Luís Pereira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Luís Pereira
Luís Pereira and Dražen Mužinić.jpg
Luís Pereira (à frente) sendo marcado
pelo croata Dražen Mužinić.
Informações pessoais
Nome completo Luíz Edimundo Pereira
Data de nasc. 21 de junho de 1949 (70 anos)
Local de nasc. Juazeiro (BA), Brasil
Altura 1,81 m
Apelido Luís Chevrolet, King Kong, El Mago, Maestro
Informações profissionais
Número 3
Posição Zagueiro
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1967–1968
1968–1975
1975–1980
1980–1981
1981–1984
1985
1986–1988
1986
1989
1990–1992
1993
1994
1997
São Bento
Palmeiras
Atlético de Madrid
Flamengo
Palmeiras
Portuguesa
Santo André
Corinthians (emp.)
Central de Cotia
São Caetano
São Bernardo
São Bento
São Caetano
00? 000(2)
0346 00(19)
0171 00(20)
0035 00(1)
0229 00(16)
0059 00(3)
0082 00(11)
0024 00(0)
00? 000(?)
00? 000(1)
00? 000(?)
00? 000(?)
00? 000(?)
Seleção nacional
1973–1983 Brasil 0038 00(1)
Times/Equipas que treinou
1994
1995
1997
2002
2002
2005–
São Bento
Sãocarlense
São Caetano (auxiliar-técnico)
Força (supervisor e treinador)
Atlético de Madrid B
Atlético de Madrid B

Luís Edmundo Pereira (Juazeiro, 21 de junho de 1949) é um ex-futebolista brasileiro que atuava como zagueiro central. É considerado um dos maiores zagueiros da história do futebol brasileiro e teve participação decisiva nas conquistas da chamada "Academia".

Além da participação histórica no Palmeiras, também é ídolo do Santo André e do Atlético de Madri, da Espanha, onde foi jogar numa época em que apenas grandes jogadores eram contratados pela Europa. Luís Pereira terminou sua carreira somente em 1997, com 47 anos, idade considerada muito avançada para o futebol.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Palmeiras
Atlético de Madrid
Flamengo
São Caetano
Seleção Brasileira

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Com 35 gols, é o zagueiro que marcou mais gols com a camisa palmeirense.
  • É considerado o 37º (trigésimo sétimo) melhor jogador sulamericano de futebol do século XX, pela Federação Internacional de História e Estatística do Futebol (IFFHS), entre tais, o melhor zagueiro central do Brasil. [1]
Luís Pereira, na Seleção Brasileira, em partida das semifinais da Copa do Mundo de 1974, contra a Holanda
  • Na Copa do Mundo de 1974[2] foi o primeiro jogador brasileiro a ser expulso com cartão vermelho na história das Copas, na derrota do Brasil para os Países Baixos por 2 a 0, por entrada violenta no jogador holandês Neeskens.
  • É um dos maiores ídolos do Santo André, onde jogou de 1986 a 1989.
  • Seu apelido era "Luís Pereira Chevrolet". Graças a esse apelido, surgiu outro, o do também zagueiro conhecido por Beto Fuscão, chamado assim em gozação pelo seu traseiro avantajado, que lembrava um porta mala do aludido modelo de automóvel.
  • Na dublagem em português, Chaves cita o nome de Luís Pereira ao jogar bola com o Quico no seriado El Chavo del Ocho, do SBT.
  • Luís Pereira fez um jogo festivo em Juazeiro após o término de sua carreira no estádio Adauto Moraes. Logo no início do jogo, após uma falta dura, Luís Pereira foi expulso e a torcida no estádio ficou enfurecida ao ponto do prefeito retirar o juiz do jogo, substituí-lo e recomeçar o jogo com o Luís Pereira em campo. [2]

Referências