Ramatis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Ramatis, Ramatís, Rama-tys ou Swami Sri Rama-tys é o nome atribuído por diversos médiuns a um espírito que seria o autor/inspirador de dezenas de obras escritas por eles. Hercílio Maes, América Paoliello Marques, Leandro Ortolan, Maria Margarida Liguori, Wagner Borges, Norberto Peixoto são alguns dos que afirmaram ou afirmam comunicar-se com Ramatis. O conjunto das obras atribuídas a ele representa a principal fonte bibliográfica e ideológica do espiritualismo universalista.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Sua última encarnação teria sido na Indochina do século X d.C., segundo o médium Hercílio Maes. À época, teria sido instrutor em um santuário iniciático, falecendo ainda cedo. Em vida no século IV teria participado dos acontecimentos narrados no poema hindu Ramaiana. Segundo o médium Wagner Borges, o nome Ramatis homenageia dois personagens do Ramaiana: Lord Rama e sua esposa Sita. Também segundo Wagner Borges, Ramatis não teria nascido na Indochina, mas na Índia, por suas caraterísticas hinduístas.

Doutrina[editar | editar código-fonte]

Para seus discípulos e admiradores, Ramatis coordena a "Fraternidade da Cruz e do Triângulo", equipe extrafísica de espíritos oriundos do cristianismo e das tradições religiosas do Oriente, comprometida em difundir síntese do conhecimento contido nas doutrinas religiosas e espiritualistas ocidentais e orientais, a fim de promover a integração da humanidade em torno de valores éticos e cosmoéticos em comum e a expansão dos horizontes conscienciais planetários.

O convite ao autoconhecimento assim como a conscientização do ser humano em relação ao seu habitat são conceitos sistêmicos igualmente abordados por Ramatis além dos temas pré-encarnação e os cidadãos do terceiro milênio. Nos últimos anos, Ramatis também teria se dedicado ao esclarecimento sobre o tema da umbanda e apometria através de diversas obras psicografadas por Norberto Peixoto.

O grupo universalista Voadores, ligado à Fraternidade da Cruz e do Triângulo, reúne alguns dos médiuns citados e também atribui a Ramatis a sua fundação e coordenação. Existem vários grupos de discussão e news de adeptos e admiradores de Ramatís, assim como inúmeros grupos, perfís e comunidades no Orkut e no Facebook.

A Fraternidade Ramatis Hercílio Maes foi fundada pelo Diretor Geral da Unibem, professor que alega ser médium, Octávio Melchíades Ulysséa, para continuar o trabalho de Hercílio Maes, após sua morte, em Curitiba - PR.

O professor Ulysséa freqüentava a casa de Hercílio e dele era amigo. Disponibilizou dentro da Unibem (também referida como FIES - Faculdades Integradas "Espírita") local e infra-estrutura para o grupo simpatizante coordenado pelo sr. Epaminondas. Em novembro de 2007 através da iniciativa de um integrante desta fraternidade, seu membro Dalton Packer produziu um DVD com cerca de 15 minutos sobre a vida de Ramatís. Está agora desenvolvendo um outro trabalho sobre a vida de Hercílio Maes.

O repertório de estudos que teriam contado com a orientação do espírito de Ramatis se caracteriza pelo ecletismo, ao versar acerca de temas variados, tais quais fanatismo, ecumenismo, universalismo, espiritismo, teosofia, hinduísmo, cosmoética, transição planetária, conscienciologia, projeciologia, apometria,umbanda, ufologia, vegetarianismo, esperanto, câncer, tabagismo, alcoolismo, bioenergias, magia negra, chacras, mediunidade, projeção da consciência (viagem astral), autoconhecimento, leis do carma, projeto reencarnatório, suicídio, sexo, procriação, futuro do Brasil e da Terra, Jesus e profecias bíblicas.

