Miguel da Fonseca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Miguel da Fonseca
Informação geral
País borde Reino de Portugal (atual  Portugal)
Data de morte 1544
Ocupação(ões) Compositor e mestre de capela

Miguel da Fonseca ou Manuel da Fonseca (? — 1544) foi um compositor polifónico português do Renascimento.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Sé de Braga

Da biografia de Miguel da Fonseca pouco se conhece. Foi mestre de capela na Sé de Braga, nomeado pelo Cardeal D. Henrique que foi Arcebispo de Braga de 1533 a 1540.[1] Embora seja o mais antigo mestre bracarense conhecido não terá sido o primeiro compositor a ocupar o cargo.[1][2]

É possível que também tivesse trabalhado para os cardeais sucessores, Frei Diogo da Silva (1540 - 1541) e Infante Duarte de Portugal (1542 - 1543).[1] Morreu no ano de 1544.[3]

Obra[editar | editar código-fonte]

Foi um dos três maiores representantes da escola musical bracarense do Renascimento, juntamente com outros dois mestres de capela posteriores, Pero de Gamboa e Lourenço Ribeiro. Dos três é o que possui uma obra sobrevivente mais vasta, um total de 33 obras.[3] Encontra-se num manuscrito renascentista no Arquivo Distrital de Braga chamado Liber Introitus.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d Henriques, Luís (15 de julho de 2013). «Música na Sé de Braga no século XVI». Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura. Consultado em 18 de janeiro de 2015 
  2. Stevenson, Robert Murrell (1990). Inter-American Music Review. 11-12. [S.l.: s.n.] 
  3. a b d'Alvarenga, João Pedro (13 de junho de 2010). «Pero de Gamboa e Lourenço Ribeiro pelo Coro Gulbenkian». Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura. Consultado em 28 de fevereiro de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]