Eleições estaduais em São Paulo em 1950

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
‹ 1947 Brasil 1954
Eleições estaduais em  São Paulo em 1950
3 de outubro de 1950
(Turno único)
Lucas Nogueira Garcez.jpg Hugo Borghi, Deputado (SP).tif
Candidato Lucas Nogueira Garcez Hugo Borghi
Partido PSP PRT
Natural de São Paulo, SP Campinas, SP
Vice Erlindo Salzano José Carlos de Ataliba Nogueira
Votos 672.863 404.736
Porcentagem 47,11% 28,34%


Brasão do estado de São Paulo.svg
Governador de São Paulo

As eleições estaduais em São Paulo em 1950 ocorreram em 3 de outubro como parte das eleições gerais no Distrito Federal, em 20 estados e nos territórios federais do Acre, Amapá, Rondônia e Roraima. Nesse dia foram eleitos o governador Lucas Nogueira Garcez, o vice-governador Erlindo Salzano e o senador César Vergueiro, além de 40 deputados federais e 75 estaduais.[1][nota 1]

Engenheiro civil natural de São Paulo e formado em 1936 pela Universidade de São Paulo, Lucas Nogueira Garcez tomou parte na Revolução Constitucionalista de 1932 ainda nos tempos universitários e uma vez terminado o conflito especializou-se em Hidráulica.[2] Após estágio na Diretoria de Obras Públicas da Secretaria de Viação e Obras Públicas de São Paulo, trabalhou no Departamento de Municipalidades e em 1939 tornou-se professor da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, onde foi vice-diretor.[3] Superintendente da construção da Usina Hidrelétrica de Avanhadava, no Rio Tietê, prestou serviços à Fábrica Nacional de Motores em Duque de Caxias.[2] Doutor em Ciências Físicas e Matemáticas na Universidade de São Paulo em 1946, presidiu a Associação Interamericana de Engenharia Sanitária. Membro do conselho administrativo do Instituto de Pesquisas Tecnológicas e diretor do Instituto de Engenharia de São Paulo, assumiu a Secretaria de Viação e Obras Públicas no governo Ademar de Barros, de quem recebeu o apoio para eleger-se governador de São Paulo via PSP em 1950.

A eleição resultou ainda na vitória de Erlindo Salzano, médico formado na Universidade de São Paulo. Nascido em Porto Ferreira, vivenciou a Revolução Constitucionalista de 1932 e nisso ingressou na Polícia Militar de São Paulo onde alcançou a patente de capitão. Frequentou a Fortaleza de São João onde se especializou em Medicina Esportiva pela Escola de Educação Física do Exército. Ligado politicamente a Ademar de Barros, dirigiu a Superintendência das Estâncias Hidrominerais, presidiu o Instituto da Previdência do Estado e foi diretor do Departamento de Saúde Publica do Ministério da Saúde. Após ingressar no PSP elegeu-se vice-governador de São Paulo em 1950.[4]

Nascido em Santos, o advogado César Vergueiro formou-se na Universidade de São Paulo onde presidiu o Centro Acadêmico XI de Agosto. Eleito deputado federal em 1914, reelegeu-se sucessivamente até a Revolução de 1930 quando passou a compor a executiva do Partido Republicano Paulista até o surgimento do Estado Novo.[5] Durante a interventoria de Ademar de Barros foi secretário de Justiça e mediante os acontecimentos que levaram ao fim da Era Vargas, filiou-se ao PSD e assumiu a presidência do diretório estadual paulista, muito embora tenha perdido a eleição para senador em 1945 e 1947. Neste último ano, Ademar de Barros voltou ao Palácio dos Bandeirantes em eleição direta e César Vergueiro reassumiu a Secretaria de Justiça. Após migrar para o PSP elegeu-se senador em 1950, porém não concluiu o mandato.[6][nota 2][7][8]

Resultado da eleição para governador[editar | editar código-fonte]

Foram apurados 1.428.331 votos nominais.[1]

Candidatos a governador do estado
Candidatos a vice-governador Número Partido/Coligação Votação Percentual
Lucas Nogueira Garcez
PSP
Ver abaixo
-
44
PSP, PTB
672.863
47,11%
Hugo Borghi
PRT
Ver abaixo
-
18
PRT (sem coligação)
404.736
28,34%
Prestes Maia
UDN
Ver abaixo
-
22
UDN, PSD, PR, PSB
350.732
24,55%
  Eleito

