Campeonato Brasileiro de Futebol de 2003

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
XLVII Campeonato Brasileiro de Futebol
Brasileirão 2003
Dados
Participantes 141
Organização CBF
Local de disputa  Brasil
Período 29 de março14 de dezembro
Gol(o)s 3340
Jogos 1202
Média 2,78 gol(o)s por partida
Campeão Cruzeiro (2º título)
Vice-campeão Santos
Melhor marcador Dimba (Goiás) – 31 gols
Público 5 778 336
Média 10 468 pessoas por partida
Outras divisões
Série B Palmeiras
Série C Ituano
◄◄ Brasil Brasileirão 2002 Soccerball.svg Brasileirão 2004 Brasil ►►

O Campeonato Brasileiro de Futebol de 2003 foi a 47ª edição do Campeonato Brasileiro e pela primeira vez foi disputado no sistema de pontos corridos, ou seja, todos os times enfrentariam-se entre si, em turno e returno, e a equipe que fizesse mais pontos seria consagrada como campeão brasileiro, sem a existência de partidas finais eliminatórias.

Este era um sistema inovador para as equipes brasileiras, mais acostumadas a torneios de mata-mata. Por isso, a primeira impressão deixada pelo torneio não foi das melhores. O fato de o campeão ter sido decidido com duas rodadas de antecedência contribuiu ainda mais para isso.

Série A[editar | editar código-fonte]

Com uma excelente campanha, o Cruzeiro foi notavelmente superior às demais equipes participantes do torneio, sagrando-se pela segunda vez campeão do torneio, repetindo o feito de 1966. A equipe mineira treinada por Vanderlei Luxemburgo e comandada em campo por Alex terminou a competição com 100 pontos (13 a mais que o segundo colocado) e marcando 102 gols. Em aproveitamento, é a melhor campanha de um clube desde a mudança do formato de disputa para o modelo de pontos corridos (o Cruzeiro obteve 72,5% de aproveitamento). Também foi a única vez que um clube conquistou a chamada "Tríplice Coroa", isto é, venceu, no mesmo ano, o Campeonato Brasileiro, o campeonato estadual (no caso, o Campeonato Mineiro) e a Copa do Brasil.

Neste ano, o atacante Dimba havia estabelecido o novo recorde de gols em uma única edição de um Campeonato: 31, superando Edmundo, que havia marcado 29 em 1997. (Atualmente é de Washington pelo Atlético Paranaense - 34 gols em 2004)

Classificação final
Time PG J V E D GP GC SG AP
1 Minas Gerais Cruzeiro 100 46 31 7 8 102 47 55 72,5%
2 São Paulo Santos 87 46 25 12 9 93 60 33 63,0%
3 São Paulo São Paulo 78 46 22 12 12 81 67 14 56,5%
4 São Paulo São Caetano 2 74 46 19 14 13 53 37 16 53,6%
5 Paraná Coritiba 73 46 21 10 15 67 58 9 52,8%
6 Rio Grande do Sul Internacional 1 72 46 20 10 16 59 57 2 52,1%
7 Minas Gerais Atlético Mineiro 72 46 19 15 12 76 62 14 52,1%
8 Rio de Janeiro Flamengo 66 46 18 12 16 66 73 -7 47,8%
9 Goiás Goiás 65 46 18 11 17 78 63 15 47,1%
10 Paraná Paraná 65 46 18 11 17 85 75 10 47,1%
11 Santa Catarina Figueirense 65 46 17 14 15 62 54 8 47,1%
12 Paraná Atlético Paranaense 61 46 17 10 19 67 72 -5 44,2%
13 São Paulo Guarani 61 46 17 10 19 64 72 -8 44,2%
14 Santa Catarina Criciúma 60 46 17 9 20 57 69 -12 43,4%
15 São Paulo Corinthians 2 59 46 15 12 19 61 63 -2 42,7%
16 Bahia Vitória 56 46 15 11 20 50 64 -14 40,5%
17 Rio de Janeiro Vasco da Gama 54 46 13 15 18 57 69 -12 39,1%
18 Rio Grande do Sul Juventude 1 53 46 12 14 20 55 70 -15 38,4%
19 Rio de Janeiro Fluminense 2 52 46 13 11 22 52 77 -25 37,6%
20 Rio Grande do Sul Grêmio 50 46 13 11 22 54 68 -14 36,2%
21 São Paulo Ponte Preta 1 2 50 46 11 18 17 63 73 -10 36,2%
22 Pará Paysandu 2 49 46 15 12 19 74 77 -3 35,5%
23 Ceará Fortaleza 49 46 12 13 21 58 74 -16 35,5%
24 Bahia Bahia 46 46 12 10 24 59 92 -33 33,3%
PG - pontos ganhos; J - jogos; V - vitórias; E - empates; D - derrotas;
GP - gols pró; GC - gols contra; SG - saldo de gols; AP - Aproveitamento
Zona de classificação para a Libertadores
Zona de classificação para a Copa Sul-Americana
Zona de rebaixamento para a Série B

Nota 1: A Ponte Preta escalou irregularmente o jogador Roberto nas partidas contra Internacional e Juventude, pelas rodadas 1 e 2 respectivamente, e perdeu os pontos conquistados nessas partidas. Inter e Juventude ganharam 3 pontos cada.
Nota 2: O Paysandu escalou irregularmente os jogadores Aldrovani e Junior Amorim nas partidas contra Corinthians, Ponte Preta, São Caetano e Fluminense, pelas rodadas 26, 28, 30 e 31 respectivamente, e perdeu os pontos conquistados nessas partidas. Corinthians, Ponte, São Caetano e Fluminense ganharam 3 pontos cada.
Nota 3: Cruzeiro, São Paulo, Flamengo e Grêmio classificaram-se automaticamente para a Copa Sul-Americana pelo ranking da Conmebol.

