Crisipo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Se procura o filósofo grego, veja Crísipo de Solis.
Crisipo
Progenitores

Crisipo[1] ou Crísipo (em grego clássico: Χρύσιππος; romaniz.: Chrýsippos), na mitologia grega, era filho de Pélope e da ninfa Axíoque e meio-irmão de Atreu e Tiestes. Quando Laio de Tebas, banido por Zeto e Anfião, se refugiu com Pélope, enamorou Crisipo e raptou-o. Pélope o amaldiçoou solenemente e é essa a origem da maldição dos Labdácidas (família de Édipo). Crisipo suicidou-se de vergonha. Noutra versão, Crisipo é morto pelos seus meio-irmãos, instigados por Hipodâmia, sogra dele, que temia que seus filhos fossem esbulhados pelo intruso.[2][3]

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Grimal, Pierre (2005) [1951]. Dicionário da Mitologia Grega e Romana. Traduzido por Jabouille, Victor 5 ed. São Paulo: Bertrand Brasil 
  • Kury, Mario da Gama (2009). «Crísipo». Dicionário de Mitologia Grega e Romana 8 ed. Rio de Janeiro: Zahar. ISBN 8571101280