Miss Universo 2011

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Miss Universo 2011
Leilalopescrooped.jpg
Leila Lopes, Miss Universo 2011.
Data: 12 de setembro de 2011
Apresentadores: Transmissão oficial:
Palco: Natalie Morales e Andy Cohen[1]
Comentários: Jeannie Mai e Shandi Finnessey[2]
Transmissão para o Brasil:
Band: Estúdio Credicard Hall: Adriane Galisteu e Susana Barbosa (comentários)
Estúdio Morumbi: Malcolm Forest e Maria Clara Kneese (tradução simultãnea)
TNT: Estúdio Atlanta: Luiza Brunet (comentários), Reginaldo Alcântara e Sula Simões (tradução simultânea)
Atrações Musicais: Abertura:
Sérgio Mendes, "Mas que nada"
Trajes de Banho:
Cláudia Leite, "Locomotion Batucada"
Trajes de Gala:
Bebel Gilberto,"Close your Eyes"
Local: Credicard Hall, São Paulo, Brasil
Emissora: NBC, Telemundo e Band (transmissão oficial); TNT (transmissão para o Brasil)
Candidatas: 89
Não participaram do concurso: Noruega e Zâmbia
Voltaram a participar do concurso: Chile, Estônia, Ilhas Cayman, Montenegro, Portugal, Santa Lúcia, Turcas e Caicos, Vietnã
Vencedora: Leila Lopes
Representou: Angola Angola

Miss Universo 2011 foi a edição de aniversário dos 60 anos do concurso Miss Universo, realizada no dia 12 de setembro de 2011 no Credicard Hall em São Paulo, Brasil.[3] Ximena Navarrete, Miss Universo 2010, do México, coroou como sua sucessora Leila Lopes, de Angola.

Resultados[editar | editar código-fonte]

Colocação País
Miss Universo 2011
2º Lugar
3º Lugar
4º Lugar
5º Lugar
Semifinalistas (Top 10):
Semifinalistas (Top 16):
  • Laura Gonçalves, foi escolhida pelo voto popular, através de voto dos internautas no site oficial do concurso.

Premiações Especiais[editar | editar código-fonte]

Colocação País
Miss Simpatia 2011
Miss Fotogenia 2011
Melhor Traje Típico 2011

Votações Populares[editar | editar código-fonte]

Pela primeira vez na história do concurso, uma miss entrou no top por votação popular. A eleita foi a Miss Portugal, Laura Gonçalves. Também houve participação popular durante a final, quando o público pôde dar notas às candidatas durante as provas de traje de banho e gala. A média dessas notas foi mostrada na tela da TV, mas, não contou pontos para as candidatas seguirem na disputa. Assim, mesmo obtendo a maior pontuação do Top 16, a Miss Venezuela não seguiu para o Top 10.

Final Televisionada[editar | editar código-fonte]

Durante a final, o grupo de 16 semi-finalistas se apresentou para os jurados e, após a performance em trajes de banho, 10 semi-finalistas foram escolhidas para a etapa de trajes de gala. Em ambas as fases, houve votações populares, sendo as notas mostradas no canto superior direito da tela (na final televisionada). Fechada a fase de trajes de gala, cinco finalistas foram escolhidas para responder às perguntas de jurados sorteados pelas candidatas no palco. Após a ponderação das pontuações e a verificação das notas por auditores da empresa Ernst & Young, foram anunciadas a quinta, a quarta, a terceira colocada, a segunda (primeira substituta no caso da vencedora não cumprir as obrigações contratuais) e a nova Miss Universo.

Candidatas[editar | editar código-fonte]

