Lucas Mugni

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lucas Mugni
Lucas Mugni
Lucas Mugni depois de assinar com o Flamengo
Informações pessoais
Nome completo Lucas Andrés Mugni
Data de nasc. 12 de janeiro de 1992 (23 anos)
Local de nasc. Santa Fé, Argentina
Nacionalidade Argentina argentino
Altura 1,82 m
Canhoto
Apelido Mugnífico, El Genio, Luquita,
LM25
Informações profissionais
Período em atividade 2010–
Clube atual Argentina Newell's Old Boys
Número 7
Posição Meia
Clubes de juventude
2001–2010 Argentina Colón
Clubes profissionais12
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2010–2013
2014–
2015–
Argentina Colón
Brasil Flamengo
Argentina Newell's Old Boys (emp.)
0075 0000(6)
0051 0000(5)
0000 0000(0)
Seleção nacional3
2008
2011–2012
2012
Flag of Argentina.svg Argentina Sub-17
Flag of Argentina.svg Argentina Sub-20
Flag of Argentina.svg Argentina
0002 0000(0)
0001 0000(1)
0000 0000(0)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 23 de setembro de 2014.
2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 23 de setembro de 2014.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 23 de setembro de 2014.

Lucas Andrés Mugni (Santa Fé, 12 de janeiro de 1992) (23 anos) mais conhecido por Lucas Mugni, é um futebolista argentino que atua como meia e volante. Atualmente joga pelo Newell's Old Boys.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Lucas Mugni começou sua carreira no Gimnasia Citadel Club, em Santa Fé aos 5 anos. Logo ele passou a jogar no Club Atlético Colón aos nove anos de idade, onde jogou nas categorias de base até a primeira divisão.

Colón[editar | editar código-fonte]

Com 18 anos chegou ao time principal, fez sua estreia no dia 2 de maio de 2010, contra Atlético Tucumán num empate sem gols, Mugni entrou utilizando a camisa de número 40. Com a chegada do técnico Roberto Sensini o meia ganhou uma vaga no time titular devido suas boas atuações, com isso Lucas recebeu a chance de usar a camisa 10 do time argentino. Marcou seu primeiro gol no dia 25 de março de 2012 numa vitória por 3 a 0 no Independiente, em partida válida pelo Campeonato Argentino.[1]

Na Copa Sul-Americana, Lucas marcou seu primeiro gol no contexto internacional contra o Racing Club. Ainda em 2012, o jogador foi procurado pelo Santos para substituir o meia Ganso que havia sido negociado com o São Paulo, mas a negociação não andou devido aos altos valores pedido pelo time argentino. Mugni também havia despertado interesse de três grandes europeus, o Milan, a Juventus e o Atlético de Madrid.[2] O Real Madrid também enviou olheiros para acompanhar o jovem talento argentino.

Flamengo[editar | editar código-fonte]

Contratação[editar | editar código-fonte]

Depois de o Atlético Paranaense ser cogitado como provável destino, Lucas foi confirmado como o segundo reforço estrangeiro do Flamengo em 2014, numa transação de cerca de 1.250.000 dólares e 10% de uma futura venda do jogador. Mugni assinou um contrato de 4 anos com o clube do Rio de Janeiro.[3]

Início[editar | editar código-fonte]

No dia 5 de fevereiro, realizou sua estreia pelo Flamengo numa goleada por 5 a 2 contra o Boavista, ao ser substituído, Mugni saiu ovacionado pela torcida por ser um dos destaques do Rubro-Negro em campo.[4] Marcou seu primeiro gol pelo Flamengo na goleada por 5 a 3 diante da Cabofriense.[5] Em outra partida contra a Cabofriense marcou dois gols na vitória por 3 a 1.[6]

Brasileirão 2014[editar | editar código-fonte]

Na terceira rodada do Brasileirao-2014, na partida Flamengo 4 x 2 Palmeiras, Mugni entrou em campo no segundo tempo, e mudou o cenário da partida a favor do Flamengo, dando 2 passes para gol (sendo um deles um lindo toque de calcanhar).[7]

