Galhofeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Galhofeiro
Placeholder male superhero c.png

Dados da publicação
Publicado por DC Comics
Primeira aparição Action Comics #51
(Agosto de 1942)
Criado por Jerry Siegel
John Sikela
Características do personagem
Alter ego Oswald Loomis
Espécie Humano
Afiliações Sociedade Secreta de Super-Vilões
Liga da Injustiça
Base de operações Metropólis
Personagem de Superman
Codinomes conhecidos Diabrete
Habilidades Faz uso de sua inteligência e senso de humor para bolar uma série de artefatos de alta tecnologia.
Projecto Banda desenhada  · Portal da Banda desenhada

O Galhofeiro (no original, The Prankster) é alcunha usada por Oswald Hubert Loomis, um super-vilão fictício publicado pela DC Comics e um membro da galeria de vilões de Superman. Sua primeira aparição se deu em 1942, na revista Action Comics #51. O uso de pegadinhas e brincadeiras variadas é uma de suas particularidades quando pratica seus crimes. Durante a maior parte de sua história, foi representado como um comediante, de forma similar à outro vilão, Toyman, o Homem dos Brinquedos. Em suas mais recentes aparições, entretanto, começou a ser exibido com um visual menos cartunesco e a fazer uso de equipamentos de alta tecnologia, o que o tornou uma ameaça mais significativa.

Histórico[editar | editar código-fonte]

O Galhofeiro foi criado originalmente como Oswald Loomis, um criminoso trambiqueiro que fazia uso de elaboradas pegadinhas para cometer delitos variados. Em sua primeira aparição, em 1942, ele e seu assistente invadem uma série de bancos, não no intuito de roubar o dinheiro, mas de dá-lo aos funcionários. Essa excentricidade o tornou suficientemente conhecido para dar continuidade à seu plano, assaltando de verdade um banco - e ficando com o dinheiro. Seus planos, entretanto, são frustrados por Superman, que impede o assalto, mas não consegue prendê-lo1 .

Durante os períodos conhecidos como Era de Ouro e Era de Prata dos Quadrinhos, o Galhofeiro retornaria em muitas outras histórias, chegando, inclusive, a obter os direitos autorais sobre a Língua inglesa, cobrando de qualquer pessoa que escrevesse uma palavra os devidos royalties. Por não estar infringindo nenhuma lei, Superman era incapaz de detê-lo, até descobrir que ele havia colocado um ator no cartório de registro, falsificando documentos2

A última aparição dele nesse período - e, consequentemente, de todo o elenco de apoio de Superman se deu em Whatever Happened to the Man of Tomorrow?3 , escrita por Alan Moore como a "última história" do Superman antes da Crise nas Infinitas Terras e posterior relançamento por John Byrne. Ao lado do Homem dos Brinquedos, o Galhofeiro sequestra Pete Ross e, após torturá-lo, descobre que Clark Kent é Superman - e revela a sua identidade secreta em rede nacional.

Pós-Crise nas Infinitas Terras[editar | editar código-fonte]

A aparição aparição da versão moderna do Galhofeiro se deu em Superman, vol.2 #16, escrita e desenhada por John Byrne. Aqui, o personagem foi apresentado como Oswald Loomis, um comediante cujo programa, The Uncle Oswald Show era um dos mais antigos da programação, mas, ao começar a apresentar baixo índices de audiência, foi cancelado pela emissora que o exibia, a fictícia WGBS. Incapaz de encontrar um novo emprego por ser sempre associado ao antigo programa, Loomis, amargurado, decide se vingar dos executivos que foram responsáveis pelo cancelamento de seu programa. Entre suas vítimas estava Morgan Edge, um dos líderes da Intergangue, e presidente da emissora. Seus planos, entretanto, foram frustrados por Superman.

Em Adventures of Superman #5794 , Loomis reapareceu, mas num corpo rejuvenescido e mais atlético e com uma personalidade que visava menos pegadinhas e mais um humor doentio. Nas histórias desse período, a cidade de Metropólis havia adquirido um aspecto mais futurista, graças ao vilão Brainiac 13, e o Galhofeiro fez uso dessa tecnologia avançada para criar novos artefatos, sempre com um propósito cômico. Superman tem dificuldade em enfrentá-lo, por estar sofrendo de envenenamento por kryptonita, o que o levou a ser hospitalizado nos Laboratórios S.T.A.R. para tratamento. Tratamento este que o Galhofeiro tentaria sabotar, ao tomar o lugar de Aço nos experimentos para salvar Superman.