País Candidata Idade Altura Cidade que Representou
África do Sul Bokang Montjane 25 1,75 m Joanesburgo
 Albânia Xhesika Berberi 21 1,72 m Tirana
 Alemanha Valeria Bystritskaia 25 1,75 m Karlsruhe
 Angola Leila Lopes 25 1,79 m Benguela
 Argentina Natália Rodriguez 25 1,74 m Buenos Aires
 Aruba Gillain Berry 24 1,75 m Oranjestad
 Austrália Scherri-Lee Biggs 21 1,76 m Perth
 Bahamas Anastagia Pierre 22 1,77 m Nassau
 Bélgica Justine De Jonckheere 19 1,73 m Wevelgem
 Bolívia Olivia Pinheiro 27 1,74 m Santa Cruz de la Sierra
Botswana Larona Kgabo 25 1,73 m Gaborone
 Brasil Priscila Machado 25 1,80 m Farroupilha
 Canadá Chelsae Durocher 20 1,75 m Quebec
Cazaquistão Valeriya Aleikinova 22 1,75 m Almaty
 Chile Vanessa Ceruti 25 1,78 m Santiago
 China Zilin "Roseline" Luo 24 1,84 m Pequim
 Chipre Andri Karantoni 18 1,71 m Nicosia
 Colômbia Catalina Robayo 22 1,75 m Palmira
 Coreia do Sul So-ra Jung 20 1,71 m Seul
Costa Rica Johanna Solano 21 1,75 m Heredia
 Croácia Natalija Prica 22 1,76 m Zagreb
Curaçao Evalina van Putten 18 1,81 m Willemstad
 Dinamarca Sandra Hamad 21 1,76 m Copenhagen
 Egito Sara El Khouly 23 1,73 m Cairo
El Salvador Marya Aldana 25 1,74 m San Salvador
Equador Claudia Schiess 21 1,72 m Quito
 Eslovênia Ema Jagodic 21 1,76 m Liubliana
 Espanha Paula Guilló 22 1,81 m Elche
 Estados Unidos Alyssa Campanella 21 1,73 m Los Angeles
 Estónia Madli Vilsar 20 1,80 m Saaremaa
Filipinas Shamcey Supsup 24 1,73 m General Santos
 Finlândia Pia Pakarinen 22 1,70 m Helsinque
 França Laury Thilleman 19 1,79 m Paris
Gana Yayra Erica Nego 26 1,75 m Plymouth
 Geórgia Eka Gurtskaia 24 1,82 m Tbilisi
 Grécia Iliana Papageorgiou 23 1,80 m Patras
Guam Shayna Jo Afaisen 23 1,68 m Hagåtña
 Guatemala Alejandra Barilas 25 1,80 m Cidade da Guatemala
Guiana Kara Lord 23 1,73 m Georgetown
Haiti Anedie Azael 22 1,77 m Porto Príncipe
Honduras Suzette Gomez 22 1,70 m San Pedro Sula
 Hungria Betta Lipcsei 23 1,72 m Budapeste
Ilhas Cayman Cristin Alexander 24 1,82 m George Town
Ilhas Virgens Americanas Alexandrya Evans 25 1,65 m Saint Croix
Ilhas Virgens Britânicas Sheroma Hodge 26 1,75 m Road Town
 Índia Vasuki Sunkavalli 27 1,73 m Hyderabad
Indonésia Nadine Ames 20 1,70 m Jacarta
 Irlanda Aoife Hannon 19 1,78 m Dublin
 Israel Kim Edri 19 1,75 m Sderot
 Itália Elisa Torrini 22 1,80 m Nápoles
 Jamaica Shakira Martin 25 1,72 m Kingston
 Japão Maria Kamiyama 24 1,68 m Sapporo
Kosovo Afërdita Dreshaj 25 1,83 m Pristina
Líbano Yara Khoury-Mikhael 19 1,76 m Beirute
 Malásia Deborah Henry 26 1,76 m Kuala Lumpur
Maurícia Laetitia Darche 18 1,75 m Port Louis
 México Karin Ontiveros 23 1,78 m Guadalajara
 Montenegro Nikolina Loncar 18 1,75 m Podgorica
Nicarágua Adriana Don 25 1,75 m Manágua
Nigéria Sophie Gema 22 1,72 m Abuja
 Nova Zelândia Priyani Puketapu 20 1,73 m Wellington
 Países Baixos Kelly Weekers 23 1,80 m Maastricht
 Panamá Sheldry Sáez 19 1,73 m Herrera
Paraguai Alba Riquelme 21 1,81 m Assunção
 Peru Natalie Vertiz 21 1,83 m Lima
 Polónia Rozalia Mancewicz 23 1,75 m Varsóvia
 Porto Rico Viviana Ortiz 25 1,76 m Corozal
 Portugal Laura Gonçalves 22 1,75 m Lisboa
 Reino Unido Chloe-Beth Morgan 25 1,68 m Liverpool
 República Checa Jitka Novácková 19 1,75 m Praga
República Dominicana Dalia Fernández 21 1,73 m Santiago de los Caballeros
Eslováquia República Eslovaca Dagmar Kolesárová 20 1,78 m Bratislava
 Roménia Larisa Popa 24 1,75 m Slatina
 Rússia Natalia Gantimurova 19 1,80 m Moscou
Santa Lúcia Joy-Ann Biscette 25 1,73 m Castries
 Sérvia Anja Šaranović 23 1,77 m Belgrado
 Singapura Valerie Lim 25 1,79 m Cidade de Cingapura
Sri Lanka Stephanie Siriwardhana 23 1,68 m Colombo
 Suécia Ronnia Fornstedt 20 1,79 m Estocolmo
Suíça Kerstin Cook 21 1,80 m Kriens
Tanzânia Nelly Kamwelu 18 1,72 m Dar es Salaam
 Tailândia Chanyasorn Sakornchan 20 1,75 m Bangcoc
Trinidad e Tobago Gabrielle Walcott 27 1,70 m Port of Spain
 Turquia Melısa Aslı Pamuk 20 1,76 m Istambul
 Turcas e Caicos Easther Parker 20 1,68 m Cockburn Town
 Ucrânia Olesya Stefanko 23 1,77 m Odessa
Uruguai Fernanda Semino 18 1,70 m Punta del Este
 Venezuela Vanessa Gonçalves 25 1,77 m Caracas
Vietname Vietnã Vũ Thị Hoàng My 22 1,72 m Hanói

