessas araras. Apesar do significado do nome, elas se distinguem pela plumagem azul escuro que vistas à distância parecem pretas.

A araruna (Anadorhynchus hyacinthinus) (Lath.) é toda azul carregado. Somente a região perioftálmica, desprovida de penas, é amarela.

A história de Araruna começa entre 1830 e 1840 quando Feliciano Soares do Nascimento erigiu uma capela em louvor a Nossa Senhora da Conceição.

Em torno da capela surgiram as primeiras casas que deram origem ao povoado. Em 1854, pela Lei provincial nº 25, foi criada a Freguesia de Nossa Senhora da Conceição da Serra de Araruna.

Sabe-se que o território de Araruna, era propriedade de um senhor residente em Bananeiras, chamado Estêvão José da Rocha, coronel da Guarda Nacional, popularmente conhecido por "Barão de Araruna", título nobiliárquico concedido pelo imperador do Brasil, devido sua grande influência política no agreste paraibano, onde foi proprietário de muitos lotes de terra no alto da Serra da Araruna durante os idos dos anos 1800.

Araruna, antigo distrito criado em 1854 e subordinado ao município de Bananeiras, recebeu status de município pela lei provincial nº 616, de 10 de julho de 1876.[8]

A 10 de julho de 1876, o presidente da Província da Paraíba, o Barão de Mamanguape, sancionou a Lei nº 616, criando o município de Araruna. O ato solene de instalação do município só ocorreu a 11 de julho de 1877, quando tomaram posse os seguintes vereadores: Manuel Januário Bezerra Cavalcanti, presidente, Manuel d'Azevedo Belmont, João Timóteo Queirós, Targino Pereira da Costa e Joaquim Cassiano Bezerra.

Desde as suas origens, o município de Araruna esteve sob os domínios políticos da família Bezerra Cavalcanti, entrelaçada com os Carneiro da Cunha, influentes na política não só de Bananeiras, a que estava ligada Araruna, como na política da província.

A partir da primeira década do Século XX, a família Targino passou a dominar politicamente Araruna. Um domínio que, salvo um pequeno período no Estado Novo, vem se confirmando até os tempos atuais.

O desenvolvimento urbano de Araruna operou-se em três períodos distintos: o primeiro se deu entre a formação do povoado e 1908, quando se iniciou a construção do Mercado Público. O segundo se estende entre a construção do Velho Mercado até 1967, quando foi construído o Mercado Novo. O terceiro período começa com a inauguração do Mercado Novo e se estende até nossos dias.

A divisão administrativa do município tem sofrido várias modificações ao longo do tempo. Na divisão administrativa de 1901, figura com três distritos: Araruna, Tacima e Riachão. Na de 1933, aparece um único distrito: Araruna. Outra alteração aparece nas divisões territoriais de 31.12.1936 e 31.12.1937, onde volta a figurar com três distritos: Araruna, Tacima e Cacimba de Dentro.

Em 15 de novembro de 1938, em virtude do Decreto-lei estadual nº 1.164, recebeu foros de município.

A comarca foi criada pelo Decreto-lei estadual nº 39, de 10 de abril de 1940.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Limites[editar | editar código-fonte]

Noroeste:
Cuité
Norte:
Japi, Monte das Gameleiras,
Serra de São Bento, Passa-e-Fica
Nordeste:
Tacima e Riachão
Oeste:
Cuité e Cacimba de Dentro
Rosa de los vientos.svg Leste:
Riachão
Sudoeste:
Cacimba de Dentro
Sul:
Dona Inês e Cacimba de Dentro
Sudeste:
Riachão

O município está inserido da unidade geoambiental dos serrotes, inselbergues e maciços residuais. Localiza-se na parte mais alta da Serra da Araruna e eleva-se a uma altitude de 580 metros acima do nível do mar o que lhe proporciona um clima ameno, característica do brejo de altitude, cuja temperatura no inverno chega aos 18 ℃.

Encontra-se em Araruna o Parque Estadual da Pedra da Boca, reserva ambiental e ecológica que possui um dos mais importantes patrimônios geológicos da Paraíba e do Brasil.

O município está incluído na área geográfica de abrangência do semiárido brasileiro, definida pelo Ministério da Integração Nacional em 2005.[5] Esta delimitação tem como critérios o índice pluviométrico, o índice de aridez e o risco de seca.

De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no ano de 2009 sua população era estimada em 20.009 habitantes. Possui área territorial de 246 km².

