Cultura da Suécia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde setembro de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Ingmar Bergman
ABBA
Strindberg
Arenque com batata cozida (Fotografia: Fluff)
Festa do Verão em Åmmeberg

A Cultura da Suécia engloba todas as manifestações culturais produzidas no país, desde as obras do escritor August Strindberg e do pintor Anders Zorn até às especulações históricas de Olof Rudbeck e à classificação de animais e plantas de Lineu, passando pela peça artesanal do cavalo de Dalarna, pela música folclórica da Helsíngia e pela celebração anual do natal e da festa do verão. [1] No século XX, o cinema sueco destacou-se além-fronteiras pelos trabalhos do realizador Ingmar Bergman e das atrizes Greta Garbo, Ingrid Bergman e Anita Ekberg.

A cultura da Suécia faz parte da cultura nórdica e escandinava, e está intimamente relacionada com o povo sueco e com a história da nação sueca.

Línguas da Suécia[editar | editar código-fonte]

Ver artigos principais: Língua sueca e Línguas da Suécia

O sueco (svenska) é uma língua germânica, parente do alemão e do inglês, falada por nove milhões de pessoas, na Suécia e em partes da Finlândia, incluindo as ilhas de Alândia. É mutuamente inteligível com as duas línguas nórdicas vizinhas, o dinamarquês e o norueguês.

Música[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Música da Suécia

A Música da Suécia é, em muitas mentes, conectada ao ABBA,Europe e ao Roxette, apesar de mais recentemente bandas independentes como Millencollin, Soundtrack of our lives, The Hives, International Noise Conspiracy e The Cardigans começarem a alcançar renome internacional. Também se tornaram reconhecidas mundialmente bandas de Heavy Metal mais ligadas ao movimento Death Metal tais como Soilwork, Dismember, Entombed, Therion, In Flames e At The Gates.Também é da Suécia a cantora Lykke Li. A Suécia participa anualmente do Festival Eurovisão onde a maioria dos artistas pop do país tradicionalmente participam.A final da seleção nacional o Melodifestivalen para o país.A Suécia tem 6 vitórias no certame 1974,1984,1991,1999, 2012 e 2015.

Literatura[editar | editar código-fonte]

A Literatura sueca é desde fins do século XIX vibrante e activa. August Strindberg é um dos mais populares escritores suecos. Actualmente Henning Mankell, com seus romances de Kurt Wallander, é conhecido mundialmente. Hoje em dia, a Suécia conta com mais um grande autor, Stieg Larsson, nascido em 1954 na cidade de Skelleftehamn e morto vítima de um ataque cardíaco em 2004, aos 50 anos, pouco após entregar aos seus editores a trilogia Millenium

A Suécia é o terceiro país com maior número de vencedores de Prêmio Nobel na literatura.

Pintura[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Pintura na Suécia

Escultura[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Escultura da Suécia

Arquitetura[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Arquitetura da Suécia

Design[editar | editar código-fonte]

O design sueco tem longas tradições e é caracterizado pelo espírito inovativo e pela busca de soluções práticas e funcionais, como é o caso do cinto de segurança de três pontos e da embalagem Tetra Pak. [2] [3]

Cinema e teatro[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Teatros da Suécia

O primeiro teatro da Suécia foi provavelmente o Lejonkulan (em português: Cova do Leão), localizado junto ao antigo Castelo Real das Três Coroas. Inicialmente construído como jaula de dois leões oferecidos à Rainha Cristina, o Lejonkulan foi depois utilizado como sala de teatro em 1667-1689. Diversas companhias de teatro da Holanda, da Alemanha e da França atuaram nesse local, tendo a primeira companhia sueca aparecido em 1686.

Arte rupestre[editar | editar código-fonte]

Os sítios de arte rupestre de Tanum estão situados a 1km da localidade de Tanumshede, no município de Tanum na província do Condado de Bohus, na Suécia. O maior de todos estes sítios está localizado em Vitlyckehällen, e contem mais de 300 figuras, entre as quais a famosa “Brudparet” (Os noivos).

Monumentos megalíticos[editar | editar código-fonte]

Culinária[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Culinária da Suécia

Festas e feriados[editar | editar código-fonte]

Ver artigos principais: Feriados na Suécia e Museus da Suécia

Desporto[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Desporto na Suécia

Referências

  1. Therese Byttner-Ellingsen. «Vad är typiskt svenskt? - What's typical Swedish?» (PDF) (em sueco). Malmö högskola 
  2. «Melhorando a vida, o design das inovações suecas». Museu da Casa Brasileira. Consultado em 31 de maio de 2015 
  3. Izabela Fernanda Chagas. «O etnodesign aliado ao design escandinavo na moda masculina contemporânea» (PDF). Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Consultado em 29 de setembro de 2019 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cultura da Suécia
Ícone de esboço Este artigo sobre a Suécia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.