Aeroporto de Goiânia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Aeroporto Santa Genoveva)
Ir para: navegação, pesquisa
Aeroporto Santa Genoveva
Aeroporto de Goiânia - 05.JPG
IATA: GYN - ICAO: SBGO
Tipo Público
Administração Infraero
Serve Goiânia
Localização Não disponível
Inauguração 5 de setembro de 1955


Altitude 746 m (2 448 ft)
Movimento em 2012 3.063.649 passageiros
7.944.678t de carga
71.030 aeronaves
Capacidade anual 1.200.000 passageiros
Website oficial Página oficial
Pistas
Cabeceiras Comprimento Superfície
14/32 2 500 m (8 202 ft) Asfalto

O Aeroporto Internacional Santa Genoveva - Goiânia (IATA: GYNICAO: SBGO) é um aeroporto localizado em Goiânia, capital do estado brasileiro de Goiás. Situa-se na região nordeste da cidade,[1] na praça Capitão Frazão, no bairro Santa Genoveva, a 8 km de distância do centro.[2]

Foi inaugurado em 5 de setembro de 1955, em substituição ao modesto aeroporto que até então servira Goiânia, localizado no Setor Aeroporto.[1] Contudo, as operações aéreas só tiveram início a partir de 17 de junho de 1956.[1] Desde de 7 de janeiro de 1974, é gerido pela Infraero, que recuperou a pista de pouso e ampliou o terminal de passageiros em 1981, 1994 e 2000.[1] Atualmente, encontra-se sob reforma para ampliar sua capacidade para 3,2 milhões de passageiros por ano até 2019.[3]

Ocupa uma área de 3.967.365,04 m², possuindo uma pista de pousos e descolagens de 2.500 m de extensão e 45 m de largura - a qual comporta aeronaves de médio porte como as de classe Boeing 737, 707, Airbus A-320 e, eventualmente, Boeing 767.[1] Seu terminal de passageiros tem capacidade para 600 mil passageiros por ano, mas, nos últimos tempos, vem servindo a uma quantidade muito superior à sua capacidade operacional. Em 2006, por exemplo, foi utilizado por cerca de 1.400.000 passageiros[4] e, em 2009, passaram pelo terminal cerca de 1.772.424 passageiros.[5] .

Atualmente é um dos mais movimentados do Centro-Oeste.

Em 2010, o Governo de Goiás, a fim de alavancar o turismo e a aviação no estado, reduziu em 80% a alíquota do ICMS sobre a querosene e seus derivados (passando de 15% para 3%).[6] Após a redução do imposto, houve o interesse das companhias aéreas em transformar o Aeroporto Santa Genoveva em hub para seus voos.[7] No entanto, a Infraero não considera viável as liberações de mais voos devido às limitações atuais do terminal de passageiros.

As obras em andamento[editar | editar código-fonte]

A sobrecarga de passageiros na década de 2000 levou a Infraero a iniciar a construção de um novo terminal de embarque e desembarque. O projeto original foi elaborado em 2005, com recursos orçados em R$ 257,8 milhões, sendo posteriormente elevados para R$ 287,7 milhões.[8] No entanto, as obras foram embargadas pelo Tribunal de Contas da União em abril de 2007 após indícios de superfaturamento.[9] Uma nova licitação foi feita e a empreiteira paranaense PJJ Malucelli Arquitetura Ldta. foi a escolhida.[8] O novo projeto de reforma do aeroporto irá custar R$ 3,1 milhões.[8] No entanto, para que as obras possam continuar, a Infraero precisa resolver a pendência judicial que mantém com o consórcio formado pelas empreiteiras Via Engenharia e Odebrecht, que realizaram as obras anteriores.[8] A empresa estatal discordou com o valor cobrado pelas empreiteiras pelas obras que elas realizaram.[8] . As obras foram reiniciadas no final de 2013 e ainda estão em execução, sendo que o terminal de passageiros está 70% concluído (data base de dezembro de 2014), iniciando em 2015 a construção das áreas externas.

Em 2010, a Infraero apresentou um projeto que prevê a instalação de obras emergenciais no atual terminal do aeroporto, como a conclusão de um Módulo Operacional Provisório (MOP), mais conhecido como "puxadinho" – anexo de 1,2 mil m² que servirá como área de embarque – além de novas vagas de estacionamento.[10] A intenção da empresa estatal é que a capacidade do terminal passe dos atuais 600 mil para 1,2 milhão de passageiros anuais.[11] A entrega das obras estava inicialmente prevista para novembro de 2009, mas só ocorreu em setembro de 2011.[12] A próxima etapa de obras no aeroporto foi a ampliação do estacionamento, para um total de 690 vagas.[13]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Histórico - Movimento Operacional[14]
Ano Passageiros

2005 1.236.466
2006 1.376.383
2007 1.546.476
2008 1.554.000
2009 1.772.424
2010 2.348.648
2011 2.802.002
2012 3.076.858
2013 3.000.592
2014 3.363.388