Agenda[editar | editar código-fonte]

Data Atividade
21-23 de agosto Chegada das misses a São Paulo
24 de agosto Rodada de entrevistas à imprensa
25 de agosto Operação Sorriso, Hospital São Luiz
26 de agosto Evento de Boas-vindas, Prefeitura de São Paulo; Visita à quadra da Rosas de Ouro (manhã); Kandy Wrappers apresenta Festa na piscina no Hilton São Paulo (noite)
27 de agosto Visita ao Carrefour; Visita ao Jockey Club de São Paulo; Evento de abertura, The Society
28 de agosto Itaipava GP Brasil, Autódromo de Interlagos
29 de agosto Partida amistosa de futebol entre as candidatas, Estádio do Pacaembu (tarde); jantar no Palácio dos Bandeirantes com o governador Geraldo Alckmin (noite)
30 de agosto Visita ao Guarujá
31 de agosto Visita ao Museu do Futebol; Almoço no Comando de Operações da Polícia Militar de São Paulo; sessões fotográficas conjuntas com as candidatas; visita à ONG Meninos do Morumbi
1 de setembro Visita ao Museu de Arte Moderna de São Paulo; Visita à ONG Casa do Zezinho; Vila Country
3 de setembro Desfile de moda na The Week
4 de setembro Visita à escola de samba Unidos de Vila Maria
5 de setembro Apresentação dos Trajes Típicos
6 de setembro Lux Fashion Show no Morumbi Shopping
7 de setembro Gravação da Vinheta de Abertura
8 de setembro Apresentação de candidatas à mídia; Competição preliminar no Credicard Hall
10 de setembro Reunião com mais de 30 ganhadoras do Miss Universo
11 de setembro Ensaio Geral no Credicard Hall
12 de setembro Final do Miss Universo 2011, Credicard Hall; Baile de Coroação, Hilton São Paulo
13 de setembro Retorno das misses para seus países

Processo de escolha da cidade-sede[editar | editar código-fonte]

Ao contrário das edições recentes, a organização do evento fez o processo de escolha da sede do evento com bastante antecedência. Na quinta-feira, 16 de Dezembro de 2010, Donald Trump, diretor executivo e co-proprietário da Miss Universe Organization, anunciou em uma coletiva de imprensa realizada na Trump Tower, em Nova York, que, em parceria com o Grupo Bandeirantes de Comunicação, a edição comemorativa de 60 anos do Miss Universo seria realizada em São Paulo, no dia 12 de setembro de 2011[4] . A negociação para que o Brasil recebesse uma edição do concurso já vinha ocorrendo desde o final de 2009 (conduzida sem sucesso pelos proprietários da Rede TV! junto à Miss Universe Organization), no entanto a edição de 2010, originalmente prevista para ser realizada em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, foi transferida de última hora para Las Vegas (Estados Unidos) em função de um grande número de problemas relacionados a legislação boliviana.

Com o anúncio oficial, esta foi a data mais tardia já adotada em toda a história do Miss Universo. Até então, as edições mais tardias tinham sido as de 1964 (1º de agosto), 2009 e 2010 (ambas realizadas em 23 de agosto). Foi a primeira vez que o concurso foi realizado no mês de setembro.