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

O município de Araruna está nos domínios das bacias hidrográficas dos rios Curimataú e Jacu.[9] São pequenos rios, de regime intermitente, dentre os quais destaca-se o Calabouço, na divisa do Rio Grande do Norte, o rio Salgadinho e a Lagoa da Serra. A Lagoa d'Anta e o Açude do Limão, Açude do Anafê, Açude da Caveira da Onça, são os principais corpos de acumulação. Todos eles fazendo parte da bacia do rio Curimataú, cuja importância é fundamental, não apenas para Araruna mas também para os municípios vizinhos.

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Ararunenses ilustres[editar | editar código-fonte]

Políticos
Poetas
Juristas
  • Rogério de Meneses Fialho Moreira, Desembargador Federal do Tribunal Regional Federal da 5.ª Região e Professor de Direito Civil da UFPB - Universidade Federal da Paraíba. Foi Analista Judiciário do TRE/PB e do TRF da 5ª Região, Juiz de Direito (cargo que não chegou a assumir)e Juiz Federal da Seção Judiciária da Paraíba, da qual foi Diretor. Foi ainda Diretor de Relações Institucionais da Associação dos Juízes Federais do Brasil (AJUFE
  • José ADALBERTO TARGINO Araújo,advogado na PB,RN e RJ ,Procurador do Estado do RN,Procurador Corregedor- Geral do Estado do RN,Acadêmico-Presidente da Academia de Letras Jurídicas/RN,Diretor-Orador do Instituto Histórico e Geográfico/RN,Presidente da Associação dos Procuradores do Estado/RN.Professor e Chefe do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional da PGE/RN,membro vitalício da Academia Paraibana de Letras Jurídicas,membro da Academia Internacional de Jurisprudência e de Direito Comparado,da Academia Brasileira de Ciências Morais e Políticas,. Instituto dos Advogados Brasileiros,da União Brasileira de Escritores.Foi também Promotor de Justiça/PB(segundo classificado e o primeiro a ser promovido à unanimidade por merecimento),Suplente de Juiz de Direito,Professor Universitário de Direito Administrativo e Constitucional.Delegado de Policia Judiciária,Perito Criminal,Procurador do Estado da Pb,Controlador Geral do Estado da Pb,Procurador Geral do Estado da PB(interino),Secretário de Estado da Segurança Pública e de Defesa Social/Pb(Adjunto e titular interinamente),Secretário de Estado da Justiça ,Cidadania e do Meio Ambiente/PB,Presidente Nacional do Conselho Nacional dos Secretários de Estado da Justiça,Cidadania,Direitos Humanos e de Administração Penitenciaria do Brasil(CONSEJ) durante dois mandatos.É autor dos livros:Poder Judiciário,Políticas de Aprimoramento e Aperfeiçoamento(Direito) Retalhos do Tempo(poesia) e Anotações Reflexivas(artigos e crônicas).Concluiu Especialização em Direito Penal e Criminologia,Comunicação Educacional e Mestrado em Teologia.
  • Ubirajara Targino Bôtto,advogado,Procurador,professor universitário,doutor em Direito Internacional,representante diplomático do Brasil na Organização Internacional do Trabalho,em Genebra.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Pontos turísticos[editar | editar código-fonte]

  • Santuário de Nossa Senhora de Fátima da Pedra da Boca
  • Pedra da Boca
  • Pedra do Letreiro
  • Pedra da Caveira
  • Pedra da carroça de boi
  • Pedra da Macambira
  • Centro Histórico de Araruna
  • Santuário de Nossa Senhora da Conceição
  • Fazenda Maquiné
  • Cachoeira do Macapá

Calendário turístico[editar | editar código-fonte]

Outros dados[editar | editar código-fonte]

  • População: 19.643 habitantes
  • Eleitores: 13.346 (eleições 2010).
  • Taxa de alfabetização: 55%
  • Distância de João Pessoa: 165 km.
  • Distância de Natal: 120;km.
  • Distância de Campina Grande: 110 km.
  • Altitude: 580 metros
  • Pluviosidade média: 900 a 1.100 mm3
  • Coordenadas geográficas da sede municipal: 6° 31´ de latitude Sul e 35° 44´ de longitude Oeste Greenwich.

Administração[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. [1].
  3. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  4. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  5. a b Ministério da Integração Nacional, 2005. Nova delimitação do semiárido brasileiro.
  6. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  7. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.
  8. Araruna Paraíba - PB Histórico IBGE (21/09/2007). Visitado em 08/04/2013.
  9. Ministério das Minas e Energia, 2005. Diagnóstico do município de Araruna.
  10. Peryllo Doliveira

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios da Paraíba é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.