Maiores rotas domésticas saindo de Goiânia (2009)[15]
Rank Cidade Passageiros Companhias
1 São Paulo São Paulo, SP (CGH) 289.482 GOL, TAM
2 Distrito Federal (Brasil) Brasília, DF 274.668 GOL, SETE, TAM , Avianca
3 São Paulo São Paulo, SP (GRU) 175.589 GOL, Azul, TAM , Avianca
4 São Paulo Campinas, SP 76.056 Azul
5 Rio de Janeiro Rio de Janeiro, RJ (GIG) 56.591 GOL
6 Mato Grosso Cuiabá, MT 54.195 GOL, Passaredo, Azul
7 Minas Gerais Belo Horizonte, MG (CNF) 34.610 GOL, AZUL
8 Rio de Janeiro Rio de Janeiro, RJ (SDU) 20.179 Azul
9 Mato Grosso do Sul Campo Grande, MS 19.110 TAM
10 Tocantins Palmas, TO 13.012 Azul , Passaredo, SETE e GOL
11 São Paulo Ribeirão Preto, SP 12.910 Passaredo , Azul
12 Pernambuco Recife, PE 11.460 Azul

Companhias aéreas e destinos[editar | editar código-fonte]

Companhias Destinos (voos diretos)[16] [17] Aeronaves
Brasil Avianca Logo.svg Airbus A318, Airbus A319 e Fokker 100
Brasil Azul Brazilian Airlines logo.png Embraer 175, Embraer 190 e Embraer 195
Brasil Gol logo.png Boeing 737-700 e Boeing 737-800
Brasil Passaredo Linhas Aéreas logo.png ATR-72
Brasil Sete LOGO.png(Hub) Embraer EMB-120 Brasília
Brasil TAM Airlines Logo.png Airbus A319 e Airbus A320

Companhias ligadas ao Aeroporto de Goiânia por Code Share[editar | editar código-fonte]

Companhias Destino
França Air France Paris (CDG). (em code share com GOL via voos para Brasília São Paulo ou Rio de Janeiro).
Itália Alitalia Roma (FCO). (em code share com GOL via voos para São Paulo ou Rio de Janeiro).
Estados Unidos Delta Airlines Atlanta (ATL), Detroit (DTW) e Nova York (JFK). (em code share com GOL via voos para Brasília ou São Paulo).
Países Baixos KLM Amsterdam (AMS). (em code share com GOL via voos para São Paulo).
Catar Qatar Airways Buenos Aires (EZE) e Doha (DOH). (em code share com TAM via voos para São Paulo).
Portugal TAP Portugal Lisboa. (Aeroporto de Lisboa). (Em code share com GOL via voos para Brasília, São Paulo ou Rio de Janeiro).

Acesso[editar | editar código-fonte]

O Aeroporto Santa Genoveva se localiza na Avenida Santos Dumont, a 8 km do centro de Goiânia, podendo ser acessado através da BR-060, após efetuado o retorno para entrar na Avenida Vera Cruz. Os moradores de Goiânia tem acesso ao aeroporto através da Avenida Meia-Ponte, a partir da qual seguem para a Avenida Caiapó, que se transforma na Santos Dumont. A corrida de táxi até o centro da cidade custa, em média, R$ 25.[18]

Ônibus[editar | editar código-fonte]

Utilizando o transporte coletivo, é possível chegar ao aeroporto através das linhas 258 (Centro–Aeroporto) e 913 (Praça Cívica–Aeroporto).[19] Um ônibus da linha 258 para no aeroporto a cada 35 minutos a partir das 05:01 horas, enquanto dois ônibus da linha 913 param no local a cada 20 minutos a partir das 06:01.[19]

Serviços[editar | editar código-fonte]

Estacionamento

O estacionamento do Aeroporto Santa Genoveva tem 690 vagas e é acessível ao terminal. No entanto, as vagas são apertadas.[18] A administração do aeroporto cobra uma taxa de R$ 8,00 pela primeira hora de estacionamento, valor ao qual é adicionado R$ 2,00 pelas horas adicionais.[18] A diária custa R$ 12,00.[18]

Internet

O Aeroporto Santa Genoveva possui rede wi-fi gratuita e serviço de internet por hora, fornecido pela empresa Oi - Brasil Telecom.[18]

Órgãos públicos[20]

Lanchonetes[21]

Bancos[18]

Lojas
O Aeroporto Santa Genoveva conta com 13 lojas, incluindo artesanato, agência dos Correios, farmácia, agências de turismo, chocolateria, tabacaria, duas livrarias Laselva, casa de câmbio e locadoras de veículos.[21]

Acidentes e incidentes[editar | editar código-fonte]

  • 22 de fevereiro de 1975: Um Boeing 737-2A1 da VASP, saindo de Goiânia com destino a Brasília, foi sequestrado por um passageiro, que exigia o pagamento de um resgate. Ele acabou sendo detido pela tripulação e demais passageiros.[22]
  • 29 de setembro de 1988: Um Boeing 737-300 da VASP, fazendo a rota ConfinsRio de Janeiro, foi sequestrado por um passageiro que queria fazer um atentado contra o Palácio do Planalto. O piloto conseguiu convencer o sequestrador a aterrissar em Goiânia. O sequestrador matou uma vítima.[23] [24]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Aeroporto de Goiânia