Universidade de Taubaté

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de UNITAU)
Ir para: navegação, pesquisa

[1]

UNITAU
Universidade de Taubaté
Lema "Uma Universidade de Verdade"
Fundação Como faculdade:20 de setembro de 1956 (58 anos)
Como federação:3 de setembro de 1973 (41 anos)
Como universidade:6 de dezembro de 1974 (39 anos)
Tipo de instituição Pública
Orçamento anual R$ 140.200.000 (2014)[2]


R$ 123.886.000 (2008)[3]

Docentes Cerca de 900
Total de estudantes 19.346 (2006)
Reitor(a) José Rui Camargo[4]
Vice-reitor(a) Isnard de Albuquerque Câmara Neto[5]
Sede Brasão de Taubaté Taubaté
Campi Taubaté, Ubatuba, São José dos Campos, Mogi Guaçu (São Paulo) e Belém (Pará)[6]
Estado Brasão do Estado de São Paulo São Paulo
Cores Azul e Branco             [7]
Afiliações ABRUEM[8] , CRUB[9] e RENEX[10]
Nomes anteriores Universidade Municipal de Taubaté[11]
Federação das Faculdades de Taubaté[12]
Página oficial www.unitau.br
Fachada reitoria UNITAU.jpg
Instituições de ensino superior do Brasil Brasil

A Universidade de Taubaté (Unitau) é uma autarquia educacional brasileira pertencente ao governo municipal de Taubaté, com diversas unidades espalhadas pelo município contando bem como com campi nos municípios de Ubatuba, São José dos Campos, Mogi Guaçu (São Paulo) e Belém (Pará).

Formou, ao todo, mais de 90 mil alunos, sendo a maior universidade do cone leste paulista e uma das mais tradicionais do interior de São Paulo.[13] É a 1ª e maior universidade pública de caráter municipal da América Latina[14] e, recentemente, foi eleita a 9ª melhor universidade do Estado de São Paulo, ocupando também a posição de 40ª melhor insituição de ensino superior do país[15] e figurando entre as 75 melhores da América Latina.[16]

História[editar | editar código-fonte]

A Unitau, tal como se encontra nos dias atuais, foi criada pela Lei Municipal nº 1.498, de 6 de dezembro de 1974[17] , reconhecida pelo Decreto Federal nº 78.924/76 e recredenciada pela Portaria CEE/GP nº 30/03.[13]

Atual fachada do campus do Bom Conselho, o maior da universidade

Porém, a história dos cursos superiores de Taubaté tem início com a criação de faculdades. A primeira delas, a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras foi criada em 20 de setembro de 1956; em 2 de setembro de 1957 foi criada a Faculdade de Direito e também a Faculdade de Ciências Contábeis; a Escola de Engenharia surgiu em 21 de novembro de 1964; a Faculdade de Medicina inicia-se em 22 de abril de 1967,porém, só em 1982 é que passou a fazer parte da Universidade; a Faculdade de Serviço Social iniciou suas atividades em 10 de maio de 1963; a Escola Superior de Educação Física e Desportos no dia 7 de outubro de 1968. Essas faculdades, criadas como autarquias municipais ou como instituições particulares, funcionaram à época, com estrutura, administração e ensino independentes.

Em 1969, um dos responsáveis pela fundação da universidade, Alfredo José Balbi, funda, juntamente com outros professores, o Colégio Industrial de Taubaté como unidade integrante da Escola de Engenharia. O colégio foi o primeiro no Vale do Paraíba a implantar a educação profissional de ensino médio. Posteriormente, com a instalação e a consolidação da universidade, a escola passou a se chamar Dr. Alfredo José Balbi.[18]

Em 3 de setembro de 1973 as antigas faculdades foram reunidas, constituindo a Federação das Faculdades de Taubaté (FFT), a qual evoluiu, em 1974, para a atual Universidade de Taubaté, instalada em 2 de janeiro de 1976 e cujo primeiro reitor foi o então presidente da Federação, José Alves, também um professor de carreira da Faculdade de Direito.

