Basílio II Bulgaróctone

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde outubro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Basílio II
Imperador bizantino
Basilios II.jpg
Basílio II
Governo
Reinado 976 - 1025
Dinastia Macedônica
Vida
Nascimento 958
Morte 15 de dezembro de 1025 (67 anos)
Pai Romano II
Mãe Teofano (século X)

Basílio II (958 - 15 de dezembro de 1025) foi imperador bizantino em 963 e outra vez entre 976 e 1025. Devido à sua luta contra os Búlgaros recebeu o nome de Bulgaróctone, "assassino de búlgaros" (em grego: Basileios BulgaroktonosΒασίλειος Β΄ Βουλγαροκτόνος).

Durante o seu reinado, o Império Bizantino atingiu o seu apogeu territorial, dominando a península Balcânica, a Ásia Menor, o norte da Síria, a alta Mesopotâmia, a Arménia e o sul da península Itálica. O seu reino de 49 anos foi o mais longo de toda a história bizantina.

Família[editar | editar código-fonte]

Basílio II era filho de Romano II e de Teófano. Era trineto de Basílio I, fundador da dinastia macedônica, de origem arménia. Era irmão de Constantino VIII, com o qual partilhou o trono do Império Bizantino e que o sucedeu. A sua irmã, Ana, foi dada em casamento a Vladimir I de Kiev, príncipe de Kiev. Basílio não casou nem teve filhos.

Ascensão ao trono[editar | editar código-fonte]

Mapa do império após as conquistas de Basílio II.

Basílio foi coroado co-imperador, junto com o seu irmão Constantino, pelo seu pai Romano II a 22 de abril de 960. Romano viria a falecer três anos depois, tendo a sua mãe assumido a regência junto com o eunuco José Bringas (conselheiro de Romano II), dado cumprimento ao testamento do imperador. Contudo, pouco tempo depois uma revolta militar levou Nicéforo II Focas ao poder. Este casou com Teofano, tendo os dois irmãos sido relegados para segundo plano. Seis anos depois, em 969, a imperatriz Teofano livrou-se de Nicéforo, para colocar no trono o seu amante, João I Tzimisces. Como forma de reforçar a sua posição João reconheceu os dois filhos dela como co-imperadores.

João Tzimisces, que não teve filhos com Teofano, faleceu em 976, deixando o trono aos jovens, que ficaram sob tutela de um tio-avô, Basílio. Contudo, a autoridade deste foi posta em causa por dois generais que ambicionavam a posição de imperador.

Ícone de esboço Este artigo sobre um imperador (ou uma imperatriz) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Precedido por
Romano II
Imperador bizantino
963
Sucedido por
Nicéforo II Focas
Precedido por
João I Tzimisces
Imperador bizantino
976 - 1025
Sucedido por
Constantino VIII
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Basílio II Bulgaróctone