Antônio Maria (1968)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura pela telenovela da Rede Manchete, veja Antônio Maria (1985).
Antônio Maria
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero Preto e Branco
Criador(es) Geraldo Vietri
Walther Negrão
Idioma original (em português)
Produção
Diretor(es) Geraldo Vietri
Elenco Sérgio Cardoso
Aracy Balabanian
Elísio de Albuquerque
Maria Luiza Castelli
Wilson Fragoso
Exibição
Emissora de televisão original Brasil TV Tupi
Transmissão original 11 de julho de 1968 - 3 de maio de 1969
N.º de episódios 256
Cronologia
O Coração não Envelhece
Nino, o Italianinho

Antônio Maria foi uma telenovela brasileira produzida e exibida pela extinta Rede Tupi às 19 horas, entre 11 de julho de 1968 a 3 de maio de 1969.[1]

Foi escrita por Geraldo Vietri e Walther Negrão, com direção de Geraldo Vietri.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Nascido em Lisboa, Antônio Maria D'Alencastro Figueroa vem tentar a sorte no Brasil, onde se emprega como motorista particular na casa do Dr. Adalberto Dias Leme, dono de uma cadeia de supermercados de São Paulo. Logo ganha a confiança do patrão, que passa a tratá-lo como um amigo e lhe permite usar os automóveis da família nas horas de folga. E ganha mais: a amizade das filhas do Dr. Adalberto, Heloísa e Marina, que, naturalmente, se apaixonam por ele.

Encantada com o galante português, culto e de gestos refinados, Heloísa apaixona-se por ele, o que provoca a ira de Heitor de Lima, noivo da moça, que comanda os negócios da família e arquiteta dar um grande golpe no sogro. Marina também investe no português, que a esta altura só tem olhos para Heloísa. O chofer assume a posição de conselheiro familiar após a decadência financeira, gerada por Heitor.

Outro imigrante português, Fernando Nobre, dono de uma panificadora, oferece-lhe sociedade, mas Antônio Maria, inexplicavelmente, prefere continuar como empregado. Por que motivo Antônio Maria quer ficar na casa do Dr. Adalberto? Que vida ele levava em Portugal? Por que aceitou um emprego humilde sendo um moço de fino trato?

Na realidade Antônio Maria é um milionário que está no Brasil fugindo das trapaças de Amália, sua madrasta, louca por ele, que logo surge, se apresentando como esposa do português, para atrapalhar o amor que nasce entre ele e Heloísa.

Elenco[editar | editar código-fonte]


Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

  1. "Tema de Amor em Forma de Prelúdio" - Sérgio Cardoso
  2. "Soneto" - declamação de Sérgio Cardoso
  3. "Só Nós Dois" - Tony de Matos
  4. "Coimbra" - Altamiro Carrilho e sua Bandinha
  5. "Uma Casa Portuguesa" - Altamiro Carrilho e sua Bandinha
  6. "Corridinho 1951" - Altamiro Carrilho e sua Bandinha
  7. "Canção do Mar" - Sérgio Cardoso
  8. "Cântico Negro" - declamação de Sérgio Cardoso
  9. "Lado a Lado" - Tony de Matos
  10. "Bailarinho da Madeira" - Altamiro Carrilho e sua Bandinha
  11. "A Rosinha dos Limões" - Altamiro Carrilho e sua Bandinha
  12. "Tiroliroliro" - Altamiro Carrilho e sua Bandinha

Referências

  1. «Antônio Maria (1968)». Teledramaturgia. Consultado em 28 de agosto de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]