Área 51

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Aeroporto Homey
Aeroporto
Área 51
ICAO: KXTA
Características
Tipo Base militar
Administração Força Aérea dos Estados Unidos
Localização Estados Unidos Condado de Lincoln, Nevada
Coordenadas 37° 14' 06" N 115° 48' 40" O
Altitude 1 360 m (4 462 ft)
Mapa
KXTA está localizado em: Nevada
KXTA
Pistas
Cabeceira(s) Comprimento Superfície
14L/32R 3 658 m (12 001 ft) Asfalto

A instalação da Força Aérea dos Estados Unidos conhecida geralmente como a Área 51 é um destacamento remoto da Base Aérea de Edwards, dentro da Área de Teste e Treinamento de Nevada. De acordo com a Agência Central de Inteligência (CIA), os nomes corretos para a instalação são Aeroporto Homey (ICAO: KXTA) e Lago Groom,[1][2] embora o nome "Área 51" seja usado em um documento da CIA da Guerra do Vietnã.[3] O espaço aéreo de uso especial em torno do campo é referido como Área Restrita 4808 Norte (R-4808N).[4]

O objetivo principal atual da base é publicamente desconhecido; contudo, com base em evidências históricas, ela provavelmente apoia o desenvolvimento e teste de aeronaves experimentais e sistemas de armas (projetos negros).[5] O intenso sigilo em torno da base a tornou tema frequente de teorias de conspiração e um componente central para o folclore que envolve objetos voadores não identificados (OVNIs).[6][7] Embora a base nunca tenha sido declarada como secreta, todas as pesquisas e ocorrências na área são informações confidenciais.[6] Em julho de 2013, após um pedido do Freedom of Information Act (FOIA) arquivado em 2005, a CIA reconheceu publicamente a existência da base pela primeira vez, ao detalhar a história e a finalidade da instalação.[8]

A Área 51 está localizada na parte sul de Nevada, no oeste dos Estados Unidos, 134 km ao nororoeste de Las Vegas. Situado no seu centro, na margem sul do Lago Groom, está um grande aeródromo militar. O local foi adquirido pela força aérea de Estados Unidos em 1955, principalmente para o teste do voo do Lockheed U-2.[8] A área em torno da Área 51, incluindo a pequena cidade de Rachel na "Estrada Extraterrestre", é um destino turístico popular.

Geografia[editar | editar código-fonte]

A Área 51 é uma área de aproximadamente 1552 km² no Condado de Lincoln, Nevada. Faz parte da Nellis Air Force Range (NAFR).

Imagens do Google Earth puderam mostrar mais sobre as pistas de pouso do complexo. A pista de pouso do local é a 14L/32R, construída na década de 1990, medindo 3651 x 61 m.[9]

A Área 51 faz divisa com o Nevada Test Site (NTS), local de testes nucleares. A Montanha Yucca, depósito nuclear[10], fica aproximadamente a 64 quilômetros a sudoeste do lago Groom.

A base teve sua existência confirmada e admitida apenas em 1994, entretanto, não é única base secreta norte-americana, existem outras ainda não admitidas pelo governo, por questões de Estado, mas é uma das principais bases secretas de pesquisas de armas nucleares, bacteriológicas, químicas, hidrogênicas entre outros tipos de armas secretas.

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

A base militar de testes das forças armadas dos Estados Unidos, popularmente chamada de Área 51, é uma das bases mais avançadas do mundo, contendo um complexo subterrâneo e vários laboratórios de pesquisas. Com a finalidade de desenvolver ou testar tecnologia para as Forças Armadas dos Estados Unidos.

Operações[editar | editar código-fonte]

Dreamland é muito sigilosa à questão de suas atividades, deixando à imaginação o que o governo submete à área, o fato é que seria somente mais uma base aérea. Satélites soviéticos obtiveram fotos do local em plena Guerra Fria, mas só chegaram a conclusões básicas. Eles descreveram uma instalação comum com pistas de pousos, hangares etc, mas nada que provasse a suposta base subterrânea. Mais tarde , novas fotos saíram de satélites comerciais, mas sem mostrar nada de excepcional. Lá testaram aviões como o U-2 (utilitário 2) , o A-12, o SR-71 Blackbird e o F-117 Nighthawk.