Cquote1.svg "Não que o Mugni seja espetacular, mas deu um mínimo de acerto de passes. É um jogador de lampejos, tem que dar um tempo para saber até onde irá chegar."[8] Cquote2.svg
Carlos Eduardo Mansur, comentarista do SporTV, sobre o desempenho de Mugni na partida

Em agosto de 2014, Mugni quase foi negociado com o Al Rayyan, do Catar. O Flamengo chegou a aceitar o acordo, e a contratação era dada como certa no Catar. Mugni, porém, recusou a proposta, optando por permanecer em um mercado de maior visibilidade, apostando em uma melhor sequência do time na temporada.[9]

Diante do Criciúma voltou a marcar de pênalti na vitória por 2 a 0, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro.[10] Marcou novamente na vitória por 3 a 2 diante do Coritiba.

Segundo estatísticas do GloboEsporte.com, até a 28a rodada do Brasileirão 2014, ele era o jogador que mais minutos havia atuado saindo do banco de reservas na Série A.[11] (este fato já havia acontecido, também, na 11a rodada[12] ).

2015: nova camisa e nova posição[editar | editar código-fonte]

Em 2015, a diretoria resolveu mudar a numeração de sua camisa. Ao invés da 10, Mugni passou a vestir a camisa 11[13] .

No esquema da rotatividade implantado por Vanderlei Luxemburgo em 2015, Mugni ganhou sua oportunidade e foi titular contra Friburguense e Volta Redonda, vitórias por 2 a 0 e 2 a 1, pelo Campeonato Carioca, mas novamente não convenceu os torcedores e ouviu vaias das arquibancadas[13] .

Por conta dos desempenhos não tão bons com a camisa rubro-negra até então, o técnico Vanderlei Luxemburgo começou a escala-lo, em treinos, como volante.[13] Juninho Pernambucano, em uma transmissão da Globo, já havia sugerido que seria uma boa Mugni atuar nessa posição, visto que ele possui "boa visão de jogo e um bom passe".

Cquote1.svg "Quem vem aqui todo dia percebeu que coloquei o Lucas Mugni como volante em três treinos. E ele foi muito bem. De repente dois passos para trás vai fazer muito bem para ele. Treinou muito bem."[13] Cquote2.svg
Luxemburgo, sobre escalar Mugni como volante

Sua terceira chance como titular no ano foi atuando justamente nesta nova posição. Diante do Nova Iguaçu, teve boa atuação, distribuindo bem o jogo e concluindo jogadas.

Em abril de 2015, o Atlético-PR entrou em contato com a diretoria carioca, por mais de uma vez, manifestando novamente o interesse no atleta.[14] Porém, entusiasmado com a dedicação do argentino nos treinamentos, e com a boa partida que fez diante do Salgueiro-PE, pela Copa do Brasil (novamente atuando como volante), o técnico Vanderlei Luxemburgo decidiu bancar sua permanência na Gávea[15] .

Cquote1.svg "Com a força física, a técnica que tem, o tamanho dele... Se vier de trás, organizar jogo, ver o que está acontecendo, não tenha dúvidas que vou trabalhar com ele. O torcedor não deve vê-lo mais como um 10, isso não existe. Será um segundo volante, no máximo um terceiro na linha de três. Ele gostou da ideia."[15] Cquote2.svg
Luxemburgo, sobre a adptação do atleta a nova função
Saída[editar | editar código-fonte]

Tudo indicava sua saída para o Atlético-PR, mas em 03/07/2015 Mugni aceitou a proposta do Newell's Old Boys, clube de Rosário, onde ficará - por empréstimo - até julho de 2016. O jogador tem contrato com o Fla até dezembro de 2017 . Mugni tem 51 jogos pelo Flamengo e cinco gols. Em 2015, porém, atuou 12 vezes, apenas três iniciando como titular[16] .

Seleção Argentina[editar | editar código-fonte]

Sub-17 e Sub-20[editar | editar código-fonte]

Lucas Mugni chegou a ser convocado para a Seleção Sub-17 da Argentina, mas teve uma curta passagem com apenas dois jogos disputados. Pela Seleção Argentina Sub-20, o meia disputou apenas um jogo tendo marcado um gol.

Seleção principal[editar | editar código-fonte]

Lucas chegou a ser convocado para o Superclássico das Américas de 2012, mas não jogou em nenhum dos dois jogos.[17]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Até 14 de fevereiro de 2015.

