Mulher-Maravilha (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Mulher Maravilha (filme))
Ir para: navegação, pesquisa
Wonder Woman
Mulher-Maravilha (PT/BR)
Pôster promocional
 Estados Unidos
Inadequado para menores de 12 anos i DEJUS (Brasil)

2017 •  cor •  2h21 min 
Direção Patty Jenkins
Produção Charles Roven
Deborah Snyder
Zack Snyder
Richard Suckle
Produção executiva Geoff Johns
Jon Berg
Rebecca Steel Roven
Wesley Coller
Stephen Jones
Roteiro Allan Heinberg
História Zack Snyder
Allan Heinberg
Jason Fuchs
Baseado em Mulher-Maravilha
por William Moulton Marston
Elenco Gal Gadot
Chris Pine
Robin Wright
Danny Huston
David Thewlis
Connie Nielsen
Elena Anaya
Gênero Ação / Aventura
Fantasia
Guerra
Música Rupert Gregson-Williams[1]
Direção de fotografia Matthew Jensen
Edição Martin Walsh
Companhia(s) produtora(s) DC Films
Atlas Entertainment
Cruel and Unusual Films
Tencent Pictures
Wanda Pictures
RatPac Entertainment
Distribuição Warner Bros. Pictures
Lançamento Brasil Portugal 1 de junho de 2017
Estados Unidos 2 de junho de 2017
Idioma Inglês
Orçamento US$ 149 milhões[2]
Receita US$ 821.229.662[2]
Cronologia
Esquadrão Suicida
(2016)
Liga da Justiça
(2017)
Página no IMDb (em inglês)

Wonder Woman (no Brasil e em Portugal, Mulher-Maravilha) é um filme americano de super-herói de 2017 baseado na personagem homônima da DC Comics e distribuído pela Warner Bros. Pictures. É o quarto filme do Universo Estendido DC. O filme é dirigido por Patty Jenkins, com um roteiro de Allan Heinberg. O elenco é composto por Gal Gadot, Chris Pine, Robin Wright, Danny Huston, David Thewlis, Connie Nielsen e Elena Anaya. O filme conta a história da Princesa Diana, que cresce na ilha de Themyscira. Depois que o piloto americano Steve Trevor cai no mar da ilha e é resgatado por Diana, ele fala sobre a Primeira Guerra Mundial. Ela então deixa sua casa para tentar acabar com o conflito.

O desenvolvimento de um filme da Mulher Maravilha estava em andamento desde 1996, com o projeto passando por várias pessoas. Jenkins assinou para dirigir em 2015. As filmagens começaram no final de novembro de 2015, com filmagens ocorrendo no Reino Unido, França e Itália antes de terminar em 19 de maio de 2016, o 123º aniversário do criador da personagem, William Moulton Marston. Também ocorreram filmagens adicionais em novembro de 2016. Jenkins é a primeira mulher a dirigir um filme de super-herói com uma protagonista feminina.[3]

Mulher Maravilha estreou em Xangai em 15 de maio de 2017 e foi lançado em 3D e IMAX 3D em 02 de junho de 2017 nos Estados Unidos e 01 de junho de 2017 no Brasil. Recebeu comentários bastante positivos dos críticos, com muitos elogios a direção, atuações e trilha sonora. Uma sequência, Mulher-Maravilha 2, tem previsão de estreia para 13 de dezembro de 2019.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Esta seção contém revelações sobre o enredo.

Nos tempos atuais, após os eventos de Batman v Superman: Dawn of Justice, Diana Prince, que trabalha no Departamento de Antiguidades do Museu do Louvre,[4] recebe uma fotografia da Primeira Guerra Mundial de seu correio pela Wayne Enterprises e lembra seu passado.

Diana nasceu e cresceu na ilha escondida de Themyscira, lar da raça Amazona de mulheres guerreiras criadas pelos deuses do Monte Olimpo para proteger a humanidade contra a corrupção de Ares, o deus da guerra. No passado distante, Ares matou todos os olímpicos, mas seu pai mortalmente ferido, Zeus, o derrotou. Antes de sucumbir aos seus ferimentos, Zeus deixou as amazonas uma arma capaz de matar seu filho renegado: a "Godkiller", que Diana acredita ser uma espada cerimonial. Rainha Hipólita, a mãe e a rainha das Amazonas, de Diana, acreditam que Ares nunca mais retornará e, portanto, proíbe Diana de treinar como guerreira, mas Diana e sua tia, General Antíope, desafiam a rainha e começam a treinar em segredo. Quando as duas são descobertas pela Hipólita, a Antiope convence sua irmã para permitir que o treinamento de Diana continue.

Quando jovem, Diana resgata o capitão Steve Trevor, um piloto com as Forças Expedicionárias Americanas,[5] depois que seu avião cai fora da costa de Themyscira. A ilha logo é invadida pelo grupo de pouso de um cruzador alemão que persegue Steve. As amazonas se engajam e matam todos os marinheiros alemães, mas Antiope morre interceptando uma bala alemã para Diana. Interrogado com o Laço da Verdade, Steve revela que a Primeira Guerra Mundial está furiosa no mundo exterior e que ele é um espião aliado. Ele roubou um caderno com uma valiosa informação da cientista espanhola Isabel Maru, também conhecida como "Doutora Veneno", que está tentando engenharia de uma forma mais mortal de gás mostarda sob as ordens do general Erich Ludendorff. Acreditando que Ares é responsável pela guerra, Diana se arma com a espada cerimonial e deixa Themyscira com Steve para encontrar e destruir Ares.