Durante a história Ending Battle5 , o Galhofeiro foi um dos muitos vilões usados por Manchester Black para destruir a vida pessoal de Superman como Clark Kent.

Pós-Crise Infinita[editar | editar código-fonte]

Após a minissérie Crise Infinita, escrita por Geoff Johns e Phil Jimenez em 2006, diversos títulos da DC Comics foram relançados, seja com novas edições, seja com novas equipes criativas.

A história Up, Up and Away!, escrita por Johns e Kurt Busiek, visava restabelecer os títulos estrelados por Superman após o evento. Nela, o Galhofeiro é contratado por Lex Luthor para criar pânico em Metropólis durante a ausência de Superman6 enquanto Luthor ajudava o Homem de Kryptonita a fugir da prisão.

O escritor Kurt Busiek, durante sua passagem pelo título Superman, entre 2006 e 2008, utilizaria o personagem outras vezes. Primeiro, introduziria um novo modus operanti ao personagem, que começaria a atuar como uma "distração profissional". AO invés de cometer crimes, Loomis começou a fazer uso de suas pegadinhas para distrair Superman e a polícia para que outros criminosos tivessem a oportunidade de realizar seus próprios feitos sem interrupção. Ingressar nesse "mercado" se mostrou lucrativo, com Loomis contratando diversas assistentes e construindo um esconderijo dotado da mais alta tecnologia7 e depois o usaria novamente durante o arco Camelot Falls, desenhado por Carlos Pacheco8 .

Poderes e habilidades[editar | editar código-fonte]

Apesar de não possuir nenhum super-poder, o Galhofeiro possui um arsenal de itens, usados durante seus crimes e pegadinhas, incluindo artefatos de nanotecnologia e veículos automotores que lhe permitem voar.

Aparições em outras mídias[editar | editar código-fonte]

O ator Bronson Pinchotem 1987.
Foto: Alan Light

Animações[editar | editar código-fonte]

O Galhofeiro apareceu na série The New Adventures of Superman, exibida entre 1967 e 1968, ao lado da série animada do Aquaman. O episódio, intitulado "The Prankster", foi sua única aparição na série.

Na série animada Superman, exibida em 1988, o Galhofeiro participou do episódio "Triple-Play". Fortemente influenciada pelas histórias da época, a série exibiu uma versão bastante fiel ao personagem, que, na trama, surgia como o sequestrador de um campeão do World Series de Baseball, usando o refém para forçar Superman à participar de uma partida do jogo sozinho, como forma de buscar vingança contra o fato de ter sido proibido de assistir a final do campeonato de baseball pela administração da prisão aonde estava.

Live-action[editar | editar código-fonte]

Em dois episódios da segunda temporada da série Lois & Clark: The New Adventures of Superman, o Galhofeiro fez aparições, tendo sido interpretado nas duas oportunidades pelo ator Bronson Pinchot. Seu nome real foi alterado para Kyle Griffin, assim como sua história: na série, ele é um homem condenado à prisão por um artigo escrito por Lois Lane cinco anos antes. Traduzido no Brasil como "Diabrete", ele aparece, na sua primeira aparição, como um suposto admirador secreto de Lane, na tentativa de sequestrá-la. O nome "Oswald Loomis" é citado na série, uma referência à identidade original do Galhofeiro, como um amigo de infância de Lois Lane, um dos suspeitos de ser o admirador secreto.

Posteriormente, o Galhofeiro ressurgiria, numa tentativa de sequestrar o Presidente dos Estados Unidos durante sua visita à Metropólis fazendo uso de uma arma de raios capaz de paralisar qualquer pessoa, incluindo Superman.

Referências

  1. SIEGEL, Jerry; SIKELA, John. Action Comics #51. Publicado em Agosto de 1942
  2. Superman #22. Publicada em Maio de 1943
  3. MOORE, Alan; SWAN, Curt; PÉREZ, George. Superman #423
  4. DeMATTEIS, J.M; McKONE, Mark; ALQUIZA, Marlo. Adventures of Superman #579. Publicado em Junho de 2000.
  5. JOHNS, Geoff; FERRY, Pascual; FARMER, Mark. Superman #187. Publicado em Outubro de 2002.
  6. JOHNS, Geoff; BUSIEK, Kurt; WOODS, Pete. Superman #651. Publicado em Junho de 2006
  7. BUSIEK, Kurt; BLEVINS, Bret. Superman #660. Publicado em Março de 2007.
  8. BUSIEK, Kurt;PACHECO, Carlos; MERINO, Jesus. Superman #664. Publicado em Agosto de 2007

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]