Rei Harold

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rei Harold
Personagem fictícia de Shrek
Morada Castelo do Reino de Tão Tão Distante
Idade 71 anos
Sexo masculino
Espécie humano / sapo
Família Rainha Lillian (esposa)
Princesa Fiona (filha)
Shrek (genro)
Dublagem John Cleese
Isaac Bardavid
Rui Mendes
Filme(s) Shrek 2, Shrek the Third e Shrek Forever After
Primeira aparição Shrek 2 (2004)
Última aparição Shrek Forever After (2010)

Rei Harold foi um personagem da série de filmes Shrek, produzidos por Dreamworks. Ele foi o rei de Tão Tão Distante, embora não tenha nascido na família real. Ele também foi o marido da Rainha Lillian. Ele ainda mantém o título de Rei por seu casamento com a rainha Lillian e seu horrível segredo que ele era um sapo estava escondido. Harold é melhor descrito como um monarca teimoso e incapaz de mudar. No princípio, ele se opôs ao casamento de Shrek e sua filha Fiona. O rei até chegou a contratar um assassino (o Gato de Botas para matar Shrek, para permitir que o belo Príncipe Encantado toma-se o trono ao lado de Fiona. Isto foi feito pois Harold duvidou do amor de Shrek e Fiona. Ele finalmente dá sua bênção a Shrek e Fiona no final de Shrek 2. Sua trama é muito semelhante à do príncipe sapo, exceto que é apenas uma história reversa (inicialmente uma rã que se tornou humano). Este também é semelhante ao personagem Shrek, uma espécie de não-humanos que se apaixona por um humano do sexo feminino. O Burro faz uma referência a isso no final do segundo filme, quando o rei Harold se transforma em um sapo pela varinha mágica da Fada Madrinha.

História[editar | editar código-fonte]

Harold nunca foi realmente um humano. Ele era um sapo que vivia em uma lagoa. Um dia, ele se encontrou com a Fada Madrinha, que lhe permitiu realizar seu grande sonho de casar com Lillian, fazendo-o humano. Seu primeiro beijo o fez humano. Após a morte do pai de Lillian, ele se tornou o rei. Sua verdadeira identidade nunca foi descoberta até seus últimos meses no trono como governante. Mesmo quando sua verdadeira identidade foi descoberta, Harold ainda era amado por seu povo e família. Ele e Lillian são a misteriosa princesa e o sapo.

Shrek 2 (2004)[editar | editar código-fonte]

No início o Rei Harold odiava Shrek. Ele e Shrek discutiram na mesa de jantar durante uma festa para comemorar o retorno de Fiona, assim, destruiram o momento. Shrek e Fiona nem imaginam como seu casamento frustrou os planos que seu pai tinha para ela… e para si mesmo. O rei tem que contar com a ajuda da poderosa e inescrupulosa Fada-Madrinha, do belo porém mau-caráter Príncipe Encantado e do famoso matador de ogros, o Gato de Botas, para realizar a sua versão de “felizes para sempre”. À noite, Harold é levado na carruagem da Fada Madrinha, onde esta diz que Shrek devia ser morto, para que seu filho possa se tornar rei. Assim, o rei contrata o Gato de Botas para assassiná-lo no bar Maçã Envenenada. Harold estava feliz que sua filha é humana novamente e que ela acha encantador seu marido, mas logo fica triste quando vê Fiona sofrendo. O rei foi ordenado a colocar uma poção do amor mágica no chá de Fiona para que ela pudesse beijar Encantado e assim amá-lo. Mas, Harold trocou o chá enfeitiçado com Fiona para salvar sua filha e isto enfureceu a Fada Madrinha. Esta tenta lançar um feitiço sobre Shrek e Fiona, mas Harold pula na frente de ambos, se transformando de volta em um sapo.

Shrek The Third (2007)[editar | editar código-fonte]

O Rei Harold adoece e o seu genro Shrek é escolhido para tomar o seu lugar por alguns dias. Apesar de relutante Shrek aceita, pois tinha dificuldades em parecer e agir como rei. Ele diz à sua esposa Fiona o quanto gostaria de voltar para o pântano, só os dois. Fiona revela que quer ter filhos, mas Shrek responde que crianças não são o seu gênero.

Rei Harold está em seu leito de morte. Entre seus suspiros finais ele conta a Shrek que há um outro herdeiro: o sobrinho dele, Artur Pendragon. O reino inteiro lamenta a morte do rei, enquanto Shrek, Burro e o Gato vão atrás do jovem Artur.

Shrek Forever After (2010)[editar | editar código-fonte]

O filme começa um pouco antes do enredo do primeiro filme, com Rumpelstiltskin, lendo o conhecido livro Shrek de contos de fadas, ele conta a história da Princesa Fiona, dizendo que por sua terrível maldição em que todo dia se transforma em uma ogra após o pôr do sol, e por fim dizendo que seus pais, o rei Harold e a rainha Lillian, eram capazes de fazer qualquer coisa para salvar a filha. Então são mostrados Rumpelstiltskin discutindo com o rei e a rainha sobre uma possível cura para a maldição da princesa, e ele diz quem em troca de controle do Reino de Tão-tão Distante, ele acabaria com a maldição. O rei aceita o acordo e quando está prestes a assinar o contrato, um dos conselheiros da corte do rei invade desesperadamente o local dizendo que a princesa já foi resgatada da torre por Shrek, em ligação com o primeiro filme. Após ter ouvido a notícia, o rei sorri e rasga o papel do contrato, levando a tristeza de Rumpelstiltskin, fazendo com que ele chore e fique com raiva de Shrek, e diz que quer que ele nunca tenha nascido, por vingança.

Em um universo alternativo, o Rei Harold assina o contrato, e ele e Lillian desaparecem. Mas, em seguida, no final do filme, no entanto, o rei estava morto. Mais tarde, durante a festa dos Ogros bebês (nos créditos finais), o rei Harold aparece em um auto-retrato (na foto, ele faz várias expressões, incluindo um sorriso), provando que ainda continua vivo, desta vez como um espírito.

Dublagem[editar | editar código-fonte]

Dublagem original Dublagem no Brasil Dublagem em Portugal
John Cleese Isaac Bardavid Rui Mendes

Ver também[editar | editar código-fonte]