Quando os dois chegam a Londres, entregam o caderno de Maru aos superiores de Steve, incluindo Sir Patrick Morgan, que está tentando negociar um armistício com a Alemanha. Diana traduz as notas de Maru e revela que os alemães planejam liberar o gás mortal na guerra. Embora proibido por seus comandantes de agir, Steve, com o financiamento secreto de Sir Patrick, recruta espião Sameer, o ator Charlie e o contrabandista Chief para ajudar ele e Diana a se infiltrar em linhas inimigas e evitar que o gás seja liberado. Quando a equipe atinge a Frente Ocidental na Bélgica, eles são interrompidos por metralhadoras inimigas, mas Diana sai sozinha no meio da Terra de ninguém e reúne as forças aliadas por trás dela para libertar a aldeia de Veld. A equipe comemora e tira a fotografia do grupo vista no início do filme. Mais tarde naquela noite, Diana e Steve compartilharam um beijo e fica implícito que passaram a noite juntos.

A equipe descobre que uma gala será realizada no Alto Comando Alemão. Steve se infiltra na festa, com a intenção de localizar o gás mostarda e destruí-lo. Diana, no entanto, acredita que Ludendorff é Ares e quer matá-lo para acabar com a guerra. Steve a impede de evitar soprar a capa e comprometer a missão. Ludendorff desencadeia o gás mostarda em Veld, matando todos os seus habitantes. Diana culpa Steve por intervir e persegue o general a uma base militar onde o gás está sendo carregado em um bombardeiro para Londres. Diana luta e mata Ludendorff, que é fisicamente aprimorado por outro dos gases da Dr. Maru, mas fica abatida quando sua morte não para a guerra.

Sir Patrick aparece e revela que ele é realmente Ares. Ele diz a Diana que, embora tenha sutilmente dado ideias e inspirações humanas, a decisão da humanidade é a causa da guerra e da violência. Depois de destruir a espada cerimonial, Ares revela que Diana é a verdadeira "Godkiller": ela é filha de Zeus e Hipólita. Ares tenta convencer Diana de que a humanidade é intrinsecamente corrupta e que ela deve ajudá-lo a destruir a humanidade para restaurar o paraíso na Terra. Enquanto a batalha e o resto da equipe de Steve destroem o laboratório da Dr. Maru, Steve se sacrifica pilotando o bombardeiro transportando o gás para uma altitude segura, resultando em uma explosão ardente no Céu para evitar que o gás atinja seu destino. Ares tenta aproveitar a fúria de Diana da morte de Steve, convencendo-a de matar uma desamparada Dr. Maru, mas as lembranças de Diana de Steve a inspiraram que os humanos são bons dentro deles e ela poupa Maru por misericórdia antes de dominar e destruir Ares. De volta a Londres, a nação celebra o fim da guerra.

Nos tempos atuais, Diana envia um e-mail para Bruce Wayne agradecendo pela foto e reafirma sua missão para proteger toda a vida como Mulher Maravilha.

Elenco e personagens[editar | editar código-fonte]

  • Gal Gadot como Diana Prince / Mulher-Maravilha: Uma imortal princesa guerreira amazona, filha de Hipólita e Zeus.[6] Gadot descreveu sua personagem como tendo "muitos pontos fortes e poderes, mas no final do dia ela é uma mulher com muita inteligência emocional."[7] Quanto à forma como seu personagem seria diferente da sua aparição em Batman v Superman: Dawn of Justice, Gadot disse: "Nós voltamos 100 anos para quando ela é mais ingênua", explicando ainda: "Ela é essa jovem idealista. A mulher experiente, super-confiante, crescida que você já viu."[8] Gadot praticou artes marciais diferentes e ganhou 17 quilos de músculo para o papel.[9][10] Élodie Yung e Olga Kurylenko também fizeram teste para o papel.[11] Gadot assinou um contrato de três filmes e estreou em Batman v Superman.[12] Lilly Aspel interpreta Diana com 8 anos,[13] enquanto Emily Carey interpreta Diana com 12 anos.[14][15]
  • Eugene Brave Rock como Chefe: Um contrabandista nativo americano que negocia com os dois lados da guerra e sabe como levar as pessoas pelas linhas de frente.[28]

Amazonas adicionais incluem Mayling Ng, Florença Kasumba, Madeleine Vall e a boxeadora Ann Wolfe como Orana, Senadora Acantha, Egeria e Artemis, respectivamente.[30][31][32][33][34][35] A modelo holandêsa Doutzen Kroes interpreta a Amazona Venelia.[36][37] Samantha Jo, que anteriormente interpretou a Kryptoniana Car-Vex em Man of Steel, interpreta a Amazona Euboea.[38]

Produção[editar | editar código-fonte]

Primeiras tentativas[editar | editar código-fonte]

