Carrapateira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Carrapateira
Bandeira de Carrapateira
Brasão de Carrapateira
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 11 de dezembro
Fundação 1961
Gentílico carrapateirense
Prefeito(a) André Pedrosa Alves (PTB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Carrapateira
Localização de Carrapateira na Paraíba
Carrapateira está localizado em: Brasil
Carrapateira
Localização de Carrapateira no Brasil
07° 02' 20" S 38° 20' 38" O07° 02' 20" S 38° 20' 38" O
Unidade federativa  Paraíba
Mesorregião Sertão Paraibano IBGE/2008[1]
Microrregião Cajazeiras IBGE/2008[1]
Região metropolitana Cajazeiras
Municípios limítrofes Nazarezinho (norte); Aguiar (leste e sul); São José de Piranhas (oeste)[2]
Distância até a capital 384 km
Características geográficas
Área 72,778 km² [3]
População 2 378 hab. IBGE/2010[4]
Densidade 32,67 hab./km²
Altitude 372 m
Clima semiárido quente e seco[5]
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,602 médio PNUD/2000[6]
PIB R$ 9 851,056 mil IBGE/2008[7]
PIB per capita R$ 4 200,88 IBGE/2008[7]
Página oficial

Carrapateira, município no estado da Paraíba (Brasil), localizado na microrregião de Cajazeiras. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no ano 2009 sua população era estimada em 2.347 habitantes. Área territorial de 73 km².

História[editar | editar código-fonte]

O nome do município provém da quantidade de mamona encontrada na região, também conhecida como carrapateira[8] .

Inicialmente pertencia ao município de São José de Piranhas. A emancipação política ocorreu em 11 de dezembro de 1961 e instalado no dia 28 do mesmo mês[8] , pelo então Governador Pedro Gondin.

O povoamento do município iniciou no século XVIII por volta de 1770, quando Francisco Vieira da Silva, vindo da cidade de Sousa (PB, depois veio outras famílias, Pereira e Silva de Catolé do Rocha, Pedrosa do Ceará, Galdino Braz da Silva de São José de Piranhas estabeleceram-se naquelas terras compradas de um criador de gado, que perdeu quase todo seu rebanho com o tingui, "Mascagnia rígida, cipó ou arbusto escandente da família Malpighiaceae, é umas das plantas tóxica mais conhecida e encontradas na região Nordeste e parte da região Sudeste do Brasil os principais nomes populares encontrados são: tingui e timbó. É considerada uma planta do agreste e sertão, porém ocorrendo sobretudo nos lugares mais frescos (TOKARNIA ET AL., 2000)". Por ser uma cidade de difícil acesso e estando ladeada de serras, o povoamento foi muito lento e até hoje. Em 1919 foi construída a capela em homenagem a Santo Afonso Maria de Ligório, através dos esforços de Joel Pereira da Silva e do padre Nicolau Leite. Nesta mesma época, iniciou-se o traçado do povoado[8] . O crescimento da cidade se deu em virtude da feira livre criada em 15 de Fevereiro de 1937 e em 1938 foram abertas as primeiras lojas de tecido.

Festividades: Festa de Santo Afonso Maria de Ligório, de 23 de Julho a 1º de Agosto. Povoados: Baixas, Outro Lado, Bomfim dos Pedrosa, Bomfim dos França, Os Boi, Lancha, Volta e outros.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O município está incluído na área geográfica de abrangência do semiárido brasileiro, definida pelo Ministério da Integração Nacional em 2005[9] . Esta delimitação tem como critérios o índice pluviométrico, o índice de aridez e o risco de seca.

Carrapateira está inserida na unidade geoambiental da Depressão Sertaneja. O clima é semiárido quente e seco, com pluviosidade média de 800 mm por ano, distribuída irregularmente ao longo do ano. O período chuvoso ocorre de Dezembro a Abril[5] .

A vegetação é a caatinga xerofítica, com cactáceas e arbustos de pequeno a médio porte[5] .

O município insere-se na bacia hidrográfica do rio Piranhas, na sub-bacia do rio Piancó. Tem como principais cursos d´água são os riachos Olho d´Água, do Barbeiro, do Barreiro e da Cachoeira, todos de regime intermitente[5] .

Distância entre as cidades de: São José de Piranhas 24 km, Cajazeiras 54 km, Sousa 42 KM.

Atividades do Município: Pecuária, Agricultura: arroz vermelho, feijão e milho.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. Mapa da Confederação Nacional de Municípios.
  3. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  4. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  5. a b c d Diagnóstico do Município de Carrapateira Projeto Águas Subterrâneas Ministério das Minas e Energia (Dezembro de 2005). Visitado em 23 de setembro de 2011.
  6. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  7. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.
  8. a b c Carrapateira, Paraíba Documentação Territorial do Brasil IBGE). Visitado em 23 de setembro de 2011.
  9. Ministério da Integração Nacional, 2005. Nova delimitação do semiárido brasileiro.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios da Paraíba é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.