Clubes[editar | editar código-fonte]

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional[a]
Competições
continentais[b]
Outros
torneios[c]
Total
Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist.
Colón 2008–10 1 0 0 1 0 0
2010–11 5 0 0 5 0 0
2011–12 16 1 4 1 0 0 17 1 4
2012–13 32 3 1 1 0 0 4 2 1 37 5 2
2013–14 15 0 2 15 0 2
Total 69 4 7 2 0 0 4 2 1 0 0 0 75 6 8
Flamengo 2014 25 2 2 2 0 0 3 0 0 9 3 1 39 5 3
2015 1 0 0 1 0 0 0 0 0 10 0 0 12 0 0
Total 25 2 2 3 0 0 3 0 0 19 3 1 51 5 3
Total na carreira 94 6 9 5 0 0 7 2 1 19 3 1 126 11 11
Gols pelo Cólon
Assistências pelo Cólon
Gols pelo Flamengo
Assistências pelo Flamengo

Seleção Argentina[editar | editar código-fonte]

Abaixo estão listados todos e jogos e gols do futebolista pela Seleção Argentina, desde as categorias de base. Abaixo da tabela, clique em expandir para ver a lista detalhada dos jogos de acordo com a categoria selecionada.

Seleção Ano Amistoso
Jogos Gols Assistências
Argentina Argentina sub-17
2008 2 1 ?
Total 2 1  ?
Argentina Argentina sub-20
2010 1 1 ?
Total 1 1  ?
Flag of Argentina.svg Argentina
2012 0 0 0
Total 0 0 0

Títulos[editar | editar código-fonte]

Flamengo

Referências

  1. La joya Sabalera: Lucas Mugni (em português) Taringa.
  2. O jovem do Colon vem chamando a atenção de gigantes da Serie A italiana (em português) GloboEsporte.com (9 de janeiro de 2013). Visitado em 9 de janeiro de 2013.
  3. Tudo certo: Fla define a contratação de Lucas Mugni por quatro anos GloboEsporte.com. Visitado em 16 de janeiro de 2014.
  4. Com repertório vasto, Lucas Mugni agrada e é ovacionado em estreia GloboEsporte.com. Visitado em 5 de fevereiro de 2014.
  5. No ensaio para a semi, Alecsandro faz dois, e Fla bate a Cabofriense (em pt) GloboEsporte.com (23 de março de 2014). Visitado em 23 de março de 2014.
  6. Na redenção de Mugni, Fla derrota a Cabofriense e vai à final do carioca. GloboEsporte.Com. Visitado em 29 de março de 2014.
  7. globoesporte.globo.com/ Atuações: Mugni muda o jogo para o Fla, e Valdivia é melhor no Verdão
  8. sportv.globo.com/ Jornalista, sobre "brilho" de Mugni: meia argentino mudou cenário de um "jogo fraco" ao entrar no 2º tempo e foi decisivo na virada do Fla sobre o Verdão
  9. globoesporte.globo.com/ Camisa 10 do Flamengo, Lucas Mugni recusa proposta do Al Rayyan
  10. Mais uma vez brilha estrela de Luxa, e Fla bate o Criciúma por 2 a 0 GloboEsporte.com (24 de agosto de 2014).
  11. globoesporte.globo.com/ Mugni é o 12º jogador da Série A; veja o reserva mais usado em cada clube
  12. globoesporte.globo.com/ Lucas Mugni, do Flamengo, é o 12º jogador do Campeonato Brasileiro
  13. a b c d globoesporte.globo.com/ Volante? Luxa recua Mugni, que pode ter nova oportunidade no Fla-Flu
  14. globoesporte.globo.com/ Atlético-PR busca Lucas Mugni, mas Fla trava conversa até o fim do Carioca
  15. a b globoesporte.globo.com/ Mugni agrada como volante, e Luxa decreta permanência no Flamengo
  16. http://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/2015/07/volta-origens-lucas-mugni-aceita-proposta-do-newells-old-boys.html
  17. La Selección Argentina se enfrentará a Brasil

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de ArgentinaSoccer icon Este artigo sobre um futebolista argentino é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.