O desenvolvimento de um filme da Mulher Maravilha iniciou em 1996, com Ivan Reitman como produtor e possível diretor.[39] Três anos depois, o projeto foi anexado a Jon Cohen, que estava adaptando Mulher Maravilha para o produtor Joel Silver e a Warner Bros., com a esperança de que Sandra Bullock iria estrelar.[40] Silver se aproximou de Todd Alcott dois anos depois para escrever o roteiro, com Silver Pictures patrocinando o projeto.[41] Os primeiros rumores ligaram atrizes como Angelina Jolie, Beyoncé Knowles, Bullock, Rachel Bilson, Nadia Bjorlin, Megan Fox, Eliza Dushku e Catherine Zeta-Jones ao papel de Mulher Maravilha.[42] Leonard Goldberg, falando em uma entrevista de maio de 2001, nomeou Bullock como uma forte candidata para o projeto.[43] Bullock afirmou que ela foi abordada para o papel, enquanto a lutadora Chyna manifestou interesse. Lucy Lawless de Xena: Warrior Princess indicou que estaria mais interessada se a Mulher Maravilha fosse retratada como uma "heroína falha" mais interessante.[44] O roteiro passou então por vários rascunhos escritos por Alcott, Cohen, Becky Johnston e Philip Levens[45] e em agosto de 2003, Levens foi substituído pelo roteirista Laeta Kalogridis.[46]

Em março de 2005, a Warner Bros. e a Silver Pictures anunciaram que Joss Whedon escreveria e dirigiria a adaptação cinematográfica da Mulher Maravilha.[47] Desde que Whedon estava dirigindo Serenity na época, e precisava de tempo para pesquisar a história de fundo da Mulher Maravilha, ele não começou o roteiro até o final de 2005.[48][49][50] Enquanto Whedon declarou em maio de 2005 que não escalaria uma atriz até que ele terminasse o roteiro,[51] Charisma Carpenter,[52] Morena Baccarin[53] e Priyanka Chopra estavam em conversas para interpretar a Mulher Maravilha no filme de Whedon.[54] Depois de quase dois anos, no entanto, Whedon não tinha escrito um roteiro completo,[55] e em 2007 deixou o projeto.[56]

Um dia antes da partida de Whedon de Mulher Maravilha, a Warner Bros. e a Silver Pictures compraram um spec script escrito por Matthew Jennison e Brent Strickland. Ambientado durante a Segunda Guerra Mundial, o roteiro impressionou executivos da Silver Pictures.[56] No entanto, Silver afirmou que comprou o roteiro porque não queria que os direitos revertessem; embora admitindo que o roteiro teve boas idéias, Silver não queria que Mulher Marvilha fosse um filme de época.[57] Em abril de 2008, Silver contratou Jennison e Strickland para escrever um novo roteiro definido na época contemporânea que não retrataria a origem da Mulher Maravilha, mas exploraria a história da Ilha do Paraíso.[58]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Em 2010, a Warner Bros. afirmou que o filme estava em desenvolvimento, juntamente com filmes baseados nos super-heróis da DC Comics, Flash e Aquaman.[59] Com o lançamento de Man of Steel em junho de 2013, foi dito que tanto Mulher Maravilha quanto Aquaman ainda estavam nos planos da Warner.[60] A chefe da DC Entertainment, Diane Nelson, disse que Mulher Maravilha "tem sido uma das três prioridades da DC e da Warner Bros. Ainda estamos tentando agora, mas ela é complicada [de adaptar]."[61] Em 5 de outubro de 2013, o presidente da WB, Kevin Tsujihara, disse que queria levar a Mulher Maravilha para o cinema ou para a TV.[62] Pouco depois, Paul Feig disse que havia sugerido ao estúdio uma ideia para Mulher Maravilha como um filme de ação e comédia.[63][64] A Waner então começou a procurar diretoras para dirigir o filme;[65] o estúdio tinha Kathryn Bigelow, Catherine Hardwicke, Mimi Leder, Karyn Kusama, Julie Taymor, Michelle MacLaren e Tricia Brook na lista de possíveis diretoras.[66] Em novembro de 2014, Michelle MacLaren foi escolhida como diretora e também cuidaria do roteiro em parceria com outros escritores.[67] Em dezembro, MacLaren disse que a Warner Bros ainda não havia dado o sinal verde oficial para a produção e que não havia nenhum roteiro ou data de lançamento.[68] Ela eventualmente deixou a direção devido a diferenças criativas.[69][70] Segundo o Badass Digest, MacLaren e o estúdio tiveram muitas discórdias – incluindo em que período o filme seria situado. Tendo uma visão bem particular do projeto, uma das ideias de MacLaren era de que Diana tivesse como companheiro um tigre místico falante.[71]

Em abril de 2015, Patty Jenkins aceitou a oferta de dirigir Mulher Maravilha,[72] com um roteiro de Allan Heinberg e uma história co-escrita por Heinberg & Zack Snyder e Jason Fuchs.[73] Desta versão, a protagonista Gal Gadot disse:

Durante muito tempo, as pessoas não sabiam como abordar essa história. Quando Patty e eu tivemos nossas conversas criativas sobre a personagem, percebemos que Diana poderia ainda ser uma mulher normal. Uma mulher com valores muito elevados, mas ainda uma mulher. Ela pode ser sensível. Ela é inteligente e independente emocionalmente. Ela pode estar confusa. Ela pode perder sua confiança ou não. Ela é tudo. Ela tem um coração humano.[74]

O roteiro altera as origens originais dos quadrinhos da Mulher Maravilha dentro do contexto da Segunda Guerra Mundial, movendo-a para a década de 1910 e a Primeira Guerra Mundial.[75] Quanto ao desenvolvimento da história, Jenkins credita as histórias do criador da personagem William Moulton Marston na década de 1940 e das histórias seminais de George Perez na década de 1980, nas quais ele modernizou a personagem.[76] Além disso, o filme também segue as mudanças da origem da DC Comics nos Novos 52, onde Diana é a filha de Zeus, ao invés de uma figura criada a partir de argila pelos deuses.[6] Jenkins citou o longa-metragem Superman, de 1978, dirigido por Richard Donner e estrelado por Christopher Reeve, como uma inspiração. "Aquele filme mostra para você qual a sensação de ter grandes poderes e a capacidade de fazer grandes coisas com eles. É um filme cheio de amor e emoção."[77]