A Unitau é uma instituição de ensino superior sob a forma de autarquia educacional de regime especial, e rege-se por disposições legais gerais e específicas pelo seu Estatuto e pelo Regimento Geral.[13]

Situação atual[editar | editar código-fonte]

A sua produção cientí­fica fica somente atrás, no estado, das universidades estaduais (a USP, a UNICAMP e a UNESP) e federais (a UFABC, a UFSCar e a UNIFESP) – sendo assim uma das maiores insituições em números de trabalhos públicados no estado e no País, conforme estudo da FAPESP[19] No Webometrics Ranking Web of World Universities 2009, uma lista de aferição do padrão das instituições de ensino superior do mundo elaborada pelo Consejo Superior de Investigaciones Científicas, um órgão de pesquisa do governo espanhol, e divulgada em julho de 2009, a Unitau consta como a 9ª melhor universidade do estado de São Paulo bem como a 40ª melhor do País. No ranking de 2010, a instituição manteve o desempenho na posição de 9ª melhor universidade do estado[15] e a 75ª melhor da América Latina. [16] [20]

A Unitau oferece ao todo 47 cursos de graduação (incluindo os de formação tecnológica), além dos cursos de pós-graduação stricto e lato sensu e, ainda, dos cursos de extensão universitária.

Possui aproximadamente 20 mil alunos, uma equipe formada por cerca de 900 professores (76% de mestres e/ou doutores) e 1,2 mil funcionários. Quanto à infra-estrutura, conta com 99 laboratórios, um acervo bibliográfico com mais do que 280 mil exemplares[21] , mais de 50 núcleos de pesquisa cadastrados no CNPq nas áreas de Humanas, de Biociências e de Exatas, um hospital, uma clínica de psicologia, uma de fisioterapia e uma de odontologia.[22] Além disso, mantém também uma rádio e uma emissora de televisão universitárias.

Em 2009, a instituição realizou uma série de eventos comemorativos em razão dos seus 35 anos como universidade. Também naquele ano, comemorou-se os 50 anos da Faculdade de Direito de Taubaté, os 40 anos da Escola Dr. Alfredo José Balbi e os 30 anos do Departamento de Comunicação Social, todos pertencentes à universidade.

Eleições diretas para reitor[editar | editar código-fonte]

No dia 16 de junho de 2009, o conselho universitário da Unitau modificou o estatuto da instituição, de modo a modificar a forma pela qual são eleitos o reitor e o vice-reitor da universidade. Com a alteração, professores, funcionários e alunos puderam participar ativamente do processo de eleição dos cargos.

A eleição envolve primeiramente uma consulta prévia à comunidade acadêmica da Unitau, passando por um Colégio Eleitoral da Universidade formado pelo Conselhos de Administração, de Ensino e Pesquisa e Universitário antes da decisão oficial do prefeito de Taubaté sobre a escolha dos ocupantes dos cargos. Na consulta à comunidade acadêmica, os votos dos professores têm peso de 70%, os votos dos funcionários pesam 20% e os dos alunos 10%. O modelo de escolha dos cargos é baseado no adotado por outras universidades públicas brasileiras, a exemplo da UNESP.[23] [24]

Na primeira eleição nesse sistema, foram formadas três chapas para concorrer aos cargos de reitor e vice-reitor da instituição. Com 55,67% dos votos válidos, a chapa 3 (União) saiu como a favorita da consulta prévia, sendo representada pelos professores José Rui Camargo (então vice-reitor da intituição) como candidato a reitor e Marcos Roberto Furlan como candidato a vice. O resultado das prévias foi homologado pela prefeitura de Taubaté e Camargo assumiu a reitoria da Unitau em 3 de julho de 2010 para um mandato de 4 anos.[25]

Nas eleições de 2014, José Rui Camargo voltou a se candidatar para um novo mandato, dessa vez tendo como candidato a vice-reitor o professor Isnard de Albuquerque. Na consulta à comunidade acadêmica, houve comparecimento de apenas 13,75% dos votantes e a chapa de Camargo acabou por sagrar-se como favorita, com 44,39% dos votantes. [26] Um mês depois, Camargo e Albuquerque foram oficialmente escolhidos pelo prefeito, José Bernardo Ortiz Júnior. O mandato vai até julho de 2018. [27] Entre as principais promessas para o novo mandato de Camargo, está a da criação da Cidade Universitária. [28]

