Fr. João de Cristo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Fr. João de Cristo (n. ?- m. Alcobaça, 1654). Foi um monge Cistercense, compositor e organista.

Vida[editar | editar código-fonte]

Fr. João de Cristo (n. ?- m. Alcobaça, 1654). Foi um monge Cistercense, compositor e organista.[1] Não se sabe a data e o local do seu nascimento, apesar de se saber que Fr. João de Cristo era natural de Lisboa. Sabe-se porém que entrou no Mosteiro de Alcobaça a 8 de Janeiro de 1614 e que professou a 10 de Janeiro de 1615. Era tangedor dos órgãos do mosteiro, professor de música e compositor. Compôs o texto da Paixões que se cantaram na Semana Santa, a 4 vozes, as Calendas do Natal, as Calendas de S. Bernardo, Aleluias, e versos pós-epistolas.[2]

Obra[editar | editar código-fonte]

De Fr. João de Cristo chegou-nos uma peça para órgão intitulada: Obra de 8º Tom Acidental Ut em D-Lá-Sol-Ré. Esta peça está em dois manuscritos com música portuguesa para órgão do séc. XVII: O Livro de Fr. Roque da Conceição na Biblioteca Pública Municipal do Porto (P-Pm, MM 43),[3] e o Livro do Bouro, no Arquivo Distrital de Braga (P-Bd Ms. 964).

Referências

  1. Vasconcelos, Joaquim de (1870), Os Músicos Portuguezes: Biografia, Bibliografia, 2 volumes, Porto, Imprensa Portugueza, vol. I, pp. 47-48. Vieira, Ernesto (2007/1900), Diccionario Biographico de Musicos Portuguezes, Lisboa, Lambertini, Edição Facsimilada de Arquimedes Livros, vol. I, p. 281.
  2. Machado, Diogo Barbosa (1965-1967), Biblioteca Lusitana, 4 volumes, Coimbra, Atlântida Editora, vol. II, p. 636. Mazza, José (1944-1945), Dicionário Biográfico de Músicos Portugueses, ed. e notas de José Augusto Alegria, Ocidente, Lisboa, Tipografia da Editorial Império. Nery, Rui Vieira (1984), A Música no Ciclo da Bibliotheca Lusitana, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, pp. 80-81.
  3. Speer, Klaus (1967), Fr. Roque da Conceição: Livro de Obras de Órgão, Portugaliae Musica, vol. XI, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, pp. 158-161.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Doderer, Gerhard (1974), Obras Selectas para Órgão: Ms 964 da Biblioteca Pública de Braga, Portugaliae Musica, Vol. XXV, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, p. X e p. XIII.

Valença, Manuel (1990), A Arte Organística em Portugal: c. 1326-1750, volume I, Braga, Província Portuguesa da Ordem Franciscana, p. 130.