Filmagens[editar | editar código-fonte]

A produção começou em 21 de novembro de 2015,[78][79] sob o título de produção Nightingale.[80][81] Entre as locações do filme estão a Estação de King's Cross e a Trafalgar Square em Londres, com várias atrações no Sul da Itália, como o Sassi di Matera, Castel del Monte, Palinuro e Camerota.[82][83] Matthew Jensen foi o diretor de fotografia,[84] filmando no Reino Unido, França e Itália.[85] A produção em Londres terminou em 13 de março de 2016.[86] Em 20 de março de 2016, as filmagens estavam em andamento na Itália. No final de abril, as filmagens aconteceram no Museu do Louvre, onde um caminhão da Wayne Enterprises foi visto ao lado de Gadot.[87] A produção terminou no dia 9 de maio de 2016. Patty Jenkins e o diretor de fotografia Matt Jensen revelaram que o visual do filme foi inspirado pelo pintor John Singer Sargent.[88] Refilmagens ocorreram em novembro de 2016, enquanto Gal Gadot estava grávida de cinco meses. Um pano verde foi colocado sobre seu estômago para editar sua gravidez durante a pós-produção.[89]

Pós-produção[editar | editar código-fonte]

Bill Westenhofer é o supervisor de efeitos visuais[90]e Martin Walsh é o editor.[84]

Música[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Wonder Woman (trilha sonora)

Em 3 de novembro de 2016, Rupert Gregson-Williams foi contratado para escrever e compor a música do filme.[91][92] Ele é acompanhado por Tom Howe,[93] Paul Mounsey,[94] e Andrew Kawczynski[95] que fornecem música adicional. A trilha sonora é lançada no mesmo dia do filme em CD, digital e vinil.[96]

A cantora australiana Sia escreveu uma canção para o filme, intitulada "To Be Human", com o músico inglês Labrinth, que também está na trilha sonora.[97]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Mulher Maravilha realizou sua estreia mundial em Xangai em 15 de maio de 2017.[98] Em 31 de maio, Mulher Maravilha foi banido no Líbano, pelo Ministro da Economia, por ter a protagonista representada por uma atriz israelita, Gal Gadot, que possui treinamento militar e foi Miss Israel.[99]

Marketing[editar | editar código-fonte]

O sucesso da série de televisão Supergirl influenciou a estratégia de marketing usada para Mulher Maravilha.[100] De acordo com Kristen O'Hara, diretora do departamento de marketing da Time Warner, eles quiseram aproximar a campanha de marketing de Mulher Maravilha em uma maneira semelhante à de Supergirl na televisão. O'Hara explicou que a campanha modesta que eles fizeram para Supergirl ajudou no estabelecimento de uma grande fanbase feminina bem antes da série, que teria gerado 5 milhões de garotas fãs de super-heróis em uma semana.[100] Eles foram capazes de modelar e aumentar essa audiência nos 15 meses seguintes até o lançamento de Mulher Maravilha.[100] Embora nem o filme ou a série são destinados apenas ao público feminino, a campanha deste último deu-lhes a primeira oportunidade de começar a recolher dados sobre os fãs de super-heróis do sexo feminino.[100] Em maio de 2017, um comercial promovendo Mulher-Maravilha foi lançado durante o final de temporada de Supergirl, na The CW, com um remix da música "These Boots Are Made for Walkin'" e Supergirl (Melissa Benoist) usando as botas da Mulher Maravilha.[101] A promo incluiu uma aparição de Lynda Carter, estrela de Mulher-Maravilha dos anos 70, que interpreta a Presidente dos Estados Unidos em Supergirl.[101]

O site de venda de ingressos Fandango informou que Mulher-Maravilha completou a etapa final de sua campanha de marketing como o mais esperado blockbuster do verão de 2017, de acordo com uma pesquisa realizada por 10.000 eleitores, a maior pesquisa na história da empresa.[102]

Em maio de 2016, Danica Patrick, motorista da NASCAR, dirigiu seu carro número 10 com um esquema de pintura de Mulher Maravilha no Go Bowling 400 no Kansas Speedway e no Monster Energy Open em Charlotte.[103]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

O filme faturou US$ 11 milhões nas pré-estreias dos Estados Unidos.[104] Mulher-Maravilha faturou mudialmente R$ 223 milhões se tornando a maior estreia de um filme dirigido por uma mulher. Continuou batendo recordes nas próximas semanas. O longa de Patty Jenkins se tornou a maior bilheteria no mundo de um filme com atores dirigido por uma mulher, com US$ 652,9 milhões, superando "Mamma Mia!" que detinha o recorde com 608 milhões desde 2008.