Os preparativos de São Paulo[editar | editar código-fonte]

A escolha do local e os eventos preliminares[editar | editar código-fonte]

No dia 22 de junho de 2011 foi realizada no Terraço Daslu em São Paulo uma coletiva de imprensa com a presença da Miss Universo 2010 Ximena Navarrete e de diretores da NBC Universal e da Miss Universe Organization onde foram anunciados maiores detalhes sobre o evento.

Durante a coletiva (originalmente agendada para o dia 13 de maio, no mesmo local, mas cancelada[5] [6] e cuja desorganização foi criticada por alguns jornalistas) foi anunciado que o Credicard Hall havia sido o local escolhido para sediar as preliminares e a final do concurso. Também foram anunciados a agenda das candidatas durante a estadia no país e maiores detalhes sobre a realização do certame.

A transmissão televisiva[editar | editar código-fonte]

Após a assinatura do acordo Band-MUO (que envolve também a renovação contratual, pela emissora, dos direitos do Miss Universo até 2013), foi também anunciado que uma equipe técnica da organização do concurso iria visitar São Paulo, para verificar os equipamentos necessários para auxiliar na viabilização da transmissão (da final televisionada) do concurso"[7] . As visitas de inspeção dos representantes da NBCUniversal aos representantes da Band tiveram início no dia 25 de maio de 2011.

O apoio oficial e a corrida contra o tempo[editar | editar código-fonte]

No meio tempo entre a apresentação da candidatura e a escolha da cidade-sede, a organização brasileira do Miss Universo precisou contar com apoio logístico da Prefeitura de São Paulo[8] e de patrocinadores da iniciativa privada para honrar todos os compromissos exigidos pela MUO. Devido a atrasos no cronograma (a Band se concentrou na organização da São Paulo Indy 300, em maio), a emissora paulista precisou correr contra o tempo para ultimar detalhes técnicos e artísticos do Miss Universo 2011.

Responsável pela logística (reservas de hotel e transporte das misses, organizadores, artistas convidados, técnicos e jurados), a Band formou uma empresa de promoção de eventos, a Enter-Entertainment Experience, para cuidar do processo de preparação da capital paulista para as atividades principais e de outras cidades (Santos e Ilhabela) para atividades menores. Além desta edição do Miss Universo, a Enter ficou com a responsabilidade de organizar todos os projetos especiais do Grupo Bandeirantes de Comunicação[9] [10] .

A escalação de apresentadores, atrações musicais e jurados[editar | editar código-fonte]

Apresentadores[editar | editar código-fonte]

Em 2 de agosto, a NBC e a Miss Universe Organization anunciaram em comunicado conjunto a escolha da jornalista Natalie Morales, que exerceu a apresentação do evento pelo segundo ano consecutivo, e do executivo e apresentador da Bravo Network Andy Cohen para comandarem a transmissão internacional da final de 12 de setembro[11] .Já Adriane Galisteu ancorou, em estúdio montado no próprio Credicard Hall, a transmissão destinada apenas ao sinal da Rede Bandeirantes para o Brasil[12] .

Cohen já havia apresentado o Miss USA 2011 ao lado de Giuliana Rancic, que não foi reaproveitada pela NBC para o Miss Universo 2011. A apresentadora do E! News foi poupada para a cobertura do tapete vermellho do Emmy Awards 2011 para o E!, pertencente ao mesmo grupo, seis dias depois do Miss Universo[13] .

Atrações musicais[editar | editar código-fonte]

Os primeiros rumores sobre possíveis atrações musicais nacionais ou internacionais para o Miss Universo 2011 começaram a circular no dia 22 de junho, quando a edição eletrônica da revista Caras (pertencente ao Grupo Abril) publicou nota anunciando que Ivete Sangalo poderia ser um dos atos musicais do concurso[14] . Um mês depois, em 23 de julho, a edição eletrônica da revista Quem Acontece (ligada às Organizações Globo) informava que Claudia Leitte e Ricky Martin haviam gravado uma música denominada Samba para ser apresentada na final do concurso[15] .

Boa parte da comissão organizadora nacional defendia o nome de Ivete até que surgiram as informações do dueto entre Martin e Leitte. No entanto, diretores da NBCUniversal teriam se manifestado contra a parceria, devido a atuação do cantor em uma edição anterior do concurso (ele cantou no Miss Universo 2001, realizado em Bayamón, Porto Rico)[16] . No entanto o próprio cantor não estaria interessado em se apresentar no concurso já que na mesma data de realização do evento estará em turnê Argentina e Chile[17] .