Campeão[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro de 2003
Bandeira de Minas Gerais.svg
Cruzeiro Esporte Clube
(2º título)

Série B[editar | editar código-fonte]

Depois de um ano na Série B, o Palmeiras conquistou o título no quadrangular final e, em 2004 volta para a Série A, subindo juntamente com o Botafogo, do Rio de Janeiro. Os outros dois times do quadrangular eram os pernambucanos do Sport e os paulistas do Marília. O artilheiro da competição foi Vágner Love do Palmeiras, com 19 gols.

Classificação da 1ª Fase
Time PG J V E D GP GC SG
1 São Paulo Palmeiras 47 23 13 8 2 54 25 29
2 Rio de Janeiro Botafogo 41 23 11 8 4 45 16 29
3 Pará Remo 39 23 11 6 6 42 33 9
4 Pernambuco Sport 37 23 9 10 4 34 22 12
5 Distrito Federal (Brasil) Brasiliense 37 23 9 10 4 33 24 9
6 São Paulo Marília 36 23 9 9 5 30 23 7
7 Pernambuco Náutico * 35 23 11 5 7 41 27 14
8 Pernambuco Santa Cruz 35 23 10 5 8 35 38 -3
9 São Paulo Paulista 35 23 9 8 6 37 28 9
10 Paraná Londrina 31 23 8 7 8 39 42 -3
11 Ceará Ceará 30 23 7 9 7 35 29 6
12 São Paulo Portuguesa 30 23 7 9 7 39 33 6
13 Santa Catarina Joinville * 30 23 7 6 10 33 41 -8
14 Santa Catarina Avaí 29 23 8 5 10 22 30 -8
15 Goiás Anapolina 29 23 8 5 10 30 42 -12
16 Rio Grande do Norte América de Natal 28 23 6 10 7 36 38 -2
17 Alagoas CRB 27 23 7 6 10 28 37 -9
18 São Paulo Mogi Mirim 26 23 7 5 11 28 43 -15
19 Amazonas São Raimundo-AM 26 23 6 8 9 27 31 -4
20 Goiás Vila Nova 26 23 6 8 9 32 39 -7
21 Rio Grande do Sul Caxias 24 23 5 9 9 27 39 -12
22 Minas Gerais América Mineiro 24 23 4 12 7 36 39 -3
23 Distrito Federal (Brasil) Gama 19 23 3 10 9 28 41 -13
24 São Paulo União São João 16 23 4 4 15 22 44 -22
PG – Pontos ganhos; J – Jogos; V - Vitórias; E - Empates; D - Derrotas;
GP – Gols pró; GC – Gols contra; SG – Saldo de gols
Classificados para a Segunda Fase
Eliminados na Primeira fase
Rebaixados à Série C de 2004

Campeão[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro de 2003 - Série B
Bandeira do estado de São Paulo.svg
Sociedade Esportiva Palmeiras
(1º título)

Série C[editar | editar código-fonte]

O quadrangular final da Série C (Terceira divisão) foi marcado pelo confronto entre paulistas e paraibanos. O Ituano sagrou-se campeão e conseguiu o acesso à Série B do ano seguinte juntamente com o vice, o Santo André. O Botafogo de João Pessoa (3º colocado) e o Campinense de Campina Grande (4º colocado) permaneceram na Terceira Divisão

Fase Final[editar | editar código-fonte]

Tabela de classificação
Time PG J V E D GP GC SG
1 São Paulo Ituano 11 6 3 2 1 9 7 +2
2 São Paulo Santo André 10 6 3 1 2 7 5 +2
3 Paraíba Botafogo-PB 7 6 2 1 3 8 12 -4
4 Paraíba Campinense 6 6 2 0 4 5 5 0
PG - pontos ganhos; J - jogos; V - vitórias; E - empates; D - derrotas; GP - gols pró; GC - gols contra; SG - saldo de gols
Classificados à Série B de 2004

Campeão[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro de 2003 - Série C
Bandeira do estado de São Paulo.svg
Ituano Futebol Clube
(1º título)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Soccerball.svg Bola de Prata da Revista Placar de 2003 Soccerball.svg

Seleção Rogério Ceni (SPC)Maurinho (CRU)Alex Costa (SAN)Fabão (GOI)Léo (SAN)Maldonado (CRU)Renato (SAN)Alex Souza (CRU)Marcelinho Carioca (VAS)Luís Fabiano (SPC)Grafite (GOI)


Melhor Jogador Alex Souza (CRU)Artilheiro Dimba (GOI)