Crítica[editar | editar código-fonte]

Mulher Maravilha recebeu críticas bastante positivas. O Rotten Tomatoes reporta 92% de aprovação, baseado em uma amostra de 295 análises com uma nota média de 7,6/10. O consenso da crítica no site diz: "Emocionante, sincero e animado pelo desempenho carismático de Gal Gadot, Mulher Maravilha é um sucesso de forma espetacular."[105] No Metacritic, o filme tem uma pontuação de 76/100, com base em 50 análises, indicando "críticas geralmente favoráveis".[106]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Prêmio Categoria Indicação Resultado Referência
Golden Trailer Awards Best of Show Mulher Maravilha Venceu [107]
Best Fantasy / Adventure Venceu
Best Summer 2017 Blockbuster Poster Venceu
Teen Choice Awards Choice Action Movie Venceu [108]
[109]
Choice Action Movie Actor Chris Pine Venceu
Choice Action Movie Actress Gal Gadot Venceu
Choice Movie Ship Gal Gadot & Chris Pine Indicado
Choice Liplock Chris Pine & Gal Gadot Indicado
Choice Summer Movie Mulher Maravilha Indicado
Choice Summer Movie Actor Chris Pine Indicado
Choice Summer Movie Actress Gal Gadot Indicado

Sequência[editar | editar código-fonte]

Na Comic-Con de 2017 foi anunciado no painel da Warner Bros. que Mulher-Maravilha ganhará uma sequência com Patty Jenkins novamente como diretora em uma data não confirmada mais provavelmente assumirá uma das misteriosas agendadas pela Warner nos últimos dias. Como em estratégia que deu certo não se mexe, são grandes as chances do filme chegar aos cinemas em 5 de junho de 2020 - a alternativa é 14 de fevereiro.[110]

Segundo rumores, a sequência terá os Estados Unidos como principal cenário e irá acompanhar Diana Prince (Gal Gadot) no fim da década de 1980, confrontando a União Soviética pelo fim da Guerra Fria.[111]