Mesmo sem Martin, Cláudia começou a ensaiar sozinha para o concurso atendendo exigências dos organizadores. Para possibilitar uma maior dedicação ao evento, a cantora remarcou um show originalmente marcado para 11 de setembro, véspera do concurso[18] . Nessa data aconteceu o ensaio geral com as 89 candidatas. Outra atração musical brasileira confirmada pelos organizadores foi a cantora de bossa nova Bebel Gilberto[19] .

Programação musical[editar | editar código-fonte]

Jurados[editar | editar código-fonte]

Em 26 de julho, a Band começou a preparar para a NBC uma lista de possíveis nomes para o júri da final televisionada do Miss Universo 2011[20] , preferencialmente composta por personalidades brasileiras que falassem fluentemente a língua inglesa. Entre estes nomes, não estava o da übermodel Gisele Bundchen, que alegou problemas de agenda e não compareceu à banca julgadora do concurso[21] .

Antes mesmo da confirmação oficial, outros nomes de personalidades brasileiras passaram a ser especulados pela mídia para o júri do certame como o da também modelo Alessandra Ambrosio e do piloto Hélio Castroneves[22] .

Relação oficial[editar | editar código-fonte]

Para a etapa preliminar de 08/09/2011[editar | editar código-fonte]
Jurado Profissão
Ana Paula Junqueira Empresária e socialite
BJ Coleman Jornalista, publicitário e personalidade televisiva
Francesca Romana Designer de joias
Jimmy Nguyen Advogado e comentarista de mídia
Lara Spotts Vice-presidente de criação para a costa leste americana da Bravo Network
Scott Lazerson Consultor, executivo e filántropo
Matheus Mazzafera Personal Stylist

Num primeiro momento, chegou a ser confirmado o nome do empresário e apresentador Álvaro Garnero para compor o júri preliminar, mas seu nome foi cortado após os organizadores descobrirem que Garnero mantivera contatos com os organizadores do concurso Miss China[23] , o que é proibido pelas normas da Miss Universe Organization aos jurados preliminares. Após a controvérsia, o nome do personal stylist Matheus Mazzafera foi escolhido para ocupar a vaga de Garnero, completando o grupo de sete jurados previstos originalmente para o Presentation Show.

Para a final televisionada de 12/09/2011[editar | editar código-fonte]
Jurado Profissão
Amelia Vega Miss Universo 2003
Helio Castroneves Piloto da IndyCar Series
Isabeli Fontana Supermodelo
Connie Chung Apresentadora e jornalista
Vivica A. Fox Atriz
Adrienne Maloof Socialite e personalidade televisiva
Lea Salonga Cantora e atriz teatral
Farouk Shami Empresário
Italo Zanzi Secretário-geral da CONCACAF

Alterações no formato[editar | editar código-fonte]

Ao contrário dos anos anteriores foi adotado um Top 16 constituído da seguinte fórmula:

  • O júri das preliminares escolheu 9 candidatas, entre aquelas que foram melhores nas 3 fases de eliminação.
  • A organização Miss Universo deu 6 lugares para aquelas candidatas que, consideravelmente se destacaram nos eventos relacionados ao concurso e que foram segundo eles reais opções para serem coroadas como a nova Miss Universo.
  • A última vaga foi escolhida pelo público mundial através da internet. A classificação não foi acumulativa, sendo classificada a candidata que recebeu mais votos fora de seu país de origem. Laura Gonçalves, Miss Portugal, foi escolhida pelo voto popular.

As 16 semi-finalistas foram para o traje de banho, de onde saíram 10 candidatas. As 10 foram para o traje de gala de onde foram eliminadas mais 5 do concurso. As 5 restantes foram para a pergunta final e a ganhadora foi coroada a Miss Universo 2011[24] .

Audiência da final televisionada[editar | editar código-fonte]

No Brasil[editar | editar código-fonte]

A transmissão do Miss Universo 2011 pela Band registrou a melhor audiência média do concurso na emissora paulista desde 2003[25] (8,2) e o segundo melhor pico (11 contra 13,5 do Miss Universo 2003). O share domiciliar foi de 13 pontos[26] . Com esses números, a Band registrou o terceiro lugar geral na faixa entre 21h55 e 0h21, atrás de programas das redes Globo (parte final da novela Fina Estampa e a sessão de filmes Tela Quente) e Record (a novela Vidas em Jogo e uma parte do reality A Fazenda 4)[27] . Esse resultado quase dobrou a audiência habitual do horário nas noites de segunda-feira, ocupado normalmente pelo humorístico CQC[28] .

