Vista Alegre (bairro do Rio de Janeiro)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vista Alegre
Vista Alegre.svg
Bairro do Rio de Janeiro Bandeira do Município do Rio de Janeiro.png
Área: 51,52 ha (em 2003)
Fundação: 23 de julho de 1981
IDH: 0,798[1] (em 2000)
Habitantes: 8 622 (em 2010)[2]
Domicílios: 3 188 (em 2010)
Limites: Cordovil, Brás de Pina,
Irajá e Parada de Lucas[3]
Região Administrativa: XIV R.A.(Irajá)

Vista Alegre é um pequeno bairro na Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro.

A localidade, com população de classe média, é fronteira aos bairros de Cordovil, Brás de Pina, Irajá, Vila da Penha e Parada de Lucas[4] . Tem como ruas principais a Estrada da Água Grande, a Avenida Braz de Pina e a Avenida Meriti.

É um ótimo bairro com 3 grandes supermercados, bancos, 8 escolas, uma Lona Cultural e muitas outras coisas. Apesar de seguro e arborizado, nos últimos anos, o número de assaltos principalmente nas áreas comerciais, vem aumentando.[5] A especulação imobiliária do bairro é bem alta. Realmente, um pequeno oásis na Zona Norte carioca, que lembra muito o subúrbio norte-americano.

Seu IDH, no ano 2000, era de 0,798, o 95º melhor da cidade do Rio de Janeiro.[6]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Ainda que sendo um pequeno bairro, Vista Alegre é um bairro harmônico. A Estrada da Água Grande, a principal rua do bairro, desenvolveu-se inicialmente com condomínios, criados para a primeira população a chegar no local, assim como as pequenas vilas. Hoje, Vista Alegre tem um crescimento imobiliário gigantesco, tendo os imóveis antigos juntamente com os novos, que surgem a cada dia.

Em Vista Alegre os registros mais graves na segurança, são de roubo de carros. Ainda assim o bairro tem se mostrado otimista com novos projetos de segurança, como o mini-batalhão da PM inaugurado recentemente na praça onde fica localizada a subprefeitura da região do Grande Irajá.

Fundação[editar | editar código-fonte]

O bairro foi criado na década de 1950 e se originou de um grupo de 11 pequenas ruas, que hoje fazem parte de um condomínio fechado. Os primeiros moradores da região fundaram um clube chamado de Grêmio Vista Alegre. O clube era sediado originalmente na Rua 10 dentro do pequeno bairro, e devido ao crescimento de moradores e associados transferiu sua sede para a Rua Ponta Porã.

Hoje estas 11 pequenas ruas são conhecidas como bairrinho, um local cujas casas eram originalmente padronizadas, havendo hoje em dia poucas que ainda apresentam o estilo original.

Origem do nome[editar | editar código-fonte]

O nome surgiu de um conjunto habitacional que seria construído no bairro na década de 1950. A construtora, que ficava na Av. Pres. Antonio Carlos no Rio de Janeiro, foi que deu ao então condomínio, o nome de "Bairro de Vista Alegre", que também era denominado "O Novo Braz de Pina". Era um terreno muito grande onde foram construídas 400 casas e vendidas através de financiamento. Na periferia dessa construção não havia moradia lado a lado, como estão formadas as ruas de hoje, nem sequer havia escolas. Eram chácaras e fazendas com hortas, onde se compravam leite direto da vaca, verduras e um grande pântano onde se pegava rãs e que mais tarde se tornou o "bairrinho".

Acesso[editar | editar código-fonte]

O bairro fica próximo a Avenida Brasil e ao trevo de acesso a Rodovia Presidente Dutra.

As principais vias do bairro são as Av Bráz de Pina, São Félix, Av. Meriti e a Estrada da Água Grande.

O bairro apresenta poucas linhas de ônibus, daí muitos moradores utilizam o metrô para se deslocar, dirigindo-se a Estação de Vicente de Carvalho.

Lazer[editar | editar código-fonte]

Existem no local algumas formas de entretenimento. A praça do Campo do Vista Alegre, onde existe um campo de futebol com grama sintética, quadra poli esportiva, brinquedos e um baixo bebê; Associações desportivas como o GRAG (Grêmio Recreativo Água Grande) e o Grêmio de Vista Alegre; Bares e restaurantes; Além de um animado carnaval de rua na Estrada da Água Grande. Outra opção de lazer do bairro é a Lona Cultural João Bosco, localizada na Avenida São Félix onde há espaço para exercícios físicos, futebol, escalada em árvores, slackline, shows de reggae roots e outros.

O clube GRAG oferece diversas atividades como:a capoeira,o futebol de salão,futebol de campo e outras atividades recreativas.

O bairro também possui uma tradição em termos de adegas, restaurantes e atividades noturnas. Desde as adegas de vinho próximas ao Campo de Vista Alegre, famosas nos anos 80 por virarem matéria do Jornal do Brasil como atrativo inclusive de moradores da zona sul até a ex-Casa do Pastel, situada na esquina da rua Itapera com a Água Grande, hoje um point para lanches noturnos de sanduíches.

É o chamado Baixo Vista Alegre. Uma cadeia de comércio com música ao vivo, comida em porções e variadas bebidas. Focalizado na rua Ponta Porã, o Baixo Vista Alegre conta com o encabeçamento do Casarti (Casa do Artista Independente), Urbano Rude Bar e Bar da Dona Dica. Além da pizzaria Carioca, da adega Pérgola e do restaurante Toca do Boi, todos sempre com alta frequência, foram recém inaugurados a pizzaria Domino's e o fast food de comida japonesa Koni na Estrada da Água Grande, sinalizando a boa receptividade gastronômica dos moradores da região a ambientes mais sofisticados. Outro bom exemplo é a Chopperia Jacques, um pub  que serve de cervejas artesanais a importadas, com preços que começam a partir de 6 reais, com mais de 84 opções de marcas. A Choperia Jacques tem estilo rústico e oferece um ambiente típico de Zona Sul, adotando reservas por telefone, dada a procura que costuma lotar suas noites de fim de semana. Destaque ainda para o Boteco do Carlitos, outra referência de bar noturno, com música ao vivo e cervejaria. É notável o crescimento da vida noturna na área próxima a Avenida Brás de Pina, com o surgimento de novos (e reforma de antigos) bares, lanchonetes e restaurantes.

Recentemente, em 2011, foi inaugurado no bairro vizinho de Irajá (ao qual pertencia originalmente), o Shopping Via Brasil, localizado na Rua Itapera, em cujo final inicia o bairro de Vista Alegre. É um shopping bem estruturado, composto de 6 salas de cinema, 3 pisos de lojas, 1 piso para futuras expansões e mais de 100 lojas. Os moradores do bairro, que já frequentavam o Carioca Shopping no bairro vizinho da Vila da Penha, foram beneficiados com a construção do Shopping Via Brasil. A frequência do Via Brasil é considerada pelos moradores de Vista Alegre "mais moderada", o que oferece maior conforto e uma praça de alimentação excelente, além da rede de cinemas Cinesystem revitalizando o bairro em opções culturais.

Há inúmeras academias de ginástica espalhadas ao longo das vias principais do bairro, que chama a atenção também para a quantidade de salões de beleza, consultórios odontológicos e um recente crescimento da inauguração de casas de festas no bairro. É praticamente impossível circular em Vista Alegre sem encontrar um desses tipos de estabelecimento.

Dados demográficos[editar | editar código-fonte]

Referências