Roberto Tornar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Roberto Tornar (em inglês: Robert Turner) (Irlanda ou Inglaterra, c. 1587 — Vila Viçosa, c. 1629) foi um compositor de origem inglesa ou irlandesa que trabalhou em Portugal como mestre de capela.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Paço Ducal de Vila Viçosa

Roberto Tornar nasceu por volta de 1587[1] em Inglaterra ou na Irlanda.[2] Era católico e, por essa razão fugiu da sua terra natal para a Península Ibérica para escapar às perseguições anglicanas. Com esse estatuto de recusant foi possivelmente apoiado pelo duque de Bragança D. Teodósio II, que, na qualidade de patrono o terá enviado para Madrid, onde foi discípulo de Géry de Ghersem e Mateo Romero. Eventualmente regressou a Portugal.[3] Em 8 de abril de 1616 sucedeu a António Pinheiro como mestre de capela no Paço Ducal de Vila Viçosa, o palácio de D. Teodósio II.[4][5]

Para além da sua capela, o duque de Bragança também o incumbiu da educação musical do seu filho D. João, que viria a tornar-se rei de Portugal com a Restauração da Independência assim como um importante compositor e musicólogo. Contudo, o mérito de Roberto Tornar terá sido diminuto, uma vez que subsistem relatos de que o jovem não apreciava as suas aulas de música. Este, ao crescer, não demonstrou grande gratidão ao seu antigo mestre.[5]

Um dado que subsistiu da sua vida pessoal é o seu matrimónio com Catarina Lopes de Quintana. Morreu em data incerta, após 1629 em Vila Viçosa.[1][5]

Obras[editar | editar código-fonte]

Da sua obra sobreviveram apenas 4 salmos preservadas em forma manuscrita na biblioteca do Paço Ducal de Vila Viçosa:[5][6]

  • "Beati omnes", a 4vv
  • "Confitebor tibi Domine", a 4vv
  • "De profundis", a 4vv
  • "Levavi oculos meos", a 4vv

Obras perdidas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Roberto Tornar». IMSLP 
  2. Ferreira, Cristina (2013). «Música para a hora de completas do ofício divino». Casa da Música 
  3. Espanca, Pe. Joaquim José da Rocha (1984). Memórias de Vila Viçosa. Vila Viçosa: Câmara Municipal de Vila Viçosa. p. 79 
  4. Henriques, Luís (2014). «António Pinheiro: Uma nota biográfica». Jornal da Praia 
  5. a b c d Cranmer, David (2002). «Music in the Context of Anglo-Portuguese Relations - A Historical Overview». Revista de Estudos Anglo-Portugueses (11) 
  6. Cranmer, David (2005). «European Music Manuscripts: Series Three: From The Biblioteca Da Paço Ducal De Vila Viçosa» (pdf). Gale International Limited e Fundação da Casa de Bragança