Nos Estados Unidos[editar | editar código-fonte]

A audiência média da transmissão do Miss Universo 2011 pela NBC foi a pior[29] registrada na série histórica da Nielsen Ratings para o concurso, iniciada em 1974[30] para uma emissora de língua inglesa: 5,2 milhões de telespectadores, média de 1,6 ponto e share domiciliar de 4, segundo a Nielsen. Isso corresponde a uma queda de 16% em relação ao Miss Universo 2010, realizado em Las Vegas.

Durante todo o tempo de exibição, o concurso perdeu tanto em telespectadores quanto na amostra demográfica entre o público na faixa de 18 a 49 anos para a final da segunda temporada do reality Bachelor Pad, da ABC. Outros programas que bateram o Miss Universo 2011 no mercado norte-americano foram Monday Night Football (ESPN), Hell's Kitchen (FOX) e as séries policiais The Closer e Rizzoli & Isles (TNT).

Em sua primeira hora de transmissão (21 às 22h, horário da costa leste americana), o concurso, visto por 4,9 milhões de telespectadores (média de 3,2 pontos e share domiciliar de 5), teve entre as redes abertas de língua inglesa menos audiência que Bachelor Pad (7 milhões, 4,7/7) e Hell's Kitchen (5,8 milhões, 3,6/5). No entanto, o certame teve mais audiência que reprises de comédias da CBS (How I Met Your Mother - 4,3 milhões, 2,9/4-21h e Two and a Half Men - 4,2 milhões, 2,9/4) e o especial de apresentação da grade da fall season da The CW, cuja audiência não passou de 970 mil telespectadores. Na disputa com os canais a cabo, o Miss Universo 2011 teve menos audiência que a partida entre New England Patriots e Miami Dolphins, a primeira do programa duplo de estreia da temporada do MNF (14,638 milhões de telespectadores), e o episódio inédito de Closer, visto por 6,154 milhões de telespectadores.

Na sua hora final (22 às 23h), o concurso ficou em segundo lugar isolado entre as redes abertas em língua inglesa, com 5,5 milhões de telespectadores (3,6/6), contra os 6,8 milhões (4,5/7) de Bachelor Pad. Na disputa com os canais pagos, o Miss Universo 2011 teve menos audiência que o jogo entre Oakland Raiders e Denver Broncos, do MNF (ESPN, 11,109 milhões), iniciado às 22h39, e o inédito de Rizzoli & Isles (TNT, 5,626 milhões de telespectadores).

Já a transmissão da Telemundo em língua espanhola registrou cenário oposto, mostrando um crescimento de 16% em relação ao ano anterior (1,896 milhão de telespectadores contra 1,636 milhão registrado no Miss Universo 2010). Somadas as audiências de suas emissoras nos Estados Unidos e em Porto Rico, a transmissão do Miss Universo 2011 foi vista por 4 milhões de telespectadores[31] .

Voltaram a participar[editar | editar código-fonte]

Não participaram[editar | editar código-fonte]

Significado Histórico[editar | editar código-fonte]

  • Angola (Leila Lopes) teve a sua maior classificação desde o 7º lugar de Micaela Reis em 2007 e a a primeira africana eleita Miss Universo desde Mpule Kwelagobe em 1999 (quarta representante do continente e quinta negra a vencer o concurso em toda a sua história).
  • Brasil (Priscila Machado) teve a sua melhor classificação desde o 2º lugar de Natália Guimarães em 2007 e o primeiro terceiro lugar em 57 anos de participações no concurso.
  • Portugal (Laura Gonçalves) entrou para a história do concurso como sendo a primeira portuguesa semi-finalista do concurso. Ela também entra para a história do Miss Universo sendo a primeira semi finalista escolhida pelo voto popular.
  • Venezuela (Vanessa Gonçalves) superou Marelisa Gibson do Miss Universo 2010 que não chegou as semifinais. Porém não passou do Top 16.
  • Austrália (Scherri Lee-Biggs) depois de dois anos seguidos no Top 5, a Austrália em 2011 parou no Top 10.

