Nike Inc.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Nike Inc)
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2012). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Nike Inc.
Slogan Just Do It
Tipo Empresa de capital aberto
Cotação NYSENKE, BM&F Bovespa: NIKE34
Indústria Calçados e equipamentos esportivos
Fundação 1972[1]
Sede Beaverton, Oregon,  Estados Unidos
Pessoas-chave Bill Bowerman, Co-Foundador (falecido em 24 de Dezembro de 1999);
Phillip Knight, Co-Fundador presidente;
Mark Parker, CEO e presidente
Empregados 30.200
Produtos Tênis, roupas, acessórios
Faturamento Aumento US$ 16.326 bilhões (FY 2007)[2]
Sítio oficial Website oficial

Nike, Inc. é uma empresa norte-americana de calçados, equipamentos esportivos, roupas, e acessórios que foi fundada em 1972 por Bill Bowerman e Phillip Knight, que é o atual presidente da empresa. Sua atual sede fica em Abertona, no estado de Oregon, nos Estados Unidos. Patrocina Cristiano Ronaldo, Neymar, Hazard, Rooney, Iniesta, Roger Federer, e outros grandes nomes no esporte.

História[editar | editar código-fonte]

Modelo de chuteira produzido pela Nike.

A empresa tirou seu nome da deusa grega da vitória, Nike. O famoso logotipo da empresa, é um desenho gráfico criado por Carolyn Davidson em 1971 e vendido por apenas 35 dólares à empresa.[3]

Fornecimento e patrocínios[editar | editar código-fonte]

A Nike é uma das maiores empresas mundiais em venda de material esportivo, na Europa é a primeira maior, Em segundo lugar para a alemã Adidas.[carece de fontes?] A Nike também patrocina os times brasileiros, Internacional, Corinthians, Coritiba, Santos. Além disso a Nike patrocina várias Equipas Europeias tais como; Barcelona, Manchester City, Roma, Paris Saint-Germain, Atlético de Madrid e outros. Em Portugal, patrocina a Seleção Portuguesa de Futebol, e as equipes do Vitória Sport Club[4] e da Associação Académica de Coimbra

Seleções Patrocinadas.[editar | editar código-fonte]

Clubes patrocinados[editar | editar código-fonte]

Alemanha[editar | editar código-fonte]

Argentina[editar | editar código-fonte]

Brasil[editar | editar código-fonte]

Espanha[editar | editar código-fonte]

França[editar | editar código-fonte]

Inglaterra[editar | editar código-fonte]

Itália[editar | editar código-fonte]

México[editar | editar código-fonte]

Paraguai[editar | editar código-fonte]

Peru[editar | editar código-fonte]

Portugal[editar | editar código-fonte]

Rússia[editar | editar código-fonte]

Turquia[editar | editar código-fonte]

Ucrânia[editar | editar código-fonte]

Parcerias[editar | editar código-fonte]

Loja da Nike em Osaka, no Japão.

A Nike em 2006 fez um feito para concorrer com suas rivais Adidas, Mizuno e Asics: lançou o Nike+ para concorrer com o Adidas 1.1.[carece de fontes?] Para isso, foi firmada uma parceria com a Apple Inc., usando seu modelo mais popular de iPod, o iPod Nano.[carece de fontes?] O aparelho monitora as passadas e o desempenho do usuário e os registra no computador para que possam ser comparados.[carece de fontes?] Além disso, a Nike, introduziu uma linha de camisas projetadas com bolsos especiais na manga ou no tronco com as dimensões do pequeno aparelho da Apple Inc..[carece de fontes?] Entretanto para concorrer com a dobradinha, no início de 2008 a Samsung e a Adidas se uniram para criar o primeiro rival da tecnologia Nike+iPod, que permite aos seus usuários integrar seu calçado ao seu tocador portátil na hora de fazer exercícios e avaliar seu desempenho.[carece de fontes?] A resposta da Samsung foi batizada de miCoach, um sistema que combina o telefone chamico com um monitor de batimento cardíaco e um sensor que dá respostas precisas sobre atividades físicas.[carece de fontes?] Será permitido transmitir dados para o website miCoach.com, que ajudará no planejamento de exercícios.[carece de fontes?] A Sony Ericsson também passou a equipar sua linha Walkman (W) com acelerômetros e aplicativos em prol de monitorar as passadas de seus usuários.[carece de fontes?] Para manter a competitividade ante os concorrentes, a Nike e a Apple lançaram uma pulseira chamada Nike+ SportBand, na qual a presença de um iPod Nano se faz desnecessária, além de uma opção mais em conta.[carece de fontes?]

Críticas[editar | editar código-fonte]

A Nike já foi criticada por explorar os trabalhadores em países como Indonésia, Paraguai, Índia, Turquia e México.[livro 1] A companhia é objeto de muitas críticas pelas condições de trabalho precárias e a exploração de mão de obra barata empregada em outros países sem legislação trabalhista adequada e com incentivos fiscais onde seus produtos são manufaturados.[livro 1] Fontes dessas críticas incluem o livro Sem Logo de Naomi Klein[livro 1] e os documentários de Michael Moore[carece de fontes?]. Max Barry ironizou a reputação da companhia através de críticas em seu romance Eu S/A (Jennifer Government em inglês), na qual um executivo da Nike imoral é o vilão da história responsável pelo financiamento do golpe militar de 1921, no Brasil.[livro 2] Hoje, a empresa comunica suas medidas para monitorar, fiscalizar e qualificar o trabalho nas fábricas.[carece de fontes?] Publicamente reconheceu os erros cometidos no passado e indica que esses escândalos foram responsáveis pela criação da sua plataforma de sustentabilidade, antes da maioria das empresas.[carece de fontes?] O solado dos calçados são feitos através de um processo químico que começa a se desfazer tão logo o calçado esteja pronto. Esse processo é irreversível e inevitável. A sola se esfarela toda e chama-se hidrólise. A empresa também enfrentou críticas quando pediu imunidade a um processo de propaganda enganosa na Califórnia baseado no fato de que ela gozava dos direitos da Primeira Emenda, como se a corporação fosse um ser humano.[carece de fontes?] A disputa chegou até a Suprema Corte norte-americana (Nike v. Kasky), mas foi mandada de volta aos tribunais da Califórnia sem significativas resoluções e subsequentemente foi decidida fora do tribunal.[carece de fontes?]

