Metro de São Petersburgo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Metro de São Petersburgo
em russo: Петербургский метрополитен
Spb metro logo.svg
Informações
Local São Petersburgo
Tipo de transporte Metropolitano
Número de linhas 5
Número de estações 65
Tráfego 2.300.000
Website http://www.metro.spb.ru
Dados técnicos
Extensão do sistema 109,8 Km
Bitola 1 520 mm (4 ft 11+56 in)

O Metro de São Petersburgo é o sistema de metropolitano que opera na cidade de São Petersburgo, na Rússia. Conhecido formalmente por Metro de Leninegrado, tem muitos traços das ideologias socialistas que viguravam aquando da sua construção, sobretudo na decoração e ornamentação das suas estações. Devido à sua geologia única, o metro de São Petersburgo é um dos mais fundos do mundo; serve cerca de três milhões de passageiros diariamente, sendo um dos dez mais movimentados sistemas de metro do globo.


Saint Petersburg metro map ENG.png

Rede

Linha Cor Trajecto Inaugu-
ração
Número
de estações
Linha 1 Vermelho DevyatkinoProspekt Veteranov 1955 19
Linha 2 Azul ParnasCúptchino 1960 18
Linha 3 Verde PrimorskaiaRybatskoie 1967 10
Linha 4 Laranja SpasskaiaUlitsa Dybenko 1985 8
Linha 5 Violeta Komendantskii ProspektVolkovskaia 2008 10

História[editar | editar código-fonte]

Os primeiros projectos, para a construção de uma rede de metropolitano na cidade, apareceram em 1899 sob a forma de linhas elevadas; São Petersburgo era então a capital da Rússia. Contudo, com a Revolução russa de Outubro e com a Guerra civil russa, a capital passou para Moscovo, e, durante mais de uma década, o projecto ficou suspenso. No entanto, no final da década de 1930 a ideia foi reposta na mesa após a abertura do metro de Moscovo em 1935. À semelhança do sistema de metropolitano da nova capital, a maior adversidade na construção do metro foi a escavação dos túneis.

A construção começou em 1940; por causa da Segunda Guerra Mundial a rede só foi inaugurada a 15 de Novembro de 1955, com sete estações operacionais (a oitava estação foi inaugurada alguns meses depois). Foram integradas na linha Kirovsko-Vyborgskaya (Linha 1), que estava ligada na altura à linha de comboio (trem) que levava a Moscovo. A linha expandiu-se progressivamente até que em 1978 chegou à Óblast de Leninegrado.

Estação «Kirovsky Zavod» (1955)

A construção da linha Moskovsko-Petrogradskaya (Linha 2) começou pouco depois de ter sido inagurado o sistema de metropolitano da cidade. Iniciou o serviço entre a estação de Tekhnologitcheskii Institut e o Park Pobedy no ano de 1960. As expansões sucederam-se rapidamente e hoje em dia circula entre as estações de Cúptchino e Parnas.

A linha Nevsko-Vasileostrovskaya (Linha 3) foi inaugurada em 1967 ligando a ilha de Vasilievsky, o centro da cidade, a zona industrial e a margem sul do rio Neva em sucessivas expansões até 1984.

A linha Pravoberejnaya (Linha 4), abriu em 1985 para servir uma nova área residencial na margem direita do Neva, tendo sido expandida para norte.

A linha Frunzensko-Primorskaya (Linha 5), a partir do ano de 2008 quando em trecho norte da linha Pravoberejnaya (No.4) foi reconectado à novas estações construídas na distrito Frunzensky.

Una última estação aberta em São Petersburgo, „Obvodnyi canal” (linha Frunzensko-Primorskaya) foi inaugurada em 30 de dezembro de 2010. No entanto, o comprimento total das vias não aumentou após esta abertura, porque uma nova estação está localizada no meio desta linha.

Expansões futuras[editar | editar código-fonte]

O metro de São Petersburgo cresceu muito nos últimos cinquenta anos; em 2008 a Linha 4 vai dividir-se em dois, e daí nascerá a nova Linha 5 (Pravoberezhnaya Line) que seguirá para norte. Vai ser construída uma linha em anel que estará pronto em meados de 2025.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Metro de São Petersburgo