Localização[editar | editar código-fonte]

A universidade situa-se na cidade paulista de Taubaté, no Vale Médio do Rio Paraíba do Sul, no eixo de circulação entre as cidades São Paulo (da qual distancia-se 135 km) e do Rio de Janeiro (a 280 km) – centros de maior produtividade e concentração populacional do país. Também se localiza perto do litoral (95 km) e dos portos de São Sebastião (a 150 km) e de Santos (a 230 km), além de estar a 45 km da cidade de Campos do Jordão – um dos destinos turísticos mais famosos do país.[29]

Graduação[editar | editar código-fonte]

Os 43 cursos de graduação da Universidade de Taubaté são oferecidos por meio de um processo seletivo anual organizados em 20 departamentos, as unidades educacionais básicas da Unitau, estruturados de forma a integrar as atividades de ensino, de pesquisa, de pós-graduação e de extensão dos cursos.

Aos departamentos estão vinculados o corpo docente e os respectivos cursos:

Biociências[editar | editar código-fonte]

Departamento de Biologia

Departamento de Ciências Agrárias

Departamento de Educação Física

Departamento de Enfermagem

Departamento de Fisioterapia

Departamento de Medicina

Departamento de Odontologia

Departamento de Psicologia

Exatas[editar | editar código-fonte]

Departamento de Arquitetura

Departamento de Engenharia Civil

Departamento de Engenharia Elétrica

Departamento de Engenharia Mecânica

Departamento de Informática

Departamento de Matemática e Física

Humanas[editar | editar código-fonte]

Departamento de Ciências Jurídicas

Departamento de Ciências Sociais e Letras

Departamento de Comunicação Social

Departamento de Economia, Contabilidade, Administração e Secretariado (ECA)

Departamento de Pedagogia

Departamento de Serviço Social

Pós-graduação[editar | editar código-fonte]

A Unitau oferece mais de 80 cursos de pós-graduação Lato sensu, além de mestrados e doutorado recomendados pela CAPES. [30]

Cursos de especialização[editar | editar código-fonte]

Os cursos de especialização lato sensu da Unitau são agrupados nas grandes áreas das Ciências Exatas, Biociências e Ciências Humanas[31] . São eles:

Biociências[editar | editar código-fonte]

  • Análises Clínicas
  • Apicultura
  • Atendimento de Enfermagem nas Emergências Intra e Pré-hospitalares
  • Atividade Física e Saúde no Envelhecimento
  • Auditoria em Saúde
  • Avaliação, Controle, Regulação e Auditoria em Saúde 
  • Biologia Marinha
  • Disfunção Têmporo – Mandibular e Dor Orofacial
  • Educação Ambiental
  • Endodontia
  • Enfermagem do Trabalho
  • Enfermagem em Estomaterapia
  • Enfermagem em Unidade de Terapia Intensiva
  • Gestão de Resíduos Industriais, Urbanos e Rurais
  • Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde
  • Gestão em Processo de Envelhecimento: Ênfase em Saúde
  • Gestão Interdisciplinar do Meio Ambiente
  • Intervenção Familiar: Psicoterapia e Orientação
  • Medicina do Trabalho
  • Ortodontia
  • Saúde Pública com ênfase em Gestão de Saúde 
  • Saúde Pública com ênfase em Saúde da Família
  • Saúde Pública com ênfase em Vigilância Sanitária
  • Terapias de Reabilitação nos Distúrbios Neurológicos da Criança e do Adolescente
  • Transtornos de Aprendizagem, Neurologia Infantil e Terapias

Exatas[editar | editar código-fonte]