Em 2011 a Nike foi acusada por ativistas de comprar materiais de fornecedores que poluem os rios da China com resíduos químicos perigosos à saúde humana e para o meio ambiente.[34]

Referências

  1. 2007 Annual Report [ligação inativa] (PDF) p. 2. Nike, Inc. (2007). Visitado em 7 de janeiro de 2007.
  2. 2007 Annual Report: SEC 10K Filling [ligação inativa] (PDF) Nike, Inc. (2007). Visitado em 7 de janeiro de 2007.
  3. "Logos that became legends: Icons from the world of advertising", The Independent, 2008-01-04. Página visitada em 2010-02-11.
  4. [1].
  5. Dwiggins, Georgi (2012-10-16). Nike partners with Football Federation Australia sneakerreport.com. Visitado em 2013-10-03.
  6. F.F.B. shows off new jerseys and jaguar teammates | Channel5Belize.com. Edition.channel5belize.com (2013-06-19). Retrieved on 2013-08-16.
  7. "Nike Unveils New Brasil National Team Jersey", TheOriginalWinger.com, 1 February 2011
  8. Chile sign a new deal with nike (2015-04-25). Visitado em 2015-04-25.
  9. a b c d e "Nike football unveils national home kits", Nike.com, 16 April 2012
  10. Nike and Finnish National Team announce partnership nikeinc.com (2014-04-03). Visitado em 2015-02-09.
  11. Nike and Hellenic Football Federation announce partnership nikeinc.com (2013-04-10). Visitado em 2013-10-03.
  12. Nike unveils Hong Kong national team kits nikeinc.com (2012-05-28). Visitado em 2013-10-03.
  13. New Indonesia Soccer Jersey 2013- Nike Indonesia Home AFF Suzuki Cup 2012 Kit footballkitnews.com (2012-11-12). Visitado em 2013-10-03.
  14. Nike reveals new Kosovo Kit koha.net (2015-03-14). Visitado em 2015-03-24.
  15. Malaysia defends championship title in Nike's uniform Nikeinc.com (2012-11-15). Visitado em 2013-10-03.
  16. Nigeria To Wear Nike Kits Until 2018 footballfashion.org (2015-04-23). Visitado em 2015-04-24.
  17. ByDavid Fischer (16 April 2012). Nike Football Unveils Nation Home Kits for Croatia, France, Netherlands, Poland and Portugal highsnobiety.com. Visitado em 2013-10-03.
  18. Nike extend sponsorship of Singapore football until 2016, 18 November 2012 redsports.sg (2012-11-26). Visitado em 2013-10-03.
  19. Nike Football unveils Korea away national team kit nikeinc.com (2012-02-23). Visitado em 2013-10-03.
  20. Nike Football unveils Turkey away national team kit nikeinc.com (2012-02-27). Visitado em 2013-10-03.
  21. "U.S. Men's and Women's National Teams Unveil New Nike Home Jersey", USSoccer.com, 16 April 2012
  22. Zambia 2014 Nike Home Football Shirt footballshirtculture.com (2014-02-28). Visitado em 2014-03-01.
  23. SC Freiburg agree Nike kit deal footballshirtculture.com (2009-01-20). Visitado em 2013-10-03.
  24. Werder Bremen Nike HeimTrikot 2012/2013 todosobrecamisetas.blogspot.com.ar. Visitado em 2013-10-03.
  25. Montpellier Nike 2011/12 Home and Away Kits / Maillots footballfashion.org. Visitado em 2013-10-03.
  26. New Stade Brestois Kits 2012-2013 - Nike Brest Home, Away and Third Shirts 12-13 footballkitnews.com (2012-05-16). Visitado em 2013-10-03.
  27. Camiseta Nike de Libertad 2013 todosobrecamisetas.blogspot.com.ar. Visitado em 2013-10-03.
  28. Alianza Lima lucirá esta camiseta por todo el 2013 libero.pe (2013-02-02). Visitado em 2013-10-03.
  29. Equipamentos 2013\2014. Equipamentos 2013\2014 lusofans.com. Visitado em 2013-10-03.
  30. Conheça aquele que deverá ser o próximo equipamento do Vitória guimaraesdigital.com (2013-07-03). Visitado em 2013-10-03.
  31. Nike unveils Galatasaray FC kits for 2012-13 nikeinc.com (2012-07-18). Visitado em 2013-10-03.
  32. New Trabzonspor 2012-13 kit unveiled, 28 Jun 2013 Turkish-football.com (2012-07-04). Visitado em 2013-10-03.
  33. Nike unveils FC Shakhtar away kit for 2012-13 season nikeinc.com (2012-07-19). Visitado em 2013-10-03.
  34. Greenpeace encontra resíduo tóxico em roupas de grife feitas na China Folha de S.Paulo (23 de agosto de 2011). Visitado em 17 de dezembro de 2012.

Livros de referência

  1. a b c Klein, Naomi. Sem Logo. [S.l.]: Editora Record, 2003. ISBN 8501062626
  2. Barry, Max. Eu S/A. [S.l.]: Editora Record, 2005. ISBN 8501062626

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons
Commons Categoria no Commons