Referências

  1. «Exclusive: Stream Track From Rupert Gregson-Williams' 'Hacksaw Ridge' Score, Composer Talks 'Wonder Woman,' Mel Gibson, More» (em inglês). The Playlist. Consultado em 3 de novembro de 2016 
  2. a b «Wonder Woman (2017) no Box Office». Box Office Mojo (em inglês). Consultado em 13 de outubro de 2017 
  3. «Athena Film Festival's Melissa Silverstein: 'It's About Trusting the Vision of Women'». Variety (em inglês). Consultado em 26 de maio de 2016. Cópia arquivada em 9 de outubro de 2016 
  4. Holder, Nancy (2017). Wonder Woman: The Official Movie Novelization. [S.l.]: Titan Books. p. 13. ISBN 978-1785653780 
  5. Holder, Nancy (2017). Wonder Woman: The Official Movie Novelization. [S.l.]: Titan Books. p. 64. ISBN 978-1785653780 
  6. a b McBeth, Susie (14 de outubro de 2014). «Batman vs Superman: Wonder Woman's origin revealed for Dawn of Justice film». Metro (em inglês). Consultado em 15 de outubro de 2014 
  7. Coggan, Devan (7 de março de 2016). «Gal Gadot: Wonder Woman 'not there because of a love story' in Batman v Superman». Entertainment Weekly (em inglês). Consultado em 22 de maio de 2017 
  8. Russell, Scarlett (8 de abril de 2016). «Wonder Woman star Gal Gadot says that her solo movie has 'moments of humour'». Digital Spy (em inglês). Consultado em 8 de abril de 2016 
  9. Wayne, Teddy (22 de julho de 2015). «Gal Gadot». Interview (em inglês). Consultado em 22 de julho de 2015 
  10. Ryder, Taryn (18 de março de 2016). «How Gal Gadot Transformed Her Body to Play Wonder Woman» (em inglês). Yahoo!. Consultado em 18 de março de 2016 
  11. Kroll, Justin (7 de novembro de 2013). «New Actresses Test for 'Batman vs. Superman'…as Wonder Woman? (EXCLUSIVE)». Variety (em inglês). Consultado em 2 de dezembro de 2013 
  12. Kroll, Justin (23 de janeiro de 2014). «'Wonder Woman' Gal Gadot Signs Three-Picture Deal with Warner Bros.». Variety (em inglês). Consultado em 23 de janeiro de 2014 
  13. Outlaw, Kofi (9 de maio de 2017). «Wonder Woman: Young Diana Finds Her Power» (em inglês). ComicBook.com. Consultado em 3 de junho de 2017 
  14. «Emily Carey Actress». Emilycarey.co.uk. Consultado em 4 de fevereiro de 2017 
  15. Arelis (10 de abril de 2016). «Emily Carey to Play Young Diana in Wonder Woman?» (em inglês). DC Comis Movie. Consultado em 4 de fevereiro de 2017 
  16. a b Sneider, Jeff (28 de julho de 2015). «Chris Pine Closes Deal to Star Opposite Gal Gadot in 'Wonder Woman' (Exclusive)» (em inglês). TheWrap. Consultado em 28 de julho de 2015 
  17. Galuppo, Mia (23 de julho de 2016). «Comic-Con: 'Wonder Woman' Debuts First Trailer». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 23 de julho de 2016 
  18. Slotek, Jim (13 de janeiro de 2016). «Chris Pine talks 'Wonder Woman,' 'Finest Hours'». Toronto Sun. Consultado em 13 de janeiro de 2016 
  19. a b Sperling, Nicole (24 de março de 2016). «Wonder Woman exclusive: Meet the warrior women training Diana Prince». Entertainment Weekly (em inglês). Consultado em 24 de março de 2016 
  20. Kroll, Justin (15 de janeiro de 2016). «'Wonder Woman' Casts Superhero's Mother». Variety (em inglês). Consultado em 15 de janeiro de 2016 
  21. Schaefer, Sandy (15 de junho de 2011). «Connie Nielsen & Harry Lennix Rumored For Man of Steel» (em inglês). Screen Rant. Consultado em 4 de agosto de 2011 
  22. «Harry Potter Star To Play Ares In 'Wonder Woman' — First Look Reveals Comic Book Accurate Villain» (em inglês). Movie Pilot. 21 de fevereiro de 2017 
  23. «Wonder Woman': Who Is Really Playing the Villain Ares?». Slash Film. 6 de março de 2017. Consultado em 14 de março de 2017 
  24. Perry, Spencer. «How Ares Factors Into the Wonder Woman Movie» (em inglês). ComingSoon.net 
  25. Gonzalez, Umberto (11 de setembro de 2015). «HOT RUMOR: Sean Bean & Eva Green Eyed For Villain Roles In 'Wonder Woman'». Heroic Hollywood (em inglês). Consultado em 3 de novembro de 2015 
  26. a b O'Hara, Helen (Abril de 2017). «Alpha Female». Empire. pp. 60–67 
  27. «Production Begins on Warner Bros. Pictures' Wonder Woman Feature Film». Business Wire (em inglês). 21 de novembro de 2015. Consultado em 21 de novembro de 2015 
  28. Volmers, Eric (6 de agosto de 2016). «Eugene Brave Rock, actor from Kainai First Nation, to appear in DC's Wonder Woman» (em inglês). Calgary Herald. Consultado em 26 de fevereiro de 2017 
  29. Amaya, Eric (21 de fevereiro de 2016). «Etta Candy Spotted In Wonder Woman Set Photos». Bleeding Cool (em inglês). Consultado em 21 de fevereiro de 2016 
  30. «Mayling Ng Confirms Her Role as Orana in Wonder Woman – DC Comics Movies» (em inglês). DC Comics Movie. 8 de maio de 2016 
  31. «Florence Kasumba to Play Senator Acantha in Wonder Woman – DC Comics Movies». DC Comics Movie. 16 de maio de 2016 
  32. «Instagram». Instagram. 12 de maio de 2016. Consultado em 31 de julho de 2016 
  33. «Instagram». Instagram. 13 de maio de 2016. Consultado em 31 de julho de 2016 
  34. Burlingame, Russ (15 de maio de 2016). «Madeleine Vall Confirms She's Playing Amazon Warrior Egeria in Wonder Woman» (em inglês). DC Comics Movie 
  35. «Ann Wolfe Confirmed As Artemis». MSN.com. 13 de março de 2017. Consultado em 13 de março de 2017 
  36. Jayson, Jay. «Dutch Supermodel Doutzen Kroes Cast In Wonder Woman Movie» (em inglês). Comic Book. Consultado em 19 de abril de 2016 
  37. Burlingame, Russ (20 de abril de 2016). «Wonder Woman Behind-the-Scenes Photos Confirm Ann Wolfe and A Tiger To Appear» (em inglês). DC Comics Movie 
