Duarte Lobo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Duarte Lobo
Informação geral
Nascimento 1565?
Data de morte 24 de setembro de 1646

Vida[editar | editar código-fonte]

Duarte Lobo (?,c.156524 de setembro de 1646) foi um compositor português da época do Renascimento tardio e Barroco inicial. Foi o mais famoso compositor português da sua época. Em conjunto com Filipe de Magalhães, Manuel Cardoso e o Rei D. João IV, é considerado um dos músicos da "época dourada" da polifonia portuguesa.

Sabe-se pouco da sua vida. Terá nascido em Alcáçovas ou em Lisboa, e sabe-se que foi aluno de Manuel Mendes em Évora. O seu primeiro trabalho terá sido o de mestre de capela da catedral de Évora; em 1594 era mestre de capela em Lisboa. Ensinou música no Colégio do Claustro da Sé em Lisboa, onde se manteve pelo menos até 1639. Mais tarde dirigiu na capital a capela do Seminário de São Bartolomeu. Assinava as suas obras como Eduardus Lupus.

Embora cronologicamente a sua vida se sobreponha à época do Barroco, escreveu, tal como Manuel Cardoso, música essencialmente ao estilo e técnica contrapontística da Renascença, como a da polifonia de Palestrina, tal como se poderia esperar por ter vivido numa zona isolada das inovações musicais de Itália e Alemanha. Publicou seis livros de música sacra, incluindo missas, responsórios, antífonas, magnificats e motetes.

A sua música é altamente atrativa, com força expressiva, tirando partido das características rítmicas e harmónicas do texto latino, em conformidade com as disposições do Concílio de Trento.

Encontram-se dispersos por diversas cidades (Coimbra, Évora, Vila Viçosa, Valladolid, Sevilha, Munique, Londres e Viena) os exemplares de praticamente tudo o que da sua obra foi editado em Antuérpia (Plantin, 1602-1639) e em Lisboa (Craesbeck, 1607).

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Alegria, José Augusto (1984), Polifonistas Portugueses: Duarte Lôbo, Filipe Magalhães, Francisco Martins, Lisboa, Instituto de Cultura e Língua Portuguesa, Biblioteca Breve.
  • Borges, Armindo (1986), Duarte Lobo: (156?-1646), Köln, Gustav Bosse, colecção Kölner beiträge zur musikforschung; Klaus Wolfgang Niemöller; 132.
  • Cruz, Maria Antonieta de Lima (1930), Duarte Lôbo: 1540-1643, Lisboa, Europa.
  • Machado, Diogo Barbosa (1965-1967), Biblioteca Lusitana, 4 volumes, Coimbra, Atlântida Editora.
  • Mazza, José (1944-1945), Dicionário Biográfico de Músicos Portugueses, ed. e notas de José Augusto Alegria, Ocidente, Lisboa, Tipografia da Editorial Império.
  • Monte, Gil do [pseud.], (1976), Pe. Duarte Lobo: Da sua vida e obra: 1575-1975, Évora, Gráfica Eborense.
  • Nery, Rui Vieira (1984), A Música no Ciclo da Bibliotheca Lusitana, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian.
  • Vasconcelos, Joaquim de (1870), Os Músicos Portuguezes: Biografia, Bibliografia, 2 Vols., Porto, Imprensa Portugueza.
  • Vieira, Ernesto (2007/1900), Diccionario Biographico de Musicos Portuguezes, Lisboa, Lambertini, Edição Facsimilada de Arquimedes Livros.

Edições Modernas (Partituras)[editar | editar código-fonte]

  • Abreu, José (ed.), (2013), Opuscula 1602, [Responsórios de Natal], Coimbra, Imprensa da Universidade de Coimbra.
  • Henriques, Luís (ed.), (2012), Duarte Lobo: Audivi Vocem de Caelo; Pater Peccavi, Lisboa, mpmp.
  • Henriques, Luís (ed.), (2014), Duarte Lobo: Vidi aquam, Lisboa, mpmp.
  • Henriques, Luís (ed.), (2014), Duarte Lobo: Magnificat Secundi Toni (versos pares), Lisboa, mpmp.
  • Henriques, Luís (ed.), (2014), Duarte Lobo: Asperges Me, Lisboa, mpmp.
  • Joaquim, Manuel (1945), Composições Polifónicas de Duarte Lobo: transcritas em Partitura por Manuel Joaquim, Lisboa, Instituto para a Alta Cultura.

Algumas obras[editar | editar código-fonte]

  • 1603 - Officium Defunctorum
  • 1605 - Cantica Beatae Virginis (16 Magnificat a quatro vozes)
  • 1620 - Missa “Dicevat Iesu"
  • 1621 - Liber Missarum I - Missa pro defunctis
  • 1639 - Liber Missarum II - Missa vox clamantis

O álbum "Masterpieces of Portuguese Polyphony" inclui composições de Duarte Lobo e Filipe Magalhães, sendo da Editora "Hyperion".

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.