Matias de Sousa Vilalobos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Matias de Sousa Vilalobos (ou Mathias de Sousa Villa-Lobos) (Elvas, c. 1643 — Coimbra, c. 1704) foi um compositor português do Barroco.

Biografia[editar | editar código-fonte]

"Inchiridion de Missas Solemnes" (1691)

Matias de Sousa Vilalobos nasceu por volta de 1643[1] em Elvas. Tornou-se bacharel em Leis pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra e na sua formação musical foi discípulo do célebre compositor António Marques Lésbio. Fixou-se em Coimbra, onde foi mestre de capela da catedral desde c. 1665 até ao final do século XVII.[2] Também ensinou, não só nessa cidade mas também no colégio da Guarda.[2]

Publicou algumas obras com o apoio do então bispo de Coimbra, D. João de Melo (1684-1704).[2]

Morreu por volta de 1704.[1]

Publicações[editar | editar código-fonte]

  • 1688 - Arte de Cantochão (Coimbra: Manuel Rodrigues de Almeida).
  • 1691 - Inchiridion de Missas Solemnes, e Votivas, e Vesporas das selebridades, e festas de todo o anno, com os hymnos novos, e cantocham novamente emendado, & as festas todas (Coimbra: Manuel Rodrigues de Almeida).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Mathias de Sousa Villa-Lobos». IMSLP 
  2. a b c Vieira, Ernesto (1900). Diccionario Biographico de Musicos Portuguezes. Lisboa: Tipografia Matos Moreira & Pinheiro 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]