Resultado da eleição para vice-governador[editar | editar código-fonte]

Foram apurados 1.355.983 votos nominais.[1][nota 3]

Candidatos a vice-governador
Candidatos a governador do estado Número Partido/Coligação Votação Percentual
Erlindo Salzano
PSP
Ver acima
-
441
PSP, PTB
653.452
48,19%
José Carlos de Ataliba Nogueira
PRT
Ver acima
-
181
PRT (sem coligação)
378.620
27,92%
Martins Filho
PSD
Ver acima
-
411
UDN, PSD, PR
350.732
23,40%
Francisco Giraldes Filho
PSB
Ver acima
-
401
PSB (sem coligação)
6.605
0,49%
  Eleito

Resultado da eleição para senador[editar | editar código-fonte]

Foram apurados 1.327.699 votos nominais.[1][nota 3]

Candidatos a senador da República
Primeiro suplente de senador Número Partido/Coligação Votação Percentual
César Vergueiro
PSP
Ver abaixo
-
443
PSP, PTB
658.058
49,56%
Brasílio de Oliveira Neto
PSD
Ver abaixo
-
410
UDN, PSD, PR
353.732
26,64%
Miguel Reale
PRT
Ver abaixo
-
189
PRT (sem coligação)
300.451
22,63%
João da Costa Pimenta
PSB
Ver abaixo
-
404
PSB (sem coligação)
15.458
1,17%
  Eleito

Resultado da eleição para suplente de senador[editar | editar código-fonte]

Foram apurados 1.168.176 votos nominais.[1]

Primeiro suplente de senador
Candidatos a senador da República Número Partido/Coligação Votação Percentual
Lineu Prestes
PSP
Ver acima
-
443
PSP, PTB
645.267
55,24%
Cristiano Altenfelder Silva
PSD
Ver acima
-
410
UDN, PSD, PR
351.552
30,09%
Guaracy Silveira
PRT
Ver acima
-
189
PRT (sem coligação)
171.357
14,67%
  Eleito

Deputados federais eleitos[editar | editar código-fonte]

São relacionados os candidatos eleitos com informações complementares da Câmara dos Deputados.[9][10]

Deputados federais eleitos Partido Votação Percentual Cidade onde nasceu Unidade federativa
Emilio Carlos PTN 43.658 Catanduva  São Paulo
Auro de Moura Andrade UDN 37.570 Barretos  São Paulo
Carmelo d'Agostino PSP 34.927 São Paulo  São Paulo
Manhães Barreto PSP 31.128 Campos dos Goytacazes  Rio de Janeiro
Frota Moreira PTB 30.500 Fortaleza  Ceará
Ubirajara Keutenedjian PSP 30.421 São Paulo  São Paulo
Cunha Bueno PSD 23.524 São Paulo  São Paulo
Campos Vergal PSP 22.458 Serra Negra  São Paulo
Ivete Vargas PTB 18.607 São Borja  Rio Grande do Sul
Ranieri Mazzilli PSD 17.571 Caconde  São Paulo
Paulo Abreu PTB 17.393 São Paulo  São Paulo
Carvalho Sobrinho PSP 16.321 Alfenas  Minas Gerais
Ferreira Martins PSP 16.213 Santos  São Paulo
Ortiz Monteiro PTB 15.931 São Paulo  São Paulo
Paulo Lauro PSP 15.721 Descalvado  São Paulo
Anísio Moreira PSP 15.714 Jaboticabal  São Paulo
Arnaldo Cerdeira PSP 15.392 Manaus  Amazonas
Antônio Feliciano PSD 17.387 Paraibuna  São Paulo
Moura Rezende PSP 15.027 Caçapava  São Paulo
Menotti del Picchia PTB 14.842 São Paulo  São Paulo
Artur Audrá PTB 14.708 São Paulo  São Paulo
Vieira Sobrinho PSP 14.689 Itapetininga  São Paulo
Eusébio Rocha PTB 14.050 São Paulo  São Paulo
Ulysses Guimarães PSD 13.944 Itirapina  São Paulo
Ernesto Pereira Lopes UDN 13.877 São Paulo  São Paulo
Novelli Júnior PSD 13.775 Itu  São Paulo
Marrey Júnior PTB 13.708 Itamarandiba  Minas Gerais
Romeu Fiori PTB 13.070 São Simão  São Paulo
Castilho Cabral PSP 12.482 Novo Horizonte  São Paulo
Dário Barros PTN 12.377 Limeira  São Paulo
Mário Beni PSP 12.236 São Manuel  São Paulo
Lima Figueiredo PSD 11.945 Rio de Janeiro  Rio de Janeiro
Íris Meinberg UDN 11.832 Três Pontas  Minas Gerais
Marino Machado PSD 11.432 São Paulo  São Paulo
Herbert Levy UDN 11.371 São Paulo  São Paulo
Lauro Cruz UDN 10.790 Santos  São Paulo
Coutinho Cavalcanti PTN 9.622 Recife  Pernambuco
Ferraz Egreja UDN 9.191 Cristina  Minas Gerais
Nelson Omegna PTN 8.229 Niterói  Rio de Janeiro
Alberto Bottino PTN 7.908 Taiuva  São Paulo