Na cultura popular[editar | editar código-fonte]

Uma das entradas da Área 51
Little A'le'Inn em Rachel, Nevada.

A base já foi vista em séries e filmes como CSI: Crime Scene Investigation, Os Simpsons, Futurama, Coragem o Cão Covarde, Family Guy, Johnny Test (Área 51.1), American Dad, Scorpion, Arquivo X, Knight Rider, Taken, Seven Days, Star Trek: Deep Space Nine, Kim Possible, Transformers, Stargate SG-1, Groom Lake, Looney Tunes: De Volta À Ação, Monstros vs. Aliens, Hellboy, ZOOM, Independence Day e em Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal.[carece de fontes?]

A base militar também já foi retratada em desenhos, como X-Men Evolution, Megas XLR e em Jovens Titãs, além de videogames, jogos de computador e de RPG, como Deus Ex; Duke Nukem 3D; Tomb Raider III; Perfect Dark; The Pandora Directive; Twisted Metal 3; Grand Theft Auto: San Andreas (Área 69); Castle Cat 3; Destroy All Humans!; Crash Bandicoot 3; The Sims 2; Sim City 4; Dead Space; Ben 10: Protetor da Terra; GTA San Andreas; Call of Cthulhu; World of Warcraft; e Crash Bandicoot: Warped.[carece de fontes?]

Já apareceu também em várias histórias da série literária Área 51 (de Dan Brown e Robert Doherty), que conta o que ocorreu após os cientistas da Área 51 terem feito contato com extraterrestres.[carece de fontes?]

A cidade de Rachel, Nevada (a cidade mais próxima da base) possui uma pequena fama por ser "o lar oficial da Área 51". Localizada a três horas de carro a partir de Las Vegas, Rachel recebe um modesto número de turistas por ano, e várias lanchonetes e lojas vendem comida e artigos com temática "alienígena". Um pequeno museu vende mapas, fotos, broches e outros artigos, e um bar local, chamado "The Little A'le'Inn", orgulhosamente exibe uma cápsula do tempo ganha da equipe de produção do filme Independence Day.[11]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Intelligence Officers Bookshelf — Central Intelligence Agency». Cia.gov. Consultado em 11 de junho de 2013 
  2. «Overhead: Groom Lake — Area 51». Federation of American Scientists. Consultado em 11 de junho de 2013 
  3. Richard Helms (15 de maio de 1967). «"OXCART reconnaissance of North Vietnam", Memo to the Deputy Secretary of Defense from the office of CIA Director Richard Helms, 15 May 1967». CIA. Cópia arquivada em 15 de outubro de 2012 
  4. «Flight Planning / Aeronautical Charts». SkyVector. Consultado em 11 de junho de 2013 
  5. Rich, Ben R; Janos, Leo (1994). Skunk Works: A personal memoir of my years at Lockheed. Boston: Little, Brown. p. 57. ISBN 978-0-316-74300-6. ... a sprawling facility, bigger than some municipal airports, a test range for sensitive aviation projects. 
  6. a b Jacobsen, Annie (2012). Area 51: An Uncensored History of America's Top Secret Military Base. [S.l.]: Back Bay Books. ISBN 0-316-20230-4 
  7. Lacitis, Erik (27 de março de 2010). «Area 51 vets break silence: Sorry, but no space aliens or UFOs». Seattle Times Newspaper. Consultado em 10 de junho de 2013 
  8. a b «Area 51 'declassified' in U-2 spy plane history». BBC News. BBC. 16 de agosto de 2013. Consultado em 25 de setembro de 2014 
  9. «CUB • CENTRO DE UFOLOGIA BRASILEIRO - Area 51 no Google Earth». Consultado em 14 de março de 2012 
  10. «Área 51 - Parte 1». OARQUIVO. 16 de fevereiro de 2009. Consultado em 20 de janeiro de 2016 
  11. Berk, Joe (Julho–Agosto de 2013). «Destinations: The Extraterrestrial Highway». Motorcycle Classics. 7 (6). Consultado em 27 de fevereiro de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Área 51