Universidade Federal Rural da Amazônia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
UFRA
Universidade Federal Rural da Amazônia
Fundação 1918 [1]
Tipo de instituição Pública, federal
Orçamento anual R$ 133.288.002,00
Reitor(a) Sueo Numazawa
Vice-reitor(a) Paulo Santos
Estado Pará
Afiliações RENEX
Página oficial www.ufra.edu.br
Instituições de ensino superior do Brasil Brasil

Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA) é uma instituição pública federal de ensino superior com sede na cidade de Belém, Pará, Brasil, e campi nos municípios de Parauapebas, Paragominas, Capitão Poço, Capanema.

A UFRA têm forte vocação para área ligadas às Ciências Agrárias.

Histórico[editar | editar código-fonte]

A Universidade é sucessora de uma série de instituições: a Escola de Agronomia do Pará iniciou suas atividades em 1919 (nome alterado em 1919 para Escola de Agronomia e Veterinária do Pará), sucedida pela Escola de Agronomia da Amazônia (EAA), criada em 1945, mas que iniciou suas atividades em 1951, transformada em 1971 na Faculdade de Ciências Agrárias do Pará (FCAP). Em 2002, pela Lei no 10.611, foi criada a Universidade Federal Rural da Amazônia-UFRA, substituindo a anterior.

O Curso de Agronomia é o mais antigo dos cursos de Ciências Agrárias ministrados na Faculdade. Herdado da antiga Escola de Agronomia da Amazônia (EAA), o curso já era ministrado no Pará desde o início do século, mais precisamente em 1918, na antiga Escola de Agronomia do Pará, do Centro Propagador de Ciências, formado por ilustres do Pará de então. Àquela altura o Centro objetivava a educação profissional aplicada, mediante a difusão de conhecimentos científicos e práticos racionais, necessários à exploração econômica de propriedades agrícolas. Mais Tarde, em 1919, a escola recebeu a denominação de Escola de Agronomia e Veterinária do Pará, mas permaneceu apenas com o curso de Agronomia.

O Curso de Engenharia Florestal foi criado em 14 de dezembro de 1971, pelo Decreto Nº 69.786, com reconhecido do curso através do Decreto Nº 80030, de 27 de julho de 1977.

O Curso de Medicina Veterinária da Universidade Federal Rural da Amazônia, foi criado em 16 de março de 1973, no que foi a antiga Escola de Agronomia da Amazônia, com o objetivo de formar técnicos para atender a pecuária regional. A autorização para funcionamento foi concedida através do Decreto nº. 72.217, de 11 de maio de 1973. Iniciou seu funcionamento a partir de 1974 com o preenchimento de 30 vagas, sendo reconhecido pelo ministério da educação através do Decreto nº. 82.537 de 1 de novembro de 1978.

Graduação[editar | editar código-fonte]

A UFRA oferece os seguintes cursos de graduação:

  • Administração
  • Agronomia
  • Biologia
  • Ciências Contábeis
  • Computação
  • Engenharia Ambiental e de Energia Renováveis
  • Engenharia Cartográfica e de Agrimensura
  • Engenharia de Pesca
  • Engenharia de Produção
  • Engenharia Florestal
  • Informática
  • Letras - LIBRAS
  • Medicina Veterinária
  • Sistemas de Informação
  • Zootecnia

Pós Graduação[editar | editar código-fonte]

A UFRA oferece no âmbito da pós-graduação:

  • Mestrado em Agronomia
  • Mestrado em Aquicultura e Recursos Aquáticos Tropicais
  • Mestrado em Biotecnologia Aplicada à Agropecuária
  • Mestrado em Ciências Biológicas (em parceria com o Museu Paraense Emilio Goeldi/MPEG)
  • Mestrado em Ciências Florestais
  • Mestrado em Saúde e Produção Animal na Amazônia
  • Doutorado em Agronomia (Ciências Agrárias - em parceria com a Embrapa)
  • Doutorado em Ciências Florestais
  • Doutorado em Saúde e Produção Animal na Amazônia

Infraestrutura universitária[editar | editar código-fonte]

A estrutura universitária conta com: 01 Biblioteca, 01 Hospital Veterinário, 01 Restaurante Universitário, Laboratórios, espaço para prática esportiva, e fazendas experimentais nos municípios paraenses de Igarapé Açu, Castanhal e Benfica.

Universidade Federal do Oeste do Pará[editar | editar código-fonte]

A UFRA foi desmembrada, tendo a unidade descentralizada de Tapajós para a Universidade Federal do Oeste do Pará.[2]

Referências

  1. Em 1918 foi criada a Escola de Agronomia do Pará. Em 1951 inicia as atividades da Escola de Agronomia da Amazônia (EAA), criada pelo Decreto-Lei nº 8.290, de 5 de Dezembro de 1945, possivelmente incorporando as instalações da Escola de Agronomia do Pará. Em 1971 passou a ser chamada Faculdade de Ciências Agrárias do Pará (FCAP), transformada em 2002 na Universidade Federal Rural da Amazônia.
  2. Lei nº 12.085, de 5 de novembro de 2009 Planalto.gov.br. Visitado em 15 de maio de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]