  38. Arelis (12 de junho de 2016). «Samantha Jo is Euboea in Wonder Woman» (em inglês). DC Comics Movie 
  39. Ty Bur (19 de abril de 1996). «Comic movies». Entertainment Weekly (em inglês). Consultado em 20 de janeiro de 2016 
  40. Fleming, Michael (28 de outubro de 1999). «Hoffman on the 'Radio'; Col deal for Cohen». Variety (em inglês) 
  41. Linder, Brian (24 de janeiro de 2001). «Wonder Woman Scribe Chosen» (em inglês). IGN 
  42. Stuever, Hank (18 de abril de 2001). «Wonder Woman's Powers». The Washington Post (em inglês). Consultado em 1 de agosto de 2006 
  43. Linder, Brian (3 de maio de 2001). «Estrogen Explosion» (em inglês). IGN. Consultado em 1 de agosto de 2006 
  44. Keck, William (14 de maio de 2001). «Wonder Girls». Entertainment Weekly (em inglês). Consultado em 14 de outubro de 2007 
  45. Worley, Rob (6 de maio de 2003). «Wonder Woman Scribe» (em inglês). Comic Book Resources. Consultado em 1 de agosto de 2006 
  46. Worley, Rob (12 de agosto de 2003). «Wonder Woman» (em inglês). Comic Book Resources. Consultado em 1 de agosto de 2006 
  47. «Silver Pictures and Warner Bros. Pictures Sign Joss Whedon to Write & Direct DC Comics' Wonder Woman» (em inglês). Warner Bros. 17 de março de 2005 
  48. Kozak, Jim (2005). «Serenity Now!». In Focus (em inglês). Internet Archive. Consultado em 28 de setembro de 2007. Cópia arquivada em 28 de setembro de 2007 
  49. «SDCC - Wonder Woman Update» (em inglês). The Kingdom. 22 de julho de 2006. Consultado em 22 de julho de 2006 
  50. «Aussie Wonder Woman». The Age (em inglês). Australian Associated Press. 11 de maio de 2005. Consultado em 1 de agosto de 2006 
  51. Collura, Scott (20 de maio de 2005). «Whedon Talking Wonder» (em inglês). Now Playing. Consultado em 7 de agosto de 2006 
  52. Mitovitch, Matt (6 de setembro de 2006). «Mars Bombshell Is Still Wonder-ing». TV Guide (em inglês). Consultado em 6 de setembro de 2006 
  53. Murray, Rebecca. «Morena Baccarin on "Serenity," Joss Whedon, and "Wonder Woman (em inglês). About.com. Consultado em 1 de agosto de 2006 
  54. metrowebukmetro (6 dezembro de 2006). «Priyanka to play Wonder Woman?». Metro (em inglês) 
  55. Whedon, Joss (2 de fevereiro de 2007). «Satin Tights No Longer» (em inglês). Whedonesque. Consultado em 2 de fevereiro de 2007 
  56. a b Siegel, Tatiana; Borys Kit (1 de fevereiro de 2007). «Another 'Wonder Woman' for WB». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 2 de abril de 2006 
  57. Ryan Rotten, Edward Douglas (25 de março de 2007). «Joel Silver's Wonder Woman Update» (em inglês). SuperHeroHype.com. Consultado em 24 de março de 2007 
  58. Sanchez, Stephanie (18 de abril de 2008). «Wonder Woman Still in Development says Joel Silver» (em inglês). IESB. Consultado em 18 de abril de 2008. Cópia arquivada em 20 de abril de 2008 
  59. Szalai, Georg (27 de maio de 2010). «Warner Bros. sets 'Sherlock' sequel date; 'Flash' close to greenlight» (em inglês). Heatvisionblog.com. Cópia arquivada em 18 de junho de 2010 
  60. Shaw, Lucas; Lang, Brent (22 de junho de 2013). «Why 'Man of Steel' Holds the Key to Warner Bros.' Future Franchises» (em inglês). The Wrap. Consultado em 28 de abril de 2017. Cópia arquivada em 3 de fevereiro de 2017 
  61. Kit, Borys (17 de julho de 2013). «DC Entertainment Chief Reveals What's Next for Superman, Wonder Woman and 5 Superheroes Who Deserve Movies (Q&A)». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 23 de maio de 2017 
  62. Handel, Jonathan (10 de maio de 2013). «Warner Bros.' Kevin Tsujihara Talks 'Gravity,' J.K. Rowling and Tentpole Strategy». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 23 de maio de 2017 
  63. «Bridesmaids and The Heat Director Paul Feig Pitched a Wonder Woman Movie to Warner Bros.». IGN (em inglês). Consultado em 23 de maio de 2017 
  64. Trumbore, Dave (21 de março de 2016). «How Powerful Will Wonder Woman Be in 'Batman v Superman'?» (em inglês). Collider. Consultado em 23 de maio de 2017 
  65. Kilday, Gregg; Kit, Borys (23 de outubro de 2014). «29 Superhero Movies Through 2020: A Breakdown of What's Coming». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 23 de outubro de 2014 
  66. Hudges, Mark (24 de outubro de 2014). «Warner Bros. Sets Sights On Female Directors For 'Wonder Woman'» (em inglês). Forbes. Consultado em 24 de outubro de 2014 
  67. Diniz, Aline (24 de novembro de 2014). «Mulher-Maravilha | Michelle MacLaren dirigirá o filme da heroína». Omelete. Consultado em 5 de março de 2017 
  68. Zoller Seitz, Matt (21 de dezembro de 2014). «The Other Wonder Woman: Michelle MacLaren Is the Best Director on TV». Vulture (em inglês). Consultado em 6 de maio de 2017 
  69. Kit, Borys (13 de abril de 2015). «'Wonder Woman' Movie Loses Director Michelle MacLaren (Exclusive)». The Hollywood Reporter (em inglês). Cópia arquivada em 31 de março de 2017 
  70. Zuliani, André (13 de abril de 2015). «Mulher-Maravilha | Michelle MacLaren não é mais a diretora do filme». Omelete. Consultado em 5 de março de 2017 
  71. «Michelle MacLaren Leaves WONDER WOMAN» (em inglês). 13 de abril de 2015. Consultado em 23 de maio de 2017 
  72. Zuliani, André (15 de abril de 2015). «Mulher-Maravilha | Ex-diretora de Thor: O Mundo Sombrio assume o filme». Omelete. Consultado em 5 de março de 2017 
  73. «Wonder Woman – Official Movie Site» (em inglês) 
  74. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome ew16
