Judeu-português

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2012). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Judeu-português
Outros nomes: Judeo-português
Falado em:  Portugal,  Países Baixos,  Brasil
Total de falantes: pouco menos de 2.000, com uso circunspecto ao ambiente litúrgico
Família: Línguas indo-europeias
 Itálico
  Romance
   Romance ocidental
    Galo-ibéricas
     Ibero-românicas
      Ibero ocidental
       Galaico-português
        Judeu-português
Escrita: Alfabeto latino, Alfabeto hebreu
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---

Judeu-português ou judeo-português é uma língua extinta, que era falada pela comunidade judaica de Portugal.[1] Essa forma linguística era vernacular aos judeus de Portugal antes do século XVI e sobreviveu em muitas comunidades da diáspora dos Judeus da Nação Portuguesa. Textos eram escritos em letras hebraicas (aljamiado português) ou latinas.[2]

Existe um pequeno testemunho dessa variação linguística na obra de Gil Vicente, o Auto da Barca do Inferno. Também foi influenciada pela língua dos judeus espanhóis, o Ladino, mas era distinta dessa, já que os judeus lusos nunca foram expulsos de seu país, antes forçados à conversão.

Muitos dos Cristãos-Novos continuaram a secretamente observar o judaísmo e preservar a língua até que inquisição estabeleceu em Portugal em 1536, levando uma onda migratória dos conversos para França, Holanda, Inglaterra e Américas.

Devido à sua similaridade, o Judeu-Português morreu logo em Portugal, mas sobreviveu na diáspora como língua do dia-a-dia até os princípios do século XIX. Também sobrevive em forma de substrato no papiamento e saramaca.

Características[editar | editar código-fonte]

  • Muitos Hebraísmos:
Judeu-Português Hebraico Significado
cadós cadosh santo
esnoga sinagoga
sinoga sinagoga
jessibá yeshiva escola religiosa
massó matzot pães ázimos
misvá mitsva dever/preceito religioso
ros rosh cabeça
rassim rashim cabeças
rossaná rosh hashanah ano-novo judaico
sabá Shabbat sábado
sedacá tsedacá caridade
queilá qehila congregação
quidus kiddush bênção sobre o vinho
sadiq tsadic justo
tebá tevah plataforma central da sinagoga
  • Influências do Ladino:
Judeu-Português Português Ladino
el Dio O Deus el Dio
manim mãos manos
  • Arcaísmos
Judeu-Português Português Moderno
algũa alguma
angora agora
apartar separar
ay
aynda ainda
dous duas
he é
hũa uma
elle, ella ele, ela

Referências

  1. Significado de judeo-português. Visitado em 09.jul.2012.
  2. Silva, Luiz Antônio da (org.). A língua que falamos: português, história, variação e discurso. Rio de Janeiro: Globo, 2005. p. 212.

Referências gerais[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]