Notas sobre as candidatas[editar | editar código-fonte]

89 candidatas participam da disputa nesse ano, superando o recorde anterior de 2006 que era de 86 participantes.

  • África do Sul: Bokang Montjane competiu no Miss Terra 2007 e foi Top 16. Também competiu no Miss Internacional 2009 não obtendo classificação;
  •  Sérvia: Anja Saranovic competiu no Miss Internacional 2010 e foi Top 15;
  • Gana: Erica Nego participou do Miss USA 2009 e foi Top 15;
  •  Malásia: Deborah Henry competiu no Miss Mundo 2007 e foi top 16;
  • Costa Rica: Johanna Solano foi eleita Miss América Latina 2009;
  •  Reino Unido: Chloe-Beth Morgan participou do Miss Internacional 2009 e ficou em 3º lugar, ela também participou do Miss Mundo 2008 representando o País de Gales não obtendo classificação;
  • República Dominicana: Dalia Fernández competiu na Rainha Mundial da Banana 2009 e ficou em 2º lugar;
  • Trinidad e Tobago: Gabrielle Walcott competiu no Miss Mundo 2008 e obteve a 3º colocação;
  • Ilhas Cayman: Cristin Alexander competiu no Miss Mundo 2010 não obtendo classificação;
  •  Canadá: Chelsae Durocher competiu no Miss Global Teen 2010 e ficou em 3º lugar;
  •  Polónia: Rozalia Mancewicz competiu no Miss Tourism Queen Internacional 2005 obtendo o 4º Lugar;
  •  Bahamas: Anastagia Pierre competiu no Miss Intercontinental 2010 e alcançou a 3º colocação. Em 2004 participou do Miss Teen USA representando a Flórida e não obteve classificação, porém foi eleita Miss Fotogênia. Em 2009, representando o mesmo estado americano, participou do Miss USA 2009 no qual também não obteve classificação;
  •  Estados Unidos: Alyssa Campanella competiu no Miss Teen USA 2007 e obteve a 2º colocação;
  • Equador: Claudia Schiess competiu no Miss Supranational 2010 porém não obteve classificação;
  • Santa Lúcia: Joy-Ann Bicett participou do Miss Mundo 2008 mas não obteve classificação.

Competiram no Miss Mundo 2011:

Substituição[editar | editar código-fonte]

  • Curaçao: Evalina van Putten substituiu Monifa Jansen, pois Monifa não cumpria os requisitos mínimos de idade estipulado pela Organização Miss Universo, porém Monifa Jansen competirá no Miss Universo 2012.
  • El Salvador: Mayra Aldana substituiu Alejandra Ochoa, porque Alejandra sofre de doença crônica respiratória e não está apta a competir.

Designações[editar | editar código-fonte]

  • Cazaquistão: Valeriya Aleinikova foi nomeada para representar o Cazaquistão após a mudança de donos da franquia local.
  •  Dinamarca: Sandra Amer foi apontada como a Miss Dinamarca Universo 2011 em um casting.
  •  Egito: Sara El-Khouly foi nomeada para representar o Egito, depois de nenhum concurso nacional ser realizado no país devido a crise política. Sara foi eleita anteriormente Miss Mundo Egito 2010.
  •  Grécia: Iliana Papageorgiou venceu um casting organizado pela Organização Star Hellas para representar a Grécia no Miss Universo 2011. O concurso anual Star Hellas foi cancelado devido a crise política e econômica que o país enfrenta.
  •  Guatemala: Alejandra Barillas foi eleita Miss Guatemala 2011 em uma cerimonia especial. Esta foi a primeira vez na história dos concursos de beleza que uma miss eleita em um ano foi reeleita no ano seguinte. Barillas era a representante original da Guatemala no Miss Universo 2010 mas devido a uma lesão em uma das pernas ela não pode comparecer, sendo então substituída por Jessica Scheel, que se tornou a primeira guatemalteca a conseguir se classificar entre as Top 10 na história do Miss Universo. A organização do Miss Guatemala, resolveu então dar a chance de Barillas, a vencedora original de 2010, de representar o país no Miss Universo 2011, chance que não teve pelo acidente sofrido no ano anterior, coroando-a novamente como Miss Guatemala 2011.[32]
  •  Montenegro: Nikolina Loncar foi nomeada para representar Montenegro depois de não poder competir em 2010 por não cumprir os requisitos de idade minima.
  • Vietname Vietnã: Vũ Thị Hoàng My foi apontada como Miss Vietnam Universo 2011, após permissão concedida pelo Ministério da Cultura do Vietnam, que regula a participação do país em concursos de beleza ou outro tipo de evento similar.