Deputados estaduais eleitos[editar | editar código-fonte]

Estavam em jogo 75 vagas da Assembleia Legislativa de São Paulo.[1]

Deputados estaduais eleitos Partido Votação Percentual Cidade onde nasceu Unidade federativa
Jânio Quadros PDC 17.840 Campo Grande  Mato Grosso do Sul
Porfírio da Paz PTB 16.122 Araxá  Minas Gerais
Lino de Matos PSP 14.763 Ipaussu  São Paulo
Paulo Ornellas Carvalho de Barros PTB 11.169
Conceição da Costa Neves PTB 10.905 Juiz de Fora  Minas Gerais
Athiê Jorge Coury PSP 10.482 Itu  São Paulo
Alfredo Farhat PSD 10.341
Cid Franco PSB 10.268 Petrópolis  Rio de Janeiro
André Broca Filho PSP 10.156 Guaratinguetá  São Paulo
Mário Calazans UDN 9.972 Paraibuna  São Paulo
Vitor Maida PSP 9.380
Cássio Ciampolini PTB 9.322
Osvaldo Ribeiro Junqueira PSP 8.941
Diógenes Ribeiro de Lima PSP 8.870
Osny Silveira UDN 8.473
Duílio Poli PTN 8.183
Mendonça Falcão PSP 7.872 São Paulo  São Paulo
Arnaldo Borghi PTN 7.630
Camilo Ascar UDN 7.442
Felício Tarabay PSP 7.305
Lincoln Feliciano PSD 7.251 Paraibuna  São Paulo
José Romeiro Pereira PSD 7.056 Jundiaí  São Paulo
Antônio Pinheiro Camargo Júnior PTN 6.870
Martinho Di Ciero PSP 6.673
Amadeu Narciso Pieroni PSP 6.664
Plácido Rocha PSP 6.610 Bananeiras  Paraíba
Péricles Rolim PTB 6.548
Luiz Dias Gonzaga PSP 6.252
Francisco Scalamandré Sobrinho PTB 6.239
Yukishigue Tamura PDC 6.220 São Paulo  São Paulo
Joaquim Paes de Barros Neto UDN 6.188
Pedro Antônio Fanganielo PSP 6.047
Paulo Teixeira de Camargo PSP 6.042 Campinas  São Paulo
Wladimir de Toledo Piza PTB 6.020 Serra Negra  São Paulo
José Miraglia PSP 5.937 Itapuí  São Paulo
Leônidas Camarinha PSP 5.848
Gualberto Moreira PSP 5.814 Sorocaba  São Paulo
Luiz Augusto de Oliveira PSD 5.642
Asdrubal Euritisses da Cunha PSP 5.582
Francisco Eumene de Oliveira PTB 5.415
Antonio de Paula Leite Neto PTN 5.410
Teresa Delta PSP 5.390 São Paulo  São Paulo
Manuel Vitor PDC 5.372 Juiz de Fora  Minas Gerais
José Alves Cunha Lima PTB 5.247
Rui Costa Rodrigues PTB 5.180
Valentim Amaral PTB 5.121
Antônio Novais Romeu UDN 4.994
Juvenal Saion UDN 4.956
Nelson Fernandes PTB 4.920
João Batista de Carvalho PSD 4.843
Alberto Andaló PTN 4.759 São José do Rio Preto  São Paulo
Rui de Almeida Barbosa PTN 4.647 São Simão  São Paulo
Pacheco Chaves PSD 4.592 São Paulo  São Paulo
Vicente de Paula Lima UDN 4.467
Araripe Serpa PTN 4.457 São Paulo  São Paulo
Miguel Petrilli PDC 4.455
Alípio Correia Neto PSB 4.453 Cataguases  Minas Gerais
João Bravo Caldeira PSD 4.413
Adernar Carvalho Gomes UDN 4.314
José Ferreira Kefer PSD 4.287
Amaral Furlan UDN 4.175 Sertãozinho  São Paulo
Jaime de Almeida Pinto PSD 4.123
Francisco Bernardes Ferreira UDN 4.082
Vicente Botta PTN 3.981 São Carlos  São Paulo
Rafael dos Santos Tavares PTN 3.878
Antônio Flaquer PDC 3.798
José Bertola PL 3.235
Décio de Queiroz Teles PR 3.229
Sales Filho PR 3.166 São Paulo  São Paulo
Derville Allegretti PR 2.912 Resende  Rio de Janeiro
Arual Antônio dos Santos PST 2.356
Augusto do Amaral PRT 2.262
João Salgado Sobrinho PRT 2.156
Renê Pena Chaves PRP 1.963 Santo André  São Paulo
Hilário Torloni PRP 1.909 São Paulo  São Paulo