  • Automação e Controle Industrial - "Mecatrônica"
  • Engenharia da Qualidade Lean Seis Sigma Green Belt
  • Engenharia de Soldagem
  • Engenharia Aeronáutica
  • Engenharia de Segurança do Trabalho
  • Gestão de Projeto Business Intelligence - Parceria IBM
  • Gestão de Energia
  • Gestão de Processos Industriais
  • Jogos e Entretenimento Digital na Iconomia - Programa JEDI
  • Projeto Mecânico
  • Qualidade Lean Seis Sigma Black Belt
  • Vibrações Mecânicas

Humanas[editar | editar código-fonte]

  • Administração de Recursos Humanos (Ênfase em Desenvolvimento Organizacional)
  • Administração Financeira e Auditoria
  • Arte, Linguagens Artísticas Integradas: Formação e Prática
  • Assessoria, Gestão da Comunicação e Marketing
  • Comunicação e Marketing Político
  • Direito Ambiental e Urbanístico
  • Direito do Trabalho e Processual do Trabalho
  • Educação: História, Cultura e Sociedade
  • Gestão Comercial e Vendas
  • Gestão Escolar para Administração, Planejamento, Inspeção, Supervisão, Orientação Educacional para Educação Básica
  • Gestão Estratégica de Negócios
  • Gestão Tributária
  • Gestão, Políticas Sociais e Formação de Profissionais para a Educação Básica
  • Leitura e Produção de Gêneros Discursivos
  • Língua Portuguesa – Gramática e Uso
  • Literatura
  • Política e Sociedade do Brasil Contemporâneo
  • Políticas Sociais e Trabalho Social com Famílias
  • Psicopedagogia
MBAs
    • Comunicação organizacional e mídias
    • Gerência de Cidades e Sustentabilidade
    • Gerência de Logística Integrada e Operações
    • Gerência de Produção e Tecnologia
    • Gerência de Projetos
    • Gerência de Recursos Humanos
    • Gerência de Tecnologia da Informação
    • Gerência Empresarial
    • Gerência Estratégica de Marketing
    • Gerência Financeira e Controladoria
    • Gestão Contábil, Auditoria e Controladoria
    • MPA Administração Pública

Residência Médica [32]

Cursos de mestrado [33] [editar | editar código-fonte]

Curso de doutorado [34] [editar | editar código-fonte]

Pós-doutorados[editar | editar código-fonte]

A Unitau é instituição credenciada pelo Ministério da Ciência e Tecnologia por meio de parecer do CNPq, para ofertar bolsa de pós-doutorado júnior em engenharia mecânica. O projeto é desenvolvido no Departamento de Engenharia Mecânica da universidade e envolve Nanotecnologia e Tratamentos Superficiais à Plasma.[35] [36] A partir de 2010, a universidade passou a oferecer também o pós-doutorado em odontologia, recomendado pela CAPES. [37] [38]

Hospital universitário[editar | editar código-fonte]

A Unitau mantém e administra um hospital que unificou os antigos Hospital-Escola, Pronto-Socorro e Hospital Modelo, então pertencentes à Irmandade de Misericórdia de Taubaté.[39] Existe um projeto de construção de um novo Hospital Universitário, mas este deve ser concluído apenas em 2015. [carece de fontes?]

No orçamento do município de Taubaté para 2009, foi determinado o repasse de verba de R$500 mil mensais ao hospital.[40] [41]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons

Referências

  1. Localização da reitoria no Google Maps. Página visitada em 20 de maio de 2011.
  2. UNITAU: REVÉS DE ORTIZ DEIXA ‘CAMINHO LIVRE’. Página visitada em 22 de abril de 2014.
  3. Deliberação sobre o orçamento de 2008. Página visitada em 16 de junho de 2011.
  4. Universidade de Taubaté (UNITAU). Resumo biográfico do reitor da UNITAU no site da instituição. Página visitada em 7 de julho de 2010.
  5. Universidade de Taubaté (UNITAU). Resumo biográfico do vice-reitor da UNITAU no site da instituição. Página visitada em 9 de setembro de 2014.
  6. Portal Terra. Unitau recebe credenciamento do MEC para ter cursos de EAD. Página visitada em 7 de abril de 2011.
  7. Universidade de Taubaté (UNITAU). Manual de uso da marca UNITAU. Página visitada em 15 de julho de 2008.
  8. Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (ABRUEM). IES filiadas à ABRUEM. Página visitada em 2 de junho de 2009.
  9. Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras (CRUB). IES associadas ao CRUB. Página visitada em 11 de setembro de 2014.
  10. Rede Nacional de Extensão (RENEX). Fórum de Pró-reitores de Extensão das Universidades Públicas Brasileiras. Página visitada em 11 de setembro de 2014.
  11. Poder Executivo do Município de Taubaté. Lei N° 1.032, de 11 de dezembro de 1967. Página visitada em 2 de maio de 2009.
  12. Poder Executivo do Município de Taubaté. Lei N° 1.416, de 3 de setembro de 1973. Página visitada em 2 de maio de 2009.
  13. a b c http://www.unitau.br/universidade
  14. Vigor e determinação marcam a vida do primeiro reitor da Unitau. Página visitada em 15 de dezembro de 2008.
  15. a b Ranking Web of World Universities. Rank of Universities of Brazil. Página visitada em 20 de outubro de 2009.
  16. a b Ranking Web of World Universities. Top Latin America. Página visitada em 20 de outubro de 2009.
  17. Poder Executivo do Município de Taubaté. Lei N° 1.498, de 6 de dezembro de 1974. Página visitada em 2 de maio de 2009.
  18. Jornal Valeparaibano (matéria restrita a assinantes). Taubaté festeja 40 anos de colégio tradicional - 19/05/09. Página visitada em 19 de maio de 2009.
  19. [1]
  20. Vestibular1. UNITAU está entre as 100 melhores da América Latina. Página visitada em 20 de outubro de 2009.
  21. [2]
  22. [3]
  23. Unitau terá eleição direta para reitor Jornal Valeparaibano (páginas 1 e 7) - matéria no site disponível para assinantes. (30 de Abril de 2005). Página visitada em 17 de junho de 2009.
  24. Comunidade acadêmica participará da escolha de novo reitor (matéria publicada no site da Unitau). Página visitada em 18 de junho de 2009.
  25. Resultado da Consulta Prévia. Página visitada em 21 de junho de 2010.
  26. Com uma abstenção de 86%, eleição para reitor da Unitau não empolgou universidade Jornal O Vale (23 de maio de 2014). Página visitada em 16 de julho de 2014.
  27. Ortiz encerra ‘suspense’ na Unitau e confirma reeleição de José Rui a reitor Jornal O Vale (28 de junho de 2014). Página visitada em 16 de julho de 2014.
  28. Reitor da Unitau quer resgatar projeto de Cidade Universitária Jornal O Vale (4 de julho de 2014). Página visitada em 16 de julho de 2014.
  29. http://www.taubate.sp.gov.br/dpt/ddem/rodovias.asp
  30. [4]
  31. [5].
  32. Edital do processo seletivo - Residência Médica 2014 Universidade de Taubaté (2 de dezembro de 2013).
  33. Universidade de Taubaté. MESTRADO.
  34. DOUTORADO Universidade de Taubaté.
  35. Portal Universia Brasil. UNITAU é credenciada para estágio de pós-doutorado. Página visitada em 5 de junho de 2009.
  36. Portal Vnews. Unitau é credenciada para estágio de pós-doutorado. Página visitada em 4 de junho de 2009.
  37. Universidade de Taubaté. PÓS-DOUTORADO EM ODONTOLOGIA. Página visitada em 23 de dezembro de 2009.
  38. Universidade de Taubaté. UNITAU lança pós-doutorado em Odontologia. Página visitada em 12 de abril de 2011.
  39. Hospital Universitário de Taubaté. Histórico do HUT. Página visitada em 2 de junho de 2009.
  40. Câmara Municipal de Taubaté. Aprovação de emendas ao orçamento de Taubaté beneficia entidades. Página visitada em 15 de janeiro de 2009.
  41. Câmara Municipal de Taubaté. Orçamento para 2009 é aprovado pelos vereadores de Taubaté. Página visitada em 14 de janeiro de 2009.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]