Autólico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Nota: Se procura pelo atleta ateniense, consulte Autólico de Atenas.

Na mitologia grega, Autólico ( /ɔːˈtɒlɪkəs/; em grego: Αὐτόλυκος Autolykos, "o lobo em si", ou "muito lobo") era filho de Hermes e Quíone, e avô materno de Odisseu (Ulisses, para os romanos). Era tido como o mais ladino dos homens, o mais formidavel ladrão da época, dono de façanhas como roubar o cinturão de Héracles, e, a mais importante façanha delas, roubar o poderoso Zeus.

Família[editar | editar código-fonte]

Quíone era uma sobrinha de Ceix[1] e filha de Dedalion.[1][2] Quando ela fez catorze anos, foi seduzida por Hermes e por Febo (Apolo), o primeiro durante o dia, depois de tê-la feito dormir, e o segundo à noite.[1] Os seus filhos foram Autólico, filho de Hermes, e Filamon, filho de Apolo.[1]

Quíone foi assassinada por Diana (Ártemis) por ter dito que ela era mais bonita que a deusa: Diana atirou uma flexa em sua língua, e ela morreu de hemorragia quando tentou falar.[3]

Autólico foi o pai de Anticleia, mãe de Odisseu.[4]

Sísifo seduziu Anticleia, filha de Autólico, que mais tarde se casou com o rei de Ítaca, Laerte; por este motivo, Odisseu é considerado, por alguns autores, como filho de Sísifo.[5]




Na Cultura Popular[editar | editar código-fonte]

Embora não seja tão conhecido como muitas outras figuras mitológicas gregas, Autólico apareceu em uma série de obras de ficção.

  • Platão menciona Autólico quando Sócrates tenta explicar o Polemarco, através da ironia, o significado da pessoa justa: então o homem justo é um patife. Essa ideia poderia ser tirada de Homero, que louva Autólico, avô materno de Odisseu, e diz que ele superou todos os homens na arte de roubar e trapacear.
  • Autólico é mencionado em "On Murder Considered as One of the Fine Arts" de Thomas De Quincey.
  • Um ladrão cômico em The Winter's Tale de Shakespeare se vangloria deter o mesmo nome que Autólico.
  • Autólico aparece no livro The Game de Diana Wynne Jones como um garoto muito travesso.
  • Nas séries de televisão Hercules: The Legendary Journeys e Xena: Warrior Princess, Autólico aparece como um anti-herói cômico, retratado pelo ator cult Bruce Campbell, que tem um coração mais amável do que parece. Como o auto-proclamado "Rei dos Ladrões", ele é retratado como um ladrão de grande astúcia, mas com um ego ainda maior, o que normalmente resulta em ser pégo por Hércules. Além disso, seu guarda-roupa inclui uma túnica verde, possivelmente em referência a Robin Hood (também conhecido como ladrão, particularmente inspirado no título de um filme com Kevin Costner).
  • Autolycus é o nome de um cavalo de corrida fictício no filme The Clairvoyant de 1934, estrelado por Claude Rains.
  • Autolycus é o nome do cavalo Debbie Aldridge na série The Archers da BBC Radio 4.
  • Autolycus é o nome de uma gralha de estimação pertencente ao detetive Albert Campion nos romances de Margery Allingham.
  • Autolycus aparece no episódio "Bad Blood" da série de televisão canadense Class of the Titans interpetado por Joseph May. Ele foi contratado por Cronus para roubar a última flecha sobrevivente de Hércules.
  • Autólico foi retratado por Rufus Sewell no filme Hércules de 2014.
  • Autolycus foi o pseudônimo usado por Aldous Huxley usado ao escrever a coluna "Marginalia" na revista Athenaeum.


Referências

  1. a b c d Ovídio, Metamorfoses, Livro XI, 301-317
  2. Higino, Fabulae, CC, Quíone
  3. Ovídio, Metamorfoses, Livro XI, 318-346
  4. Homero, Odisseia, Livro XI, 84
  5. Higino, Fabulae, CCI, Autólico
Bibliografia
  • Dicionário de Mitologia Greco-Romana, 1973, Abril Cultural, São Paulo;