Notas

  1. No Distrito Federal não houve eleição para governador, apenas para o Senado Federal.
  2. O assassinato de César Vergueiro no início de 1957 levou à efetivação de Lineu Prestes. Natural de Avaré, formou-se em Farmácia e Direito na Universidade de São Paulo e em Filosofia na Faculdade de São Bento, trabalhou na Fundação Oswaldo Cruz, foi professor e diretor da Faculdade de Farmácia e Odontologia da Universidade de São Paulo. Doutor em Direito pela USP, assumiu a reitoria da mesma em 1947. Nomeado prefeito de São Paulo por Ademar de Barros em 1950, nesse mesmo ano foi eleito suplente de senador. Membro do Conselho Superior das Caixas Econômicas Federais, foi efetivado com a morte do senador titular, mas o próprio Lineu Prestes faleceu em agosto de 1958.
  3. a b Graças à aparente liberalidade na ordem legal vigente, a coligação que apoiou Prestes Maia lançou dois candidatos a vice-governador e dois candidatos a senador.

Referências

  1. a b c d e f «Banco de dados do Tribunal Superior Eleitoral». Consultado em 19 de setembro de 2017 
  2. a b Lucas Nogueira Garcez. Falecimentos. (online). Jornal do Brasil, Rio de Janeiro (RJ), 12/05/1982. Primeiro caderno, p. 18. Página visitada em 21 de setembro de 2017.
  3. Morre o professor Nogueira Garcez (online). O Estado de S. Paulo, São Paulo (SP), 12/05/1982. Geral, p. 29. Página visitada em 21 de setembro de 2017.
  4. «São Paulo minha cidade: biografia de Erlindo Salzano». Consultado em 21 de setembro de 2017 
  5. «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado César Vergueiro». Consultado em 21 de setembro de 2017 
  6. «Senado Federal do Brasil: senador César Vergueiro». Consultado em 21 de setembro de 2017 
  7. Sen. Lineu Prestes (online). Jornal do Brasil, Rio de Janeiro (RJ), 21/08/1958. Primeiro caderno, p. 05. Página visitada em 21 de setembro de 2017.
  8. «Senado Federal do Brasil: senador Lineu Prestes». Consultado em 21 de setembro de 2017 
  9. «Página oficial da Câmara dos Deputados». Consultado em 19 de setembro de 2017. Arquivado do original em 2 de outubro de 2013 
  10. «BRASIL. Presidência da República: Lei nº 9.504 de 30/09/1997». Consultado em 19 de setembro de 2017