Manuel Mendes (compositor)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Manuel Mendes.
Manuel Mendes
Nascimento c.1547 (470 anos)
Évora
Morte 24 de setembro de 1605
Évora
Nacionalidade  Portugal
Ocupação compositor, professor, mestre de capela, sacerdote
Influências
Influenciados
Escola/tradição Escola de Évora
Carreira musical
Período musical Renascimento

Manuel Mendes ou Manoel Mendes (Évora, c.1547Évora, 24 de setembro de 1605) foi um compositor e professor do período renascentista, figura importante da polifonia portuguesa, contemporâneo de Duarte Lobo, Manuel Cardoso, e Filipe de Magalhães.

Vida[editar | editar código-fonte]

Manuel Mendes nasceu em Évora na primeira metade do século XVI.[1][2] Estudou Música com o compositor Cosme Delgado, em Évora.[1] Mais tarde foi nomeado mestre de capela na Catedral de Portalegre,[1] mas regressou a Évora para receber diploma de bacharel[2] em 1575. No mesmo ano tornou-se padre, e professor do coro da catedral.[1][2][3] Entre os seus alunos incluem-se alguns dos mais famosos compositores portugueses do século XVII, como Fr. Manuel Cardoso, Duarte Lobo, Filipe de Magalhães, Manuel Rebelo, António Ferro e Simão dos Anjos de Gouveia.[1][2]

Manuel Mendes era evidentemente um compositor prolífico. Ele era famoso no século XVI, e sua música viajou para a Espanha,[1] assim como para Nova Espanha (atual México), onde foi altamente reconhecido.[4] Apesar da sua elevada reputação, quer como professor, quer como compositor, apenas um conjunto de seis peças suas chegaram aos dias de hoje.[3]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Alegria, José Augusto (1973), História da escola de música da Sé de Évora, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, pp. 37–42, pp. 46–48.
  • Alegria, José Augusto (1984), Polifonistas portugueses: Duarte Lobo, Filipe de Magalhães, Francisco Martins, Lisboa, Instituto de Cultura e Língua Portuguesa, Biblioteca Breve, p. 16, p. 60, pp. 66–67.
  • Alegria, José Augusto (1997), O colégio dos moços do coro da Sé de Évora, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, pp. 77–81.
  • Machado, Diogo Barbosa (1965-1967), Biblioteca Lusitana, 4 volumes, Coimbra, Atlântida Editora.
  • Mazza, José (1944-1945), Dicionário Biográfico de Músicos Portugueses, ed. e notas de José Augusto Alegria, Ocidente, Lisboa, Tipografia da Editorial Império.
  • Nery, Rui Vieira, (1984) A música no ciclo da “Bibliotheca Lusitana”, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian.
  • Lopes, Rui Miguel Cabral (1996), A missa pro defunctis na Escola de Manuel Mendes: Ensaio de análise comparada, Tese de mestrado em Ciências Musicais, FCSH, Universidade Nova de Lisboa, Policopiado.
  • Stevenson, Robert (1982), Introdução a Antologia de Polifonia portuguesa 1490– 1680, Portugaliae Musica, vol. XXVII, pp. XXXIV–XXXV.
  • Vasconcelos, Joaquim de (1870), Os Músicos Portuguezes: Biografia, Bibliografia, 2 Vols., Porto, Imprensa Portugueza.
  • Vieira, Ernesto (2007), Diccionario Biographico de Musicos Portuguezes, Lisboa, Lambertini, Edição Facsimilada de Arquimedes Livros.

Edições musicais (partituras)[editar | editar código-fonte]

  • Joaquim, Manuel (1942), A Missa de Féria do Padre Manuel Mendes, Porto, Separata de Música, Revista dos alunos do Conservatório de Música do Porto.
  • Stevenson, Robert (1982), Antologia de Polifonia portuguesa 1490– 1680, Portugaliae Musica, vol. XXVII, pp. 57-58 (Aleluia).

Referências

  1. a b c d e f Vieira, Ernesto (1900). Diccionario Biographico de Musicos Portuguezes. Lisboa: Tipografia Matos Moreira e Pinheiro 
  2. a b c d Machado, Diogo Barbosa (1741). Bibliotheca Lusitana. Lisboa: Oficina de António Isidoro da Fonseca 
  3. a b Stevenson, Robert, "Manuel Mendes." The New Grove Dictionary of Music and Musicians, ed. Stanley Sadie. 20 vol. London, Macmillan Publishers Ltd., 1980. ISBN 1561591742.
  4. Abril, Omar Morales (2015). «A presença de música e músicos portugueses no vice-reinado da Nova Espanha e na província de Guatemala, nos séculos XVI-XVII». Revista Portuguesa de Musicologia. 2 (1): 151-174. ISSN 0871-9705 
Accordrelativo20060224.png Este artigo sobre um(a) músico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.