Papa Eugênio IV

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Eugênio IV)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Eugênio IV
O.S.B.Cel.
Papa da Igreja Católica
207° Papa da Igreja Católica
Atividade Eclesiástica
Ordem Ordem de São Bento
Diocese Diocese de Roma
Eleição 3 de março de 1431
Entronização 11 de março de 1431
Fim do pontificado 23 de fevereiro de 1447 (15 anos)
Predecessor Martinho V
Sucessor Nicolau V
Ordenação e nomeação
Nomeação episcopal 30 de dezembro de 1407
Ordenação episcopal 1408
por Papa Gregório XII
Nomeado arcebispo 3 de março de 1431
Cardinalato
Criação 9 de maio de 1408
por Papa Gregório XII
Ordem Cardeal-presbítero
Título São Clemente (1408-1426)
Santa Maria além do Tibre (1427-1431)
Papado
Brasão
Coat of arms of Pope Eugene IV.svg
Antipapa Antipapa Félix V
Dados pessoais
Nascimento 1383
Veneza, Itália
Morte 23 de fevereiro de 1447 (64 anos)
Roma, Itália
Nacionalidade Italiano
Nome nascimento Gabriele Condulmer
Progenitores Mãe: Bariola di Niccolò Correr
Pai: Angelo Condulmer
Sepultura San Salvatore in Lauro
dados em catholic-hierarchy.org
Categoria:Igreja Católica
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo
Listas de papas: cronológica · alfabética

O Papa Eugênio (português brasileiro) ou Eugénio (português europeu) IV, OSA, (Veneza, 1383Roma, 23 de fevereiro de 1447), nascido Gabriele Condulmer, foi Papa de 3 de março de 1431 até à data da sua morte.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Homem severo e de índole "feroz como um tigre", era temido pela sua ampla correção e pela "justa palavra". Morreu vítima de envenenamento. A tradição atribui a este pontífice a instituição de ampla distribuição da Hóstia consagrada na casa dos enfermos graves. Nascido em Veneza, eleito em 3 de Março de 1431 como sucessor de Martinho V (1417-1431), que decretou o fim dos Antipapas residentes antes em Avinhão e depois em Pisa. Descendente de uma nobre família de Veneza era sobrinho de Gregório XII[1]. Eleito, proclamou o 17.º Concílio Ecumênico em Basileia. Depois de sofrer pressões para dissolver o Concílio de Basileia (1431), fugiu de Roma (1434), após a proclamação da República, assina a bula Rex Regnum em 8 de Setembro de 1436 um dos documentos que incentivaram o tráfico de escravos e transferiu-o para Ferrara (1437) e mais tarde para Florença. Declarando a supremacia do papa sobre os concílios, os adversários e os padres conciliares elegeram (1439) o antipapa Félix V, Amadeu VIII de Saboia, o último verdadeiro antipapa da história. Graças ao apoio de Afonso de Aragão, investido por ele para o Reino de Nápoles, pôde retornar a Roma (1443), após nove anos de ausência. O 208º Papa morreu em 23 de fevereiro de 1447 em Roma, e foi sucedido por Nicolau V (1447-1455).

Portrait du pape Eugène IV.jpg

Ver também[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Martinho V
Emblem of the Papacy SE.svg
Papa

207.º
Sucedido por
Nicolau V


Referências

  1. «Papa Eugêncio IV». Ufcq.edu.br 
Ícone de esboço Este artigo sobre um papa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.