  75. Jost, Elise. «Why Placing 'Wonder Woman' In World War I Could Work Wonders» (em inglês). Movie Pilot. Consultado em 8 de novembro de 2016 
  76. Welch, Alex. «Wonder Woman Director Reveals Comic Book Influences» (em inglês). ScreenRant. Consultado em 7 de junho de 2017 
  77. Lang, Brent (12 de outubro de 2016). «'Wonder Woman' Producer, Director Promise Film Will Be More 'Optimistic' Than 'Batman v Superman'» (em inglês). Variety. Consultado em 24 de maio de 2017 
  78. Roach, Araceli (13 de novembro de 2015). «Wonder Woman: First Look at Chris Pine as Steve Trevor» (em inglês). Screen Rant. Consultado em 14 de novembro de 2015 
  79. Lowe, Kinsey (21 de novembro de 2015). «Gal Gadot Tweets 'Wonder Woman' Photo, Signals Filming Is "Underway"». Deadline.com (em inglês). Consultado em 22 de novembro de 2016 
  80. «Production Weekly – Issue 960 – Thursday, August 27, 2015 / 211 Listings – 44 Pages». Production Weekly (em inglês). Consultado em 1 de setembro de 2015 
  81. Perry, Spencer (10 de setembro de 2015). «Wonder Woman Movie to Begin Production in November» (em inglês). ComingSoon.net. Consultado em 13 de setembro de 2015 
  82. Deehan, Tom (16 de fevereiro de 2016). «Wonder Woman to film in multiple Italian locations» (em inglês). Thelocationguide.com. Consultado em 13 de setembro de 2016 
  83. «Wonder Woman Filming in Palinuro and Camerota, Italy on March 24th» (em inglês). DC Comics Movie. 28 de março de 2016. Consultado em 13 de setembro de 2016 
  84. a b «'Wonder Woman': First Official Image, Full Cast Revealed'» (em inglês). Collider. 21 de novembro de 2015. Consultado em 21 de novembro de 2015 
  85. Lowe, Kinsey (21 de novembro de 2015). «Gal Gadot Tweets 'Wonder Woman' Photo, Signals That Filming Is "Underway"» (em inglês). Deadline.com. Consultado em 22 de novembro de 2015 
  86. Varma, Arjun (14 de março de 2016). «Wonder Woman officially wraps filming in London; will first trailer release at 2016 Comic Con?». International Business Times (em inglês). Consultado em 15 de março de 2016 
  87. Begley, Chris (28 de abril de 2016). «Is Gal Gadot headed to Gotham in 'Wonder Woman'?». Batman-News.com (em inglês) 
  88. Armitage, Hugh (6 de maio de 2017). «Wonder Woman movie's look was inspired by someone very surprising». Digital Spy (em inglês). Consultado em 10 de maio de 2017 
  89. Sperling, Nicole (25 de abril de 2017). «Gal Gadot did reshoots for Wonder Woman while pregnant». Entertainment Weekly (em inglês). Consultado em 10 de maio de 2017 
  90. «Gersh, CEC, WPA Book Clients». Variety (em inglês). 7 de agosto de 2015 
  91. «Wonder Woman Gets Hacksaw Ridge Composer». Screen Rant (em inglês). 3 de novembro de 2016. Consultado em 28 de abril de 2017 
  92. Wilson, Lena. «Wonder Woman Gets Hacksaw Ridge Composer» (em inglês). Screen Rant. Consultado em 4 de novembro de 2016 
  93. «Credits: Tom Howe». tomhowe.co.uk. Consultado em 25 de março de 2017 
  94. «Credits: Paul Mounsey». hans-zimmer.com. Consultado em 2 de maio de 2017 
  95. «Credits: Andrew Kawczynski». hans-zimmer.com. Consultado em 19 de maio de 2017 
  96. «Rupert Gregson-Williams». @RupertGWilliams on Twitter. Consultado em 19 de maio de 2017 
  97. «Sia's New Track, 'To Be Human,' Featured on 'Wonder Woman' Soundtrack» (em inglês). radio.com. 11 de maio de 2017. Consultado em 23 de maio de 2017 
  98. Stamell, Demeter (15 de maio de 2017). «Slim Gal Gadot shows off her postbaby body in a plunging dress as she joins Chris Pine at Wonder Woman premiere in Shanghai». Daily Mail (em inglês). Consultado em 20 de maio de 2017 
  99. Bearak, Max (1 de junho de 2017). «Lebanon bans 'Wonder Woman' in protest against Israeli actress Gal Gadot». The Washington Post (em inglês). Consultado em 2 de junho de 2017 
  100. a b c d Mueller, Matthew (27 de abril de 2017). «How Supergirl Influenced Wonder Woman's Marketing». Comicbook.com (em inglês). Consultado em 3 de maio de 2017 
  101. a b Rubin, Rebecca (23 de maio de 2017). «'Supergirl' Cast Unites to Promote 'Wonder Woman' Film». Variety (em inglês). Consultado em 29 de maio de 2017 
  102. Gettell, Oliver (23 de maio de 2017). «Wonder Woman tops Fandango survey of most anticipated summer movies». Entertainment Weekly (em inglês). Consultado em 24 de maio de 2017. Cópia arquivada em 24 de maio de 2017 
  103. Maine, D'Arcy (27 de abril de 2017). «Danica Patrick will have a 'Wonder Woman' paint scheme for two races» (em inglês). ESPN. Consultado em 27 de abril de 2017 
  104. «'Wonder Woman' Prevails On Thursday With $11M; Best Preview Night For A Movie By Female Director». Deadline.com (em inglês). 2 de junho de 2017 
  105. «Wonder Woman (2017)». Rotten Tomatoes. Consultado em 30 de maio de 2017 
  106. «Wonder Woman Reviews». Metacritic. Consultado em 30 de maio de 2017 
  107. Dave McNary (6 de junho de 2017). «'Wonder Woman' Wins Top Prize at Golden Trailer Awards». Variety. Consultado em 7 de junho de 2017 
  108. Ella Ceron (19 de junho de 2017). «Teen Choice Awards 2017: See the First Wave of Nominations». Teen Vogue. Consultado em 6 de julho de 2017 
  109. Keisha Hatchett (12 de julho de 2017). «Teen Choice Awards Reveals Full List of Nominees». TV Guide. Consultado em 12 de julho de 2017 
  110. AdoroCinema. «Comic-Con 2017: Mulher-Maravilha 2 é oficialmente confirmado». AdoroCinema 
  111. AdoroCinema. «Comic-Con 2017: Mulher-Maravilha 2 é oficialmente confirmado». AdoroCinema 

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]