Não participaram[editar | editar código-fonte]

Retornaram[editar | editar código-fonte]

Emissoras que participaram da transmissão internacional[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Seidman, Robert. Natalie Morales and Andy Cohen to Co-Host the '2011 Miss Universe Pageant' on NBC, Monday, September 12. TVbytheNumbers.(em inglês)
  2. Gorman, Bill. Helio Castroneves, Connie Chung, Isabeli Fontana, Vivica Fox e Amelia Vega serão jurados do Concurso Miss Universo 2011.(em inglês)
  3. Miss Universo 2011 ocorrerá em São Paulo. G1 (16-12-2010).
  4. São Paulo será sede do Miss Universo 2011. Folha.com (18-12-2010).
  5. Almoço de lançamento do Miss Universo 2011 foi um fracasso. TV em Análise Críticas (14-05-2011).
  6. Souza, Tiago (18-05-2011). Desorganização causa adiamento do concurso "Miss Brasil", promovido pela Band.
  7. Band derrota outros 18 países e realizará Miss Universo no Brasil. NaTelinha (24-12-2010).
  8. Malacrida, Vilson. Band não pode cometer erros na transmissão do Miss Universo.[ligação inativa]
  9. Grupo Bandeirantes de Comunicação cria empresa especializada em grandes eventos.
  10. Band cria empresa para grandes eventos. AdNews (20-12-2010).
  11. Morales e Cohen apresentarão o show do Miss Universo. UPI.com (02-08-2011).(em inglês)
  12. Castro, Daniel. Adriane Galisteu vai apresentar Miss Universo só para o Brasil. Rádio Cultura de Leme.
  13. Razão pela qual Giuliana Rancic perdeu a vaga de apresentadora do Miss Universo 2011: os Emmys. TV em Análise Críticas (02-08-2011).
  14. Ivete Sangalo pode cantar no Miss Universo. Caras (22-07-2011).
  15. Claudia Leitte e Ricky Martin podem fazer um dueto no Miss Universo. Quem Acontece (23-07-2011).
  16. Ricco, Flávio (01-08-2011). Miss Universo. UOL.
  17. Dias, Léo (02-08-2011). Miss Universo não aceita Claudia Leitte sem Ricky Martin.
  18. Miss Universo 2011: Claudia Leitte será uma das atrações do concurso (31-08-2011).
  19. Mascaro, Vivi (31-08-2011). Bebel Gilberto é a atração principal do Miss Universo. iG.
  20. Dias, Leo. Miss Universo 2011: todos os jurados serão brasileiros.
  21. Jornal: Gisele Bündchen recusa convite para ser jurada do Miss Universo. Terra.com.br (11-08-2011).
  22. Menos da metade dos jurados do Miss Universo 2011 será formada por brasileiros. TV em Análise Críticas (13-08-2011).
  23. Mascaro, Vivi (02-09-2011). Álvaro Garnero não será mais jurado do Miss Universo. iG.
  24. [1]
  25. Histórico de audiência do concurso Miss Universo na Band (2003-2011). TV em Análise Críticas (13-09-2011).
  26. Tolipan, Heloisa (13-09-2011). Band nega insatisfação com a audiência do concurso Miss Universo 2011. Jornal do Brasil.
  27. Toilipan, Heloisa (13-09-2011). Força-tarefa da Band em torno do Miss Universo não emplaca na audiência. Jornal do Brasil.
  28. Oliveira, Fernando (13-09-2011). 'Miss Universo' praticamente dobra a audiência da Band. iG.
  29. A audiência americana da segunda-feira, 12 de setembro de 2011, noite de Miss Universo. 13-09-2011.
  30. A audiência americana do Miss Universo de 1974 a 2011. TV em Análise Críticas (14-09-2011).
  31. Gorman, Bill (14-09-2011). 'Miss Universo 2011' (Miss Universe 2011) Watched By More Than 4 Million Viewers On Telemundo, Up By Double Digits Over 2010 In Key Demos. TVbytheNumbers.(em inglês)
  32. Crowned again, and by her 2nd runner-up: Miss Guatemala 2011 is Alejandra Barillas. globalbeauties.com. Página visitada em 18/08/2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Organização