Senador Camará

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Senador Camará
Bairro do Rio de Janeiro Bandeira do Município do Rio de Janeiro.png
Área: 1723,59 ha (em 2003)
Fundação: 23 de julho de 1981
IDH: 0,7681 (em 2000)
Habitantes: 105 515 (em 2010)2
Domicílios: 37 457 (em 2010)
Limites: Senador Vasconcelos, Campo Grande,
Vargem Grande, Jacarepaguá,
Realengo, Bangu e Santíssimo3
Subprefeitura: Grande Bangu
Região Administrativa: XVII R.A.(Bangu)

Senador Camará é um populoso bairro de classe média-baixa da Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro.

Faz divisa com os bairros de Senador Vasconcelos, Campo Grande, Vargem Grande, Jacarepaguá, Realengo, Bangu e Santíssimo.4

Seu IDH, no ano 2000, era de 0,768, o 105º colocado entre 126 regiões analisadas na cidade do Rio de Janeiro.5

História[editar | editar código-fonte]

Com 111.231 habitantes (segundo informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE - Censo Demográfico 2000) distribuídas numa área de 1.723,59 ha.

A origem do nome se deve a estação ferroviária que atende o bairro e leva o nome de Estação Senador Camará, em homenagem ao Senador Otacílio de Carvalho Camará, que foi Senador da República em 1919 e 1920.

O bairro é divido pela linha ferroviária do ramal de Santa Cruz, atualmente operado pela empresa Supervia. No lado esquerdo da linha ferroviária, no sentido para Santa Cruz, o bairro é cortado pela Avenida Santa Cruz, onde está localizada a favela do Sapo, esta avenida faz a ligação entre os bairros de Realengo e Senador Vasconcelos.

No lado direito, o bairro é cortado pela Estrada do Taquaral, que começa em Bangu e termina no próprio bairro de Senador Camará, onde temos a Favela da Coreia, com altos índices de violência. Não tão diferente de outros bairros da zona-oeste. Em Senador Camará há o sub bairro Jabour, com característica de um bairro de classe media com casas de 3 e 4 quartos e apartamentos de até 3 quartos com áreas de lazer e garagem, localizado na parte mista do bairro junto com comercio local, próximo à favela do Rebu.

Contudo, o bairro Jabour, empreendido por Abrahão Jabour, recebeu maior investimento e teve em seu lançamento maior infraestrutura, o que lhe confere um aspecto de área nobre, pois foi idealizado para atender aos militares de Realengo e Vila Militar, e demais trabalhadores da Zona Oeste.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]