Manuel Cardoso (compositor)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura o ciclista português, veja Manuel Cardoso (ciclista).


Manuel Cardoso
Nascimento 11 de dezembro de 1566
Fronteira, Portugal
Morte 24 de novembro de 1650 (83 anos)
Lisboa, Portugal
Ocupação Organista, compositor

Manuel Cardoso (Fronteira, 11 de dezembro de 1566Lisboa, 24 de novembro de 1650) foi um organista e compositor português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Manuel Cardoso nasceu em Fronteira do Alentejo, perto de Portalegre, provavelmente em 1566. Participou no Colégio dos Moços do Coro, associado à catedral de Évora, estudando com Manuel Mendes e Cosme Delgado. Em 1588 ingressou na ordem carmelita, e fez os seus votos em 1589, no Convento do Carmo, em Lisboa. No início dos anos 1620, residiu no Paço Ducal de Vila Viçosa, onde se tornou amigo do Duque de Barcelos (mais tarde rei D. João IV). Terminou a sua carreira como organista e compositor residente no Convento do Carmo em Lisboa.

Muitas das suas obras, provavelmente as mais progressistas, foram destruídas no terramoto, seguido de incêndio, de 1755.

Foi, juntamente com Duarte Lobo, Filipe de Magalhães, e João IV de Portugal, um dos maiores representantes da "era dourada" do polifonia portuguesa.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Alegria, José Augusto, Frei Manuel Cardoso: compositor portugûes (1566–1650), Lisboa, 1983.
  • Cruz, Maria Antonieta de Lima, Manuel Cardoso, Edições Europa, 1938.
  • Gama, Eurico, O Assento do Baptismo de Frei Manuel Cardoso Mestre de Música de El-Rei D. João IV, Separata da Revista Arte Musical, n.º 13, Lisboa, 1961.
  • Nery, Rui Vieira, A música no ciclo da “Bibliotheca Lusitana”, Lisboa, 1984, pp. 54–7.
  • Pedrosa Cardoso, José Maria, 'Inéditos de Fr. Manuel Cardoso’, Revista Portuguesa de Musicologia, vol. III, Lisboa, 1993, pp. 43–52.
  • Ribeiro, Mário de Sampayo, Frei Manuel Cardoso: contribuição para o estudo da sua vida e da sua obra, Achegas para a história da música em Portugal, vol. VI, Lisboa, 1961.
  • Stevenson, Robert, Portugaliae musica: a Bibliographical Essay, Lima, 1967, pp. 16–21.
  • Vasconcelos, Joaquim de, Os Músicos Portuguezes: Biografia, Bibliografia, 2 Vols., Porto, Imprensa Portugueza, 1870.
  • Vieira, Ernesto, Diccionario Biographico de Musicos Portuguezes, Lisboa, Lambertini, Edição Facsimilada de Arquimedes Livros, 2007.

Gravações[editar | editar código-fonte]

  • Frei Manuel Cardoso, Requiem. The Tallis Scholars, Peter Phillips. Gimell CDGIM 021
  • Manuel Cardoso, Missa pro defunctis. Schola Cantorum Oxford, Jeremy Summerly. Naxus CD 8.550682, 1992

Edições Musicais (Partituras)[editar | editar código-fonte]

  • Alegria, José Augusto (1962), Liber Primus Missarum, [volume I], Portugaliae Musica, vol. V, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian.
  • Alegria, José Augusto (1962), Liber Primus Missarum, [volume II], Portugaliae Musica, vol. VI, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian.
  • Alegria, José Augusto (1968), Livros de Vários Motetes, Portugaliae Musica, vol. XIII, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian.
  • Alegria, José Augusto (1970), Liber Secundus Missarum, Portugaliae Musica, vol. XX, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian.
  • Alegria, José Augusto (1973), Liber Tercius Missarum, Portugaliae Musica, vol. XXII, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian.
  • Alegria, José Augusto (1974), Cantica Beatae Mariae Virginis: Magnificat, Portugaliae Musica, vol. XXVI, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian.
  • Alegria, José Augusto (1976), Obras Várias II, Portugaliae Musica, separata dos vols. XX e XXVI, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian.
  • Ribeiro, Mário de Sampaio (1955), 12 Trechos Selectos, Lisboa, Sassetti.

Fontes e Leitura[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) compositor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.