Médiuns diversos[editar | editar código-fonte]

  • Em função da proposta universalista de Ramatís, os médiuns que psicografam suas obras possuem perfis diferenciados, mesclando influências do esoterismo, do hinduísmo, da umbanda, da doutrina espírita, da Conscienciologia, da Projeciologia e do espiritualismo laico e temporal.
  • Os distintos perfis de seus médiuns e a mediunidade inspirativa (não-mecânica) de muitos deles fazem com que possuam, muitas vezes, opiniões diferentes sobre mesmas temáticas e controvérsias conscienciais.
  • Para que se tenha visão abrangente do pensamento de Ramatis é necessário comparar o conteúdo das obras escritas por seus médiuns e extrair desse cotejo pontos de convergência. As semelhanças residem no discurso do espiritualismo universalista, na abordagem de questões pouco discutidas na literatura espiritualista (ou na expressão de enfoques e pontos de vista pioneiros) e na invocação de princípios éticos universais. As diferenças radicam na simpatia ou antipatia por profecias apocalípticas, nos distintos estilos literários (mais coloquiais ou mais formais), áreas temáticas de especialização e no grau de proximidade do espiritualismo laico ostentado por cada médium.

Obras de Ramatis e datas de suas primeiras edições[editar | editar código-fonte]

Obras psicografadas por Hercílio Maes
  • A Vida no Planeta Marte e os Discos Voadores (1955)
  • Mensagens do Astral (1956)
  • A Vida Além da Sepultura (1957; autor espiritual principal: Atanagildo)
  • A Sobrevivência do Espírito (1958; autor espiritual principal: Atanagildo)
  • Fisiologia da Alma (1959)
  • Mediunismo (1960)
  • Mediunidade de Cura (1963)
  • O Sublime Peregrino (1964)
  • Elucidações do Além (1964)
  • A Missão do Espiritismo (1967)
  • Magia de Redenção (1967)
  • A Vida Humana e o Espírito Imortal (1970)
  • O Evangelho à Luz do Cosmo (1974)
  • Sob a Luz do Espiritismo (1999; obra póstuma)
  • Ramatis - Uma Proposta de Luz (2003; seleção de trechos das obras anteriores)
Obras psicografadas por América Paoliello Marques
  • Brasil, Terra de Promissão (1973 ou 1974)
  • Jesus e a Jerusalém Renovada (1980)
  • Viagem em Torno do "Eu" (2006; obra póstuma)
    • Nota: os livros Mensagens do Grande Coração (1962 ou antes), psicografado por América e Wanda B. P. Jimenez, e Evangelho, Psicologia, Ioga (1995), coletânea de estudos subsidiários de palestras de América e considerados inspirados por Espíritos, também contêm textos de Ramatis.
Obras psicografadas por Leandro Ortolan
  • O tempo dos mensageiros (2013)

Obras psicografadas por Maria Margarida Liguori

  • Momento de Reflexão - Vol. 1 (1990)
  • Momento de Reflexão - Vol. 2 (1993)
  • Momento de Reflexão - Vol. 3 (1995)
  • O Homem e o Planeta Terra (1998)
  • O Despertar da Consciência (1999)
  • Em Busca da Luz Interior (2001)
  • Jornada de Luz (2001)
Obra psicografada por Wagner Borges
  • Viagem Espiritual I (1993; co-autores espirituais: Yogananda, Rama e Aïvanhov)
Obra psicografada por Beatriz Bérgamo
  • Gotas de Luz (1996)
Obras psicografadas por Márcio Godinho
  • As Flores do Oriente (2000)
  • O Universo Humano (2001)
  • Resgate nos Umbrais (2007)
  • Travessia para a Vida (2007)
Obras psicografadas por Norberto Peixoto
Obra de Hur-Than de Shidha
  • O Astro Intruso e o Novo Ciclo Evolutivo da Terra (2004)
Obras de Dalton Campos Roque & Andréa Lúcia da Silva

Ver também[editar | editar código-fonte]

  • "Muito Além do Horizonte" (Zian Editora, 2001), livro de Jan Val Ellam tratando das relações entre Kardec, Ramatis e Rochester

Ligações externas[editar | editar código-fonte]