Manuel Cardoso (cantochanista)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o organista e compositor polifónico do mesmo nome, veja Manuel Cardoso (compositor).

Manuel Cardoso (m. 1595) foi um sacerdote e compositor português de cantochão do período do Renascimento.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Catedral de Leiria.

Manuel Cardoso foi um sacerdote católico português que ocupou os cargos de chantre (mestre do coro) da Capela Real de D. Sebastião e tesoureiro da Sé de Leiria.[1]

Escreveu um importante livro de cantochão em 1575 intitulado Passionarium juxta Capellae Regis Lusitaniae consuetudinem accentus rationem integre observans com paixões, lamentações, lições e orações da sexta-feita da Semana Santa e invitatórios de todo ano segundo a tradição da Capela Real Portuguesa adaptada de acordo com as recomendações do Concílio de Trento.[1] Juntamente com as obras de cantochão dos contemporâneos Diogo Fernandes Formoso e Estêvão da Ordem de Cristo constitui uma das mais importantes fontes do tom português do canto da Paixão antes da importação da tradição romana por D. João V.[2]

Morreu no ano de 1595.[1]

Publicações[editar | editar código-fonte]

  • 1575 - Passionarium juxta Capellae Regis Lusitaniae consuetudinem accentus rationem integre